Cadastrar

Entrar

Esqueceu a senha?

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por e-mail.

Desculpe!, Você precisa se logar para perguntar.

Você precisa se logar para postar no Blog

63% dos donos de micro e pequenas empresas desejam investir no negócio em 2021, diz pesquisa

63% dos donos de micro e pequenas empresas desejam investir no negócio em 2021, diz pesquisa

A pandemia causada pelo novo coronavírus impactou profundamente o setor de comércios e serviços, afetando especialmente as micro e pequenas empresas, que precisaram encontrar maneiras de continuar faturando durante o período. Apesar das dificuldades, muitos empresários estão otimistas em relação ao cenário para 2021 e consideram investir no negócio.

Segundo pesquisa realizada pelo Sebrae, a maioria dos empresários (63%) continua otimista e pretende realizar investimentos no próximo ano, apesar das dificuldades enfrentadas durante 2020. As aplicações serão feitas, principalmente, em áreas como divulgação (13%), modernização de produtos e processos (13%), ampliação do atendimento ou capacidade produtiva (9%) e ampliação do mix de produtos/serviços (9%).

Ainda de acordo com o estudo, um em cada quatro donos de pequenos negócios (27%) disse não ter condições de fazer investimentos em 2021, e uma pequena parcela (10%) prefere guardar dinheiro para uma emergência. O cenário visto durante o pico da pandemia fez crescer a urgência de precaução e mudança na postura das empresas, com a necessidade de garantir o orçamento a longo prazo e se manter atualizadas.

As dificuldades na pandemia

Manter um negócio durante uma pandemia de impacto mundial é uma tarefa tão difícil quanto parece. O cenário foi – e está sendo – muito sensível para as empresas, tanto que o governo federal ofereceu uma quantia em empréstimo para pequenas e médias empresas – estratégia tomada por muitos países para diminuir as consequências da pandemia no setor produtivo. Desde abril, a quantidade de empreendedores que tiveram o pedido de empréstimo aprovado cresceu de 11% em abril para 34% em novembro. A entrada desse dinheiro, entretanto, deve ser bem planejada, evitando a criação de dívidas a longo prazo.

Em uma situação como a atual, as empresas precisam mais do que nunca se manter relevantes e atualizadas dentro do meio. Organizar as finanças e prestar atenção em relação a questões consideradas burocráticas faz toda a diferença. Uma maneira de checar a saúde do negócio é fazer a consulta do CNPJ periodicamente, para garantir que não há dívidas pendentes, além de conferir outras informações importantes em relação ao estado do negócio.

Além de cuidar da situação da empresa, é importante garantir uma experiência de venda positiva para o cliente, prestando atenção desde o primeiro contato até o atendimento pós-venda, o que faz toda a diferença na percepção que o público terá sobre a atuação do negócio. Modernizar os processos e garantir uma presença forte na internet, estabelecendo um contato próximo com possíveis clientes, também são estratégias que podem influenciar positivamente no faturamento.

You must login to add a comment.

Posts relacionados