CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Café e saúde: tudo a ver

Café e saúde: tudo a ver

Tomar um cafezinho é um gesto repetido várias vezes por dia pela grande maioria dos brasileiros. Será que essa prática faz mal? O site do Sebrae tem publicado algumas pesquisas que afirmam os benefícios desse produto, referência mundial do Brasil.

Para os atletas

037---01---Atleta-Coffee

O café pode aumentar o desempenho de atletas em competições. É o que explica o Prof. Dr. Darcy Roberto Lima, em artigo publicado na edição n° 170, do Jornal do Café. A bebida contribui para que os neurônios do cérebro aumentem a descarga de endorfinas, geradas pela prática de exercícios intensos. Com mais endorfina, o esportista tem um estimulo maior para seguir se exercitando mesmo quando atinge o ponto de cansaço. Para melhorar o desempenho com o auxílio do café, os atletas têm que tomar, diariamente durante os treinos, no mínimo quatro xícaras. Com isso, seu organismo teria uma predisposição natural para resistir à fadiga causada pela prática de esportes.

Depressão

De acordo com estudos publicados pela revista norte-americana Archives of Internal Medicine, o café é a bebida perfeita para combater a depressão. Durante dez anos, médicos da Harvard School of Public Health, de Boston, examinaram os hábitos de 50 mil mulheres americanas. A análise dos dados apontou que aquelas que bebem, no máximo, uma xícara de café por semana têm 20% mais chances de desenvolver depressão em relação àquelas que são viciadas na bebida e chegam a ingerir quatro doses diárias.

Mas os pesquisadores alertam: os estudos ainda não foram concluídos para saber ao certo o que causa essa reação. No entanto, eles acreditam que a cafeína tem o poder de alterar a química do cérebro de maneira positiva. Se isso for de fato comprovado, o café entraria na lista de substâncias que podem prevenir o quadro depressivo. Casos já avançados da doença não podem ser curados apenas com a bebida.

Mal de Alzheimer

Segundo estudo realizado na Universidade de Coimbra, em Portugal, uma dose diária de café poderá ajudar a prevenir o mal de Alzheimer, doença neurodegenerativa que afeta 20 milhões de pessoas no mundo. A pesquisa comparou pessoas que tomaram café ao longo da vida com outras que não o fizeram e concluiu que a dose diária de café é benéfica para as pessoas.

Grupos de investigadores dessa universidade, a exemplo do que acontece em outros centros de investigação internacionais, estão empenhados em desenvolver uma pesquisa básica para perceber os mecanismos da doença neurodegenerativa, identificar alvos terapêuticos e testar compostos químicos.

A doença de Alzheimer surge, geralmente, a partir dos 65 anos. Os doentes morrem cerca de oito anos depois, com a degradação acelerada das faculdades mentais, de perda acentuada de memória e das aptidões motoras.

 

Veja outras notícias do segmento em: http://www.sebrae.com.br/setor/cafe

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae