CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar


CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Medidas de sustentabilidade para embalagens

Medidas de sustentabilidade para embalagens

Sustentabilidade Embalagem_Capa 1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O lançamento de novos produtos e especialmente as mudanças nas formas de consumi-los acarretam contínuas transformações no mercado. Essas transformações acometem o processo criativo nas indústrias e em seus parceiros, principalmente porque está ocorrendo no País a sedimentação das questões relacionadas à sustentabilidade nas embalagens.

Unido em torno do Protocolo Global sobre Sustentabilidade de Embalagens, o setor conta a ABRE – Associação Brasileira de Embalagem -, para quem o salto dado pelo setor nos últimos anos coloca a indústria brasileira em destaque mundialmente tanto no desenvolvimento de matérias-primas renováveis e sistemas de produção limpa, como no desenvolvimento eficiente e inteligente da embalagem, novas tecnologias e plantas de reciclagem.

Protocolo Global

O Protocolo é uma linguagem comum e uma ferramenta de medição que permitem diversas empresas a trabalhar juntas para reduzir o impacto ambiental de suas embalagens.

O documento reúne métricas e indicadores aplicáveis a todo processo produtivo de embalagens. Dessa forma, a publicação visa orientar e unificar conhecimentos que possam ser utilizados por indústrias, empresas, governo e sociedade.

Para a indústria, esta linguagem comum oferece uma forma padronizada de resolver uma série de questões de negócio sobre a sustentabilidade das embalagens, tanto dentro da empresa como entre parceiros do negócio. A adesão, entre outros fatores, facilita a comunicação entre parceiros comerciais e reduz custos.

Os indicadores e as métricas se dividem em três categorias: Ambiental, Econômica e Social. A publicação orienta que não é necessário usar todas as métricas em cada discussão sobre sustentabilidade das embalagens.

Na área ambiental essas métricas são divididas entre Indicadores de Atributos e Indicadores de Ciclo de Vida. Escolher os melhores indicadores depende de vários fatores, incluindo qual é a questão de negócio; o que está comparando; onde, no processo de desenvolvimento da embalagem, essa avaliação está sendo aplicada; e como os resultados estão sendo usados e, onde, na cadeia de suprimento, estão sendo aplicados.

Ressalta o documento que não há uma fórmula única ou uma “resposta certa” para determinar quantos indicadores ou que indicadores usar e destaca que, em muitos casos, um conjunto de cinco a dez indicadores, que claramente representem os objetivos da empresa, pode ser mais apropriado (e mais fácil de viabilizar) que uma lista de quarenta.

Acesse aqui para baixar o Protocolo

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae

Esse é o perfil institucional do Sebrae nessa comunidade. Quer saber mais sobre o Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas? Acesse: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/canais_adicionais/o_que_fazemos

Me siga