CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Quando parou de competir profissionalmente, o surfista Fábio Pinheiro resolveu empreender. Passou a vender, na capital baiana, materiais esportivos voltados para o surfe, especificamente na modalidade chamada de bodyboard. Atuava na informalidade até poder se registrar como Microempreendedor Individual (MEI), sendo um dos primeiros na Bahia a aderir à categoria. Hoje, já são quatro anos de negócio formalizado. Para Fábio, uma das principais vantagens está na questão tributária. “Sem essas condições, provavelmente não poderia fazer um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e ampliar a empresa. A tributação simplificada facilita a possibilidade de formalizar um negócio”. A categoria Microempreendedor Individual está incluída no regime tributário conhecido como Supersimples, que completa em julho seis anos ...

Ler mais ou responder

A IFC (International Finance Corporation), braço de desenvolvimento do setor privado do Banco Mundial, anunciou que destinará R$ 1 bilhão (US$ 470 milhões) à expansão do acesso ao financiamento para pequenos e médios negócios tocados por mulheres no Brasil. O investimento será feito por meio do Itaú Unibanco. Segundo o comunicado, a ideia é promover o crescimento da economia e a criação de novos empregos, além de melhorar o acesso das mulheres ao crédito. O Banco Mundial diz que 40% dos negócios registrados na América Latina e no Caribe são de mulheres, mas existe uma lacuna entre o acesso disponível a homens e mulheres. ...

Ler mais ou responder

Cristiani Dias Consumidor Moderno Pesquisa realizada pelo Instituto Fractal de Análises de Mercado aponta que o número de bancos utilizados por pequenas e médias empresas recuou de 1,62 para 1,48 nos últimos três anos. Enquanto a concentração dos negócios financeiros desses dois perfis de companhias continua muito forte. Com isso, o índice de concentração aumentou, nesse mesmo período, em 3,2 pontos percentuais. Esse cenário integra o Painel da Indústria Financeira - Small Business, desenvolvido pelo Instituto, que agrega ainda o comportamento das PMEs em relação aos níveis de satisfação, fidelização, importância da imagem e valor dados aos bancos. A amostra da pesquisa conta com 4.510 entrevistas realizadas junto a empresas com faturamento bruto de ...

Ler mais ou responder
Como elaborar uma pesquisa de mercado

A realização de uma boa pesquisa de mercado é fundamental para qualquer empresa. Ela serve tanto para identificar novos produtos e serviços quanto para aprimorar os que já estão sendo comercializados. O que o meu consumidor deseja? Quais são as necessidades dele? Essas são algumas das perguntas que uma pesquisa de mercado bem realizada pode responder para o empreendedor atento às necessidades e demandas do seu público-alvo. Por meio dessas pesquisas, proprietários de pequenos negócios podem descobrir, por exemplo, que o formato da embalagem não agrada o consumidor ou que o serviço de entrega precisa ser aprimorado e, até mesmo, repensado. Portanto, a pesquisa de mercado é uma ferramenta importante para que o ...

Ler mais ou responder

A pontualidade de pagamentos das micro e pequenas empresas atingiu 95,6% em abril/13. Isto significa que durante o mês passado, a cada 1.000 pagamentos realizados, 956 foram quitados à vista ou com atraso máximo de sete dias. Foi a terceira alta mensal consecutiva do indicador após ter recuado de 95,9% (dez/12) para 94,7% (jan/13). Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a pontualidade de pagamentos das micro e pequenas empresas também cresceu, já que em abril/12 havia sido de 95,3%. De acordo com os economistas da Serasa Experian, a retomada gradual do crescimento econômico doméstico e o recuo da inadimplência dos consumidores têm contribuído para melhorar os níveis de pontualidade ...

Ler mais ou responder

Publicação elaborada pelo Sebrae Nacional explica, de forma simples e resumida, quais os tipos de cartões que existem, porque aceitá-los, quem é quem, como capturar as vendas, quais os custos para o empreendedor que oferece esse opção de pagamento para seus clientes, dicas sobre o que precisa ser definido pelo empresário antes de contratar o serviço, os contatos das principais operadoras de cartões, e, por fim, um modelo de comparativo entre propostas de credenciadoras. Você sabe, por exemplo, qual é a diferença entre um cartão de crédito, um cartão de débito, um cartão de loja e um cartão empresarial? Ao acessar o Guia do Empresário - Cartões de Pagamento essa é uma ...

Ler mais ou responder
Produtores de cachaça são micro e pequenos empresários

Existem cerca de 40 mil produtores de cachaça no Brasil, com uma produção anual de cerca de 1,2 bilhão de litros/ano e quatro mil marcas. Desse total, 99% das empresas são de micro e pequeno porte apenas e 15% do total não estão registradas, segundo o Instituto Brasileiro da Cachaça (IBRAC), 2013. Cachaça artesanal É difícil avaliar o perfil dos produtores de cachaça artesanal devido à inexistência de estatísticas oficiais de aspectos como, por exemplo, o perfil da atividade e da forma de organização das empresas, que em geral são familiares e têm grande índice de clandestinidade. Segundo dados de 2007, da COOCACHAÇA, Minas Gerais era o principal produtor de cachaça artesanal de alambique, ...

Ler mais ou responder

Quem tem acompanhado as propagandas dos grandes bancos de varejo observa o anúncio contundente de que as taxas de juros dos produtos e serviços bancários foram reduzidas. De fato, acompanhando os números disponibilizados pelo Banco Central em sua homepage na internet, é possível confirmar esse comportamento tanto nos bancos públicos como nos bancos privados. Considerando que no período de março a dezembro do ano passado a taxa básica da economia (SELIC) foi reduzida em aproximadamente 30%, é possível constatar que os bancos públicos e privados acompanharam essa redução nos produtos de capital de giro prefixado, o que consequentemente aumentou a demanda de crédito, especialmente dos pequenos negócios, para esse tipo de produto bancário. Entretanto, baixar a taxa de juros ...

Ler mais ou responder

As experiências de Brasil, Chile, El Salvador e Espanha foram apresentadas como as principais novidades para fortalecer o empreendedorismo na região ibero-americana A construção das sociedades de garantia de crédito (SGC) no Brasil foi considerada uma das principais novidades dos sistemas de garantia de crédito nos países ibero-americanos nos anos de 2011 e 2012. As experiências de criação do Fundo Salvadorenho de Garantias, o programa Start-up Chile e os trabalhos de investigação científica sobre o perfil das micro e pequenas empresas também foram escolhidas pelos organizadores do XVII Fórum Ibero-Americano de Sistemas de Garantia de Crédito, realizado em Buenos Aires, no período de 24 a 26 de ...

Ler mais ou responder

Que tal contribuir para formulação da política de desenvolvimento regional brasileiro? Diversas são as relações entre desenvolvimento econômico regional e pequenos negócios. Elas passam pela importância dos pequenos negócios na geração de empregos e renda, na fixação de mão de obra em cidades de menor porte, na redução da pressão urbana nas metrópoles e até mesmo na contribuição para o desenvolvimento regional, via crescimento econômico e melhoria na distribuição de riqueza por meio de empreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte. Possíveis relações não faltam. No entanto, o que não pode ocorrer, sob o pretexto da falta de oportunidades para estimular um melhor ambiente empresarial para pequenos negócios, é deixar de participar de discussões relativas ao desenvolvimento regional no contexto ...

Ler mais ou responder
Bens reais como garantia bancária e a necessidade de informações confiáveis

Pouco conhecidos no Brasil, os instrumentos de garantias de crédito existem para complementar a falta de garantias reais (ou colaterais) que invariavelmente são requeridas por bancos quando da solicitação de um financiamento, seja ele em instituição pública ou privada. Em diversas pesquisas realizadas pelo Sebrae, a falta de garantia real é considerado o “calcanhar de Aquiles” de empresas de micro e pequenos portes. Pelo menos foi o que demonstrou pesquisa realizada em 2009 pelo Sebrae em SP, onde este ponto é efetivamente apontado como um dos principais fatores que tem restringido o acesso das MPE ao crédito bancário.

Ler mais ou responder