CADASTRAR

Entrar

Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Enviar mensagem

Adicionar pergunta

Entrar

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Aulas particulares: Como ganhar dinheiro sendo professor de piano?

Dar aulas particulares pode ajudar qualquer professor a ganhar um dinheiro extra, principalmente, os de instrumentos musicais como piano. Inclusive, pode ser um método de tornar as suas aulas em um negócio próprio. Saiba como ganhar dinheiro sendo professor de piano, com as dicas aqui deste post. Ganhe dinheiro dando aulas de piano particulares Ganhar dinheiro com aulas de piano particulares é uma possibilidade que cresce a cada dia, uma vez que os pais estão preocupados em dar a melhor educação para os seus filhos, muitos oferecem-lhes jogos que estimulam o aprendizado das crianças, mas ensiná-las desde cedo a tocar instrumentos, também é uma ótima alternativa para desenvolver suas habilidades. Você como professor de piano deve usar isso a seu favor, começando ...

Ler mais ou responder
COMPARTILHAMENTO DE ROUPAS – UM NEGÓCIO EM ALTA

A ideia de compartilhar roupas como negócio se origina da economia compartilhada. Esse modelo de negócio tem sido aceito pelos clientes porque abre a possibilidade de renovar o guarda-roupa sem precisar adquirir novas peças.

Ler mais ou responder
[Boletim de inteligência] – Feiras e Festivais

A edição n° 4 - Novembro/16 do Boletim música apresenta o universo das feiras e festivais de músicas, eventos destinados à apresentação de artistas e bandas para fãs, além de eventos utilizados como plataforma para a ampliação da rede de contatos, realização de negócios e prospecção das tendências do mercado da música. A participação nesses eventos implica em um planejamento que inclui itens como:          

Ler mais ou responder
[Boletim de inteligência] – Formalização do negócio da música

No “Boletim de Música: formalização do negócio da música”, você vai entender quais são as diversas formas jurídicas de formalização a serem escolhidas pelo microempresário que atua no ramo musical. A decisão deverá ter como base as questões tributárias, os limites de faturamento anual, a quantidade de proprietários/sócios e colaboradores, além de informações adicionais que serão necessárias, no momento do registro, para a definição do enquadramento da empresa. Que tipo de empresa o empreendedor pode optar para a formalização? ·         Microempreendedor Individual (MEI)

Ler mais ou responder
[Boletim de inteligência] – Streaming

A música se popularizou ainda mais com o surgimento da internet, especialmente após o advento da ferramenta streaming, que permite ouvir música ou assistir a um vídeo em tempo real, não havendo a necessidade de fazer download de um arquivo no computador para ouvi-lo ou vê-lo depois. As ferramentas digitais de distribuição legal de música contêm diversas facilidades que objetivam cativar aos usuários, que facilitam a promoção, popularização e logística de distribuição da música gravada. Essas novas opções possibilitam o incremento da receita e contribuem para o surgimento de novos padrões de relacionamento entre o mercado fonográfico ...

Ler mais ou responder
Estudo do Mercado Audiovisual para os Pequenos Negócios

O “Estudo de inteligência de mercado para o audiovisual” foi elaborado com o intuito de servir como material de consulta e suporte aos pequenos negócios que fazem parte da cadeia do audiovisual. Com foco na análise de tendências, na convergência das mídias, na questão multiplataformas e nas novas tecnologias trabalhadas, este estudo evidencia uma maneira diferente de relacionar-se e de consumir produtos audiovisuais no Brasil. A competitividade do mercado exige o acesso imediato a informações relevantes que auxiliem a tomada de decisões pelos empresários. O maior desafio imposto é transformar, no mercado mundial e brasileiro, ...

Ler mais ou responder
BOLETIM – COMO USAR O ELO 7 PARA PROMOÇÃO DE VENDAS

O Sebrae desenvolveu uma série de boletins de inteligências com análises de dezenas de canais digitais que podem ajudar os pequenos negócios a venderem mais. Este boletim abaixo traz uma análise sobre as estatísticas do Elo7, dicas de uso e análise sobre os negócios mais indicados para ter a ferramenta como aliada. Confira também dicas de melhor uso da ferramenta do Elo7, o maior site brasileiro de compra e venda de artesanato.

Ler mais ou responder
Boletim – O potencial do mercado de HQs no país

Considerado um importante setor da economia criativa, as Histórias em Quadrinhos (HQs) extrapolaram a sua função primordial de entretenimento e faz parte de um mercado multimilionário, com várias franquias de sucesso. Aos poucos, as HQs saíram das páginas dos livros e gibis para ganhar as telas de cinema. Empreendedor, confira nessa Resposta Técnica um panorama geral do mercado de HQs no Brasil, as várias oportunidades, exemplos de empreendedores que vêm obtendo sucesso nesse ramo e como pode ser aproveitada. Para saber mais sobre o assunto, clique aqui.

Ler mais ou responder
Boletim – Caminhos para a formalização de Empreendimentos Criativos

Segundo dados da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD, sigla em inglês), na economia mundial os setores criativos foram os que mais cresceram desde o início do século XXI – passando dos US$ 95,3 bilhões em 1980 aos US$ 387,9 bilhões em 1998. Artistas, músicos, DJs, designers, programadores e demais empreendedores criativos costumam desenvolver suas atividades na informalidade, por questões que envolvem a própria diversidade do setor. Essa característica acarreta dificuldades nas contratações, emissões de notas fiscais e até mesmo no reconhecimento do trabalho, ocasionando perda de oportunidades de negócio. É possível que um pequeno empreendedor informal não perceba a necessidade de expansão e crescimento do seu ...

Ler mais ou responder
Boletim- A Internet e os Empreendimentos Criativos no Brasil

A relação existente entre Internet e Economia Criativa fica clara, segundo diagnóstico feito pelo John Howkins – consultor britânico especializado em Economia Criativa. Ele afirma que a imaginação humana é a maior fonte de criatividade. A internet virou o melhor meio de se vender esta criatividade, como textos on-line, livros, músicas, filmes e televisão. A economia criativa está distribuída em 13 áreas. São elas: arquitetura, publicidade, design, artes e antiguidades, artesanato, moda, cinema e vídeo, televisão, editoração e publicações, artes cênicas, rádio, softwares de lazer e música. A internet tornou-se um aliado imprescindível de empresas que atuam com economia criativa e permite um modelo de negócio novo, que poupa ...

Ler mais ou responder