1. O risco para o empresário é a caracterização do vínculo trabalhista que é definido pelos três pilares: PESSOALIDADE, SUBORDINAÇÃO, HABITUALIDADE E ONEROSIDADE. A justiça tem entendido que o fator essencial para esse tipo de trabalho ser caracterizado vínculo empregatício e, portanto, sem a possibiliLeia mais

    O risco para o empresário é a caracterização do vínculo trabalhista que é definido pelos três pilares: PESSOALIDADE, SUBORDINAÇÃO, HABITUALIDADE E ONEROSIDADE.

    A justiça tem entendido que o fator essencial para esse tipo de trabalho ser caracterizado vínculo empregatício e, portanto, sem a possibilidade de contratação como MEI é a HABITUALIDADE. Nos casos em que o trabalhador assume uma frequência de 3 ou mais dias na semana há a caracterização da relação de emprego. Nesse caso é necessário assinar a carteira do profissional.

    Saiba mais em: https://aepadvogados.net/direito-do-trabalho/requisitos-para-reconhecer-o-vinculo-empregaticio/

    Ver menos
  2. Parabéns pelo texto! Uma desvantagem da meritocracia, há quem diga sobre o lado falacioso da meritocracia, é a cegueira para o desenvolvimento territorial ou da justiça social. Por exemplo, uma empresa que contrata fornecedores ou empregados pelos certificados, diplomas ou certificações tendem a benLeia mais

    Parabéns pelo texto!

    Uma desvantagem da meritocracia, há quem diga sobre o lado falacioso da meritocracia, é a cegueira para o desenvolvimento territorial ou da justiça social.

    Por exemplo, uma empresa que contrata fornecedores ou empregados pelos certificados, diplomas ou certificações tendem a beneficiar classes dominantes como grandes empresas , empresas de fora do território (geralmente de cidades mais desenvolvidas), pessoas com mais formações privilegiadas por serem de famílias mais abastadas.

    O público masculino e branco continuam com vantagens porque possuem o privilégio histórico de um tempo escravocrata ou de uma época ainda mais machista.

    Ou seja, na perspectiva da promoção da justiça social e desenvolvimentos local, critérios muito objetivos só concentram as oportunidades em quem já possui privilégios.

    Discussões semelhantes dessa comunidade:

    Como promover a Igualdade Racial e Combate à Discriminação Racial em Pequenas Empresas?

    Como promover a Igualdade de Gênero e Empoderamento Feminino nas Pequenas Empresas?

     

    Ver menos
  3. Muito boa a lista, mas gostaria de acrescentar mais duas sugestões na área do e-commerce. A primeira delas é fazer vendas pelo Facebook, uma opção de negócio que vem crescendo muito no Brasil e no mundo, embalada pelo F-commerce, ou seja, criação de lojas virtuais no próprio Facebook. Existe um artiLeia mais

    Muito boa a lista, mas gostaria de acrescentar mais duas sugestões na área do e-commerce. A primeira delas é fazer vendas pelo Facebook, uma opção de negócio que vem crescendo muito no Brasil e no mundo, embalada pelo F-commerce, ou seja, criação de lojas virtuais no próprio Facebook. Existe um artigo completo sobre isso, que mostra o passa a passo de Como Vender Pelo Facebook.

    A outra dica é aproveitar a estrutura montada para o Facebook e vender também pelo Instagram, que utiliza justamente a plataforma que é montada no Facebook. Para saber mais detalhes é só acessar o artigo Como Vender Pelo Instagram.

    Ver menos
  4. Olá Natanael Muito boa a lista de sugestões para ganhar uma renda extra com artesanato. Para complementar, gostaria de indicar um artigo que mostra como vender esta produção através da Internet, publicado no portal Mulheres Empreendedoras, sob o título Como Vender Artesanato na Internet.

    Olá Natanael

    Muito boa a lista de sugestões para ganhar uma renda extra com artesanato. Para complementar, gostaria de indicar um artigo que mostra como vender esta produção através da Internet, publicado no portal Mulheres Empreendedoras, sob o título Como Vender Artesanato na Internet.

    Ver menos
  5. Olá Abel Você não precisa ter uma loja virtual estruturada na web para vender pelo Facebook. Ao criar uma loja no Facebook, você pode optar por fechar as suas vendas por lá mesmo, desde que tenha uma plataforma de pagamentos configurada para isso, como o PagSeguro ou Mercado Pago, por exemplo. No caLeia mais

    Olá Abel

    Você não precisa ter uma loja virtual estruturada na web para vender pelo Facebook. Ao criar uma loja no Facebook, você pode optar por fechar as suas vendas por lá mesmo, desde que tenha uma plataforma de pagamentos configurada para isso, como o PagSeguro ou Mercado Pago, por exemplo.

    No caso do Instagram, a mesma coisa. Com a sua loja montada no Facebook, você poderá fazer aquelas publicações com a sacolinha, e as vendas serão fechadas na sua loja no Facebook.

    Quanto aos programas de afiliados, você terá que verificar duas coisas. Se o programa permite e se o produto é físico ou é um serviço, como os cursos online. Se for serviço, o Facebook não permite.

    Um grande abraço e sucesso!

    Ver menos
  6. Olá Pessoal Para aqueles que estão interessados em ganhar dinheiro na Internet vendendo produtos, publiquei um artigo aqui no Sebrae com um roteiro completo a respeito deste assunto. Confiram em https://respostas.sebrae.com.br/como-vender-pela-internet/ Um grande abraço e sucesso!

    Olá Pessoal

    Para aqueles que estão interessados em ganhar dinheiro na Internet vendendo produtos, publiquei um artigo aqui no Sebrae com um roteiro completo a respeito deste assunto.

    Confiram em https://respostas.sebrae.com.br/como-vender-pela-internet/

    Um grande abraço e sucesso!

    Ver menos
  7. Olá Dirceu Fico satisfeito em saber que você gostou do meu artigo publicado no blog da Academia do Marketing, no endereço https://www.academiadomarketing.com.br/como-divulgar-uma-empresa-na-internet/ Da próxima vez que fizer a publicação de um artigo de minha autoria, peço a gentileza de colocar a aLeia mais

    Olá Dirceu

    Fico satisfeito em saber que você gostou do meu artigo publicado no blog da Academia do Marketing, no endereço https://www.academiadomarketing.com.br/como-divulgar-uma-empresa-na-internet/

    Da próxima vez que fizer a publicação de um artigo de minha autoria, peço a gentileza de colocar a atribuição da fonte. Não custa nada, não acha?

    Ver menos
  8. Olá Felipe Para vender nas redes sociais, o principal ponto a ser trabalhado é a geração de envolvimento com a audiência. Ter um posicionamento panfletário, apenas anunciando produtos ou serviços, é um verdadeiro tiro no pé.

    Olá Felipe

    Para vender nas redes sociais, o principal ponto a ser trabalhado é a geração de envolvimento com a audiência. Ter um posicionamento panfletário, apenas anunciando produtos ou serviços, é um verdadeiro tiro no pé.

    Ver menos
  9. Olá Natanael A estratégia de Private Blog Network é bastante arriscada para os novatos em termos de SEO, além de ser bastante custosa para ser feita de maneira apropriada. A produção de conteúdo precisa ser intensa e o tempo investido nisso poderia ser canalizado para outras estratégias de SEO Off PLeia mais

    Olá Natanael

    A estratégia de Private Blog Network é bastante arriscada para os novatos em termos de SEO, além de ser bastante custosa para ser feita de maneira apropriada. A produção de conteúdo precisa ser intensa e o tempo investido nisso poderia ser canalizado para outras estratégias de SEO Off Page.

    Ver menos
  10. Confira também outras dicas sobre a criação de um brechó na Internet no link https://www.mulheresempreendedoras.net.br/como-montar-um-brecho-online/  

    Confira também outras dicas sobre a criação de um brechó na Internet no link https://www.mulheresempreendedoras.net.br/como-montar-um-brecho-online/
     

    Ver menos
  11. Olá Reinaldo! Uma dica interessante para criação de conteúdos que gerem tráfego para o seu site é dar dicas (por meio de artigos) para fisioterapeutas e educadores físicos.

    Olá Reinaldo! Uma dica interessante para criação de conteúdos que gerem tráfego para o seu site é dar dicas (por meio de artigos) para fisioterapeutas e educadores físicos.

    Ver menos