CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Como funciona uma instalação de gás canalizado

Como funciona uma instalação de gás canalizado

De acordo com as características arquitetônicas da edificação e os usos pretendidos, deve ser escolhida a tipologia mais adequada da rede de distribuição interna de gás, em função da finalidade do imóvel (edifícios,casas e comércios) e das características locais.

Para encontrar empresas de instalação de gás canalizado, acesse o a plataforma Administrador NET.

A COMGÁS deve ser consultada com relação à existência de rede de distribuição e às pressões de fornecimento.

O projeto e execução da rede de distribuição interna deve levar em consideração os requisitos da norma NBR 15526.

Localização da interface com a COMGÁS

Para possibilitar a execução do ramal externo pela COMGÁS, recomenda-se que o consumidor execute e mantenha o abrigo do regulador situado, preferencialmente, no alinhamento do terreno ou no máximo a 3,00 m de distância.

Atribuições e responsabilidades

O projeto e construção da rede de distribuição interna são de encargo do proprietário do empreendimento.
Os projetos da rede de distribuição interna devem ser elaborados por profissional responsável com registro
no respectivo órgão de classe, acompanhado da devida Anotação de Responsabilidade Técnica (ART).
A execução da rede de distribuição interna deve ser realizada por empresa com responsável técnico com registro no respectivo órgão de classe, acompanhado da devida Anotação de Responsabilidade Técnica (ART).
Após a execução do teste de estanqueidade, deve ser emitido o laudo técnico correspondente pelo responsável registrado no respectivo órgão de classe, companhado da devida Anotação de Responsabilidade Técnica (ART).

Instalação da Tubulação

Tubulação de gás

A tubulação da rede de distribuição interna pode ser instalada das seguintes formas:
– Aparente (imobilizada com elementos de fixação adequados);
– Embutida em paredes ou muros;
– Enterrada.

A tubulação da rede de distribuição interna, com relação ao sistema de proteção de descargas atmosféricas, deve:

– Ser interligada ao sistema de acordo com a norma NBR 5419;
– Ser proibida a utilização de tubulações de gás como aterramento elétrico.

A tubulação da rede de distribuição interna não pode ser instalada em:
– Dutos de ventilação de ar condicionado (aquecimento e resfriamento);
– Dutos de compartimentos de lixo ou de produtos residuais em atividade;
– Dutos de exaustão de produtos da combustão ou chaminés;
– Cisternas e reservatórios de águas;
– Compartimentos de equipamento ou dispositivo elétrico (painéis elétricos, subestação);
– Locais que contenham recipientes ou depósitos de combustíveis líquidos;
– Elementos estruturais (lajes, pilares, vigas), quando consolidada a estes;
– Espaços fechados que possibilitem o acúmulo do gás eventualmente vazado;
– Escadas enclausuradas, inclusive dutos de ventilação de antecâmera;
– Poço ou vazio de elevador.
As tubulações de gás poderão estar instaladas em espaços vazios sem compartimentação vertical (“shafts”)
destinados a instalar outras infraestruturas da edificação. Esses espaços (“shafts”) deverão ser providos de abertura nas suas extremidades inferior e superior de modo a prover a sua ventilação. A abertura superior deve estar voltada para o exterior da edificação. Esses espaços não podem possuir aberturas intermediárias para os andares de modo a atender a compartimentação vertical exigida em instruções específicas do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre MArcoBoas respostas