Cadastrar

Entrar

Esqueceu a senha?

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por e-mail.

Desculpe!, Você precisa se logar para perguntar.

Você precisa se logar para postar no Blog

O que eu preciso saber antes de entrar em uma sociedade?

O que eu preciso saber antes de entrar em uma sociedade?

Muita gente se pergunta “o que eu preciso saber antes de entrar em uma sociedade?”. Essa é uma pergunta válida para quem quer empreender. Afinal, ter um próprio negócio já é uma grande responsabilidade, mas ter um com outra pessoa traz desafios mais significativos. Portanto, entender os perigos dessa situação é vital para lidar bem com ela.

Hoje em dia, 6 em cada 10 empresas fecham suas portas em 5 anos de atividade e a briga entre sócios é um dos principais motivos disso. Essa é uma péssima maneira de encerrar o sonho de empreender e ser o próprio patrão, que é um dos mais comuns entre os brasileiros. Por isso, se você aprender o que precisa saber antes de entrar em uma sociedade, conseguirá evitar esse cenário.

Você também se pergunta “O que eu preciso saber antes de entrar em uma sociedade”? Se sim, então siga a leitura do artigo abaixo para encontrar a resposta!

O que eu preciso saber antes de entrar em uma sociedade: 5 pontos

1. Os objetivos do seu sócio

O primeiro ponto a saber para poder entrar em uma sociedade com alguém é quais são os objetivos dessa pessoa. O que ela pensa para o seu futuro e o que quer alcançar. Isso é vital para garantir que vocês estão remando para a mesma direção ou, no mínimo, para direções compatíveis.

Afinal de contas, pense em como seria se o seu objetivo fosse construir uma empresa sólida e estável, com bastante lucro, mas o seu sócio só quisesse aumentar o valor do negócio para depois vendê-lo em pouco tempo. São dois objetivos que não se conversam.

Portanto, sente e converse com o seu sócio em potencial para saber o que ele pretende para o seu futuro e quais são os seus objetivos de curto, médio e longo prazo.

2. A visão de negócio dele

O segundo ponto a entender sobre o seu sócio em potencial é qual a visão que ele tem para o negócio. Isso é vital para garantir que você está com o mesmo projeto e remando na mesma direção.

Por exemplo, suponha que vocês dois queiram abrir uma pizzaria. Parece que esse é um negócio sem grandes divergências entre os sócios, mas um pensa em um modelo de negócio focado em pizzas baratas de fazer e com preço alto, garantindo boa margem de lucro, enquanto o outro pensa em pizzas com ingredientes caros e margem de lucro baixa, mas um público fiel e constante.

Garantir que as duas visões de negócio são essenciais para reduzir conflitos e garantir que a parceria seguirá com sucesso.

3. Como seu sócio trabalha

De certa forma, ter um sócio é como ter um cônjuge em um casamento. Você precisa ser altamente compatível em como a pessoa é e funciona no dia a dia ou a relação será uma grande fonte de estresse para todos.

Por isso, é vital entender como o seu sócio trabalha: ele é mais relaxado ou mais pontual? Ele é mais focado ou se distrai facilmente? O modo de trabalho dele é compatível com o seu?

Esse tipo de coisa é vital para garantir que o trabalho entre vocês fluirá bem e não vai atrapalhar o crescimento da empresa e, claro, em criar estresse no dia a dia.

4. O que seu negócio precisa para prosperar

Saber o que o seu negócio precisa para prosperar é vital para que ele cresça e seja bem-sucedido. A Valutech, uma das principais plataformas de valuation do país, explica que ter uma meta e saber como levar a sua empresa até lá pode aumentar o seu valor de mercado.

No entanto, será que o seu sócio sabe disso? Se sim, será que ele tem a mesma visão que você?

Essas são perguntas importantes para garantir maior compatibilidade entre vocês e, claro, mais sucesso no crescimento do seu negócio. Lembre-se de que remar na mesma direção é vital para que a empresa prospere.

5. Como seu sócio lida com dinheiro

Por fim, é muito importante entender como o seu sócio lida com dinheiro. Isso porque as divergências financeiras são a principal fonte de conflito entre sócios e podem acabar com uma empresa.

Um sócio pode ser mais duro com as finanças, controlando-as com braço de ferro, enquanto outro pode ser um pouco mais leniente e aproveitando oportunidades conforme elas surgem.

No entanto, é vital entender se as duas maneiras são compatíveis e garantir que ambos estão na mesma página para não ter conflitos internos e prejudicar a empresa.

Pronto! Essas são as principais coisas que você precisa saber antes de entrar em uma sociedade. Com esse conhecimento em mãos, você poderá avaliar se vale ou não a pena começar uma sociedade com algum amigo, conhecido ou familiar e o que fazer para evitar problemas nessa relação. Pelo menos, você já saberá o que esperar da sociedade e como agir.

Gostou do conteúdo? Então comente abaixo com a sua opinião sobre ele!

You must login to add a comment.

Posts relacionados