CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Cantina Saudável: um negócio promissor

Cantina Saudável

Órgãos ligados à questão da alimentação nas escolas se mobilizam. Empreendedores, com olhar consciente e estratégico, também devem ficar atentos: o sobrepeso é um problema urgente na sociedade brasileira e a conscientização sobre esse perigo deve começar na escola. O assunto está em pauta em todo o país e,  junto com soluções diversas, estão surgindo oportunidades de negócio no setor de alimentação.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) dão a dimensão da urgência: 34,8% de crianças entre 5 e 9 anos apresentam sobrepeso. E 51% da população acima de 18 anos também enfrentam esse problema. Ou seja: além de caracterizar uma situação delicada e mais generalizada do que se poderia imaginar, a ocorrência do fenômeno em diferentes faixas etárias indica também um caminho estratégico a tomar.

Iniciativas no sentido posicionar a criança como ponto chave para uma mudança comportamental têm dado certo e fomentado novas possibilidades: escolas públicas contam com profissionais de nutrição em suas equipes; e escolas particulares estão recebendo incentivos diversos do Ministério da Saúde e da Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep). Segundo a Fenep, pelo menos 80% das escolas oferecem opção saudável de lanche.

A preocupação com a alimentação saudável nas escolas está chegando também à legislação. O Projeto de Lei que proíbe a venda de alimentos não saudáveis nas cantinas escolares acaba de ser aprovado no Senado Federal. Embora não tenha ainda caráter terminativo, é certa a consolidação dessa tendência. Ainda mais com o incentivo de órgãos governamentais e a crescente conscientização de pais, professores, crianças e jovens.

Assim, empreendedores que apostarem em oferecer alimentos saudáveis, e em qualificarem-se nesse sentido, se destacarão dos demais, agregando valores aos seus produtos e serviços.

Pesquisa da UnB aponta que cantinas saudáveis são mais lucrativas

Alguns exemplos de sucesso já despontam no país. No Distrito Federal foram observados resultados notavelmente positivos na transformação de uma cantina normal em um fornecedor de alimentos saudáveis nas escolas.

O Observatório de Segurança Alimentar e Nutrição da Universidade de Brasília (UnB) realizou uma pesquisa junto a crianças de 4ª a 7ª séries e constatou que 98% dos estudantes aprovaram o novo tipo de cantina. Além disso, 33% dos entrevistados aderiram esses alimentos no seu dia-a-dia a partir das mudanças na alimentação escolar.

Trata-se de um jogo onde todos ganham: ainda segundo o Observatório de Segurança Alimentar e Nutrição da UnB, 66,7% das cantinas que adotaram a alimentação saudável tiveram nada menos do que um aumento de 30% a 50% no seu lucro. São muitos os caminhos que tornam possível esse sucesso quando se está no compasso certo das oportunidades; um deles é o das parcerias, como se vê no exemplo a seguir.

No Rio Grande do Norte escolas estão adotando a tilápia na merenda – uma medida que além de incrementar a dieta dos alunos, fortalece a produção local desses peixes e da agricultura familiar. Essa iniciativa criativa partiu de uma parceria entre o Sebrae no Rio Grande do Norte o poder público em 2011. Em dois anos, de 6 o projeto passou a contemplar 11 escolas, beneficiando 3500 estudantes. E a tendência é crescer, passando de 1 para pelo menos 5 municípios atendidos pelo projeto na região do Oeste Potiguar.

Isso demonstra que, ao optar por oferecer uma alimentação nas cantinas escolares, os empreendedores estão gerando diversos benefícios que extrapolam os muros escolares e chegam até o campo, gerando renda e desenvolvimento para a população do entorno e isso é uma atitude socialmente responsável e de grande valor.

O SEBRAE, ciente desse potencial das escolas e cantinas escolares como agentes locais de desenvolvimento, busca fomentar parcerias estratégicas como a que está em curso no Rio Grande do Norte, o SEBRAE oferece diversos cursos de qualificação que poderão preparar os funcionários para as inovações que o novo modelo de cantinas introduz.

Fornece também apoio para uma visão estratégica, ampla e aprofundada dessa nova demanda de mercado – incluindo ações de aproximação com possíveis compradores para aqueles que desejarem fornecer os alimentos saudáveis para as novas cantinas. Uma das atividades do SEBRAE que tem essa finalidade são as chamadas Rodadas de Negócios.

Participam das Rodadas de Negócios compradores e fornecedores de um determinado ramo de negócios. O encontro apesar do nome não tem como objetivo apenas a realização de negócios. Além de conhecer potenciais compradores aqueles fornecedores que dela participam saem do encontro com uma visão ampliada das demandas do mercado em que atua. Isso ocorre porque nesse espaço de troca promovido pela Rodada de Negócios os compradores têm a oportunidade de dizer qual tipo de produto procuram, incluindo as especificidades.

Mas existem outras soluções do Sebrae, em todo o território brasileiro, para apoiar empreendedores e empresários tanto na abertura de novos negócios como na melhoria dos negócios já existentes. Buscar informações na unidade estadual mais próxima, localizando-a em www.sebrae.com.br

Empresários desse setor podem fornecer tanto para escolas particulares, como públicas. Nesse sentido, leia também: Como fornecer merenda escolar para seu município ou estado.

Acesse o Manual das Cantinas Saudáveis, do Ministério da Saúde, clicando aqui.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae

Esse é o perfil institucional do Sebrae nessa comunidade. Quer saber mais sobre o Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas? Acesse: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/canais_adicionais/o_que_fazemos

Me siga