Perguntas Frequentes
  • 1
Sebrae

[Serviços porta a porta] – Impactos do Coronavírus. Ameças, ideias e oportunidades

  • 1
[Serviços porta a porta] – Impactos do Coronavírus. Ameças, ideias e oportunidades

Perguntas relacionadas

1 Resposta

  1. Essa resposta é editada.

    Olá!

    Comprar os mantimentos do pequeno produtor, sem sair de casa e fazer vendas de porta a porta tem sido uma das estratégias de comerciantes, durante a pandemia do novo Coronavírus.

    Os negócios mais afetados pela pandemia

    Com o agravamento da crise gerada pelo vírus, negócios de todos os ramos ao redor do mundo tiveram suas atividades afetadas e muitas chegaram a encerrar suas atividades.

    Umas das saídas para manter os negócios funcionando foi realizar o trabalho via home office. Porém, há os profissionais que atuam em algumas áreas como por exemplo os serviços porta a porta e ambulantes, que não conseguem realizar seu trabalho sem sair de casa.

    Segundo a pesquisa realizada pelo SEBRAE, em parceria com a FGV Projetos, 39% dos empreendedores declararam que seus pequenos negócios não conseguem funcionar sem ser de forma presencial, ou seja, as medidas de restrição impedem que o empreendimento funcione. Em função disto, 43% disseram estar temporariamente fechados.

    Entre os setores mais afetados, com maior percentual de fechamento temporário foram estão  Academias e atividades físicas (68%), Turismo (66%) e Economia criativa (eventos e produções), com 62%.

    Como serviços porta a porta e ambulantes podem continuar trabalhando

    Trabalhadores sem carteira assinada respondem por 40% do mercado.  Em 2019 e no início de 2020, eram mais de 38 milhões de pessoas trabalhando sem registro.

    O principal problema de trabalhar informalmente durante a crise é que não há respaldo legal que garanta direitos a estes trabalhadores. Isso significa que, caso um trabalhador informal não possa realizar seu trabalho ele não terá acesso à rede de proteção social que os empregados formais têm, tendo que depender dos auxílios que o governo está disponibilizando.

    Por isso, para trabalhadores que realizam serviços porta a porta, por exemplo, ficar sem trabalhar não é uma opção. A saída é usar a criatividade e encontrar oportunidades de manter seu sustento sem infringir as leis.

    Como Serviços Porta a Porta Podem Manter as Vendas Se Reinventando

    Diante do cenário não muito animador, os serviços porta a porta tiveram que se adaptar ao “novo normal” para dar continuidade aos seus negócios. Confira algumas alternativas:

    1. Reforce a entrega em domicílio

    Adapte seu negócio para que ele funcione sem que você precise se expor ou expor seu cliente. Aposte em vendas para sua região e faça as entregas direto no endereço do cliente.

    2. Divulgue no digital

    Reforce a divulgação dos seus produtos em seus canais online, como por exemplo redes sociais e whatsapp. Use os contatos de clientes que você já possui para entrar em contato com eles e oferecer seus serviços e/ou produtos.

    3. Inove rapidamente em torno de novas necessidades e hábitos de consumo

    Além de rever seu portfólio de produtos/serviços, as novas necessidades dos clientes criam oportunidades de inovação para os seus negócios. Aproveite este momento para inovar e fique de olho nos sinais que o seu consumidor dará. Observe, algumas mudanças de comportamento que, provavelmente, continuarão além da crise e muitos setores ressurgirão para novas realidades de mercado.

    Como Serviços Porta a Porta Devem Manter a Segurança Durante a Pandemia?

    Apesar da reabertura do comércio já ter se iniciado em muitas regiões do Brasil, os cuidados para evitar a propagação da Covid-19 continuam grandes.

    Os estabelecimentos e serviços porta a porta tiveram que se adaptar à nova realidade de distanciamento social e tem adotado algumas medidas preventivas:

         º  Higienização constante dos produtos;

         º  Uso do álcool em gel antes e após a entrega;

         º  Uso de máscara;

         º  Distanciamento;

         º  Não existe a opção de consumo no local, apenas delivery e drive thru;

         º  Medida de temperatura do cliente.

    Agora que você já sabe quais foram os impactos, ameaças, ideias e oportunidades que surgiram com a pandemia do novo Coronavírus aos serviços porta a porta, acesse o site do SEBRAE para mais dicas e conteúdos.

    • 0

Deixe uma resposta

Você precisa se logar para responder