CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Cachaça, produtos e serviços

Cachaça, produtos e serviços

Artesanal ou industrializada, pequeno ou grande empreendedor, identifique a melhor oportunidade de apresentação para o produto antes de investir utilizando as orientações do Sebrae.

cachaça, produtos e serviços, sebrae mercados

As definições de aguardente de cana e cachaça são expressas pelo Decreto nº 2.314/1997 (alterado pelo Decreto nº 4.851/2003) e pela Instrução Normativa nº 13/2005 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Nesse sentido, define-se que a aguardente de cana é a bebida obtida do destilado alcoólico simples de cana-de-açúcar ou pela destilação do mosto fermentado do caldo de cana-de-açúcar (nome que se dá ao caldo adicionado de agente fermentador), podendo ser adicionada de açúcares em até seis gramas por litro, expressos em sacarose. Seu teor alcoólico pode variar de 38% a 54%, medida à temperatura de 20ºC. Por sua vez, como cachaça, define-se a aguardente de cana produzida exclusivamente no país, com graduação alcoólica entre 38% e 48% (medida a 20ºC) e obtida da destilação do mosto fermentado do caldo de cana-de-açúcar. Caso a adição de açúcares ultrapasse seis gramas por litro, define-se a aguardente como adoçada, tendo como limite 30 gramas por litro. Por sua vez, será denominada envelhecida aquela bebida que apresentar pelo menos 50% de aguardente de cana envelhecida por período não inferior a um ano.

Popularmente, a bebida pode ser distinta em dois segmentos: a caninha industrial e a cachaça artesanal, esta explorada principalmente por produtores de menor porte. A caninha industrial corresponde à descrição de aguardente de cana acima citada, obtida da destilação simples em coluna (também chamada destilação contínua), com teor alcoólico corrigido pela diluição de água e adição de corantes e adoçantes. Por sua vez, a bebida artesanal tem sua definição mais próxima da cachaça, obtida pela destilação do mosto fermentado de cana-de-açúcar, geralmente em alambique de cobre, sem qualquer adição de açúcar, corante ou outro ingrediente.

Nesse aspecto, sugere-se aos produtores de menor porte dedicar-se à fabricação de cachaça artesanal, com vistas a obter maior controle da qualidade do produto e da obtenção de características sensoriais específicas, através de cuidadosos processos de moagem, filtragem, fermentação, destilação e envelhecimento, além de acabamento em embalagens diferenciadas. Vale destacar, ainda, a possibilidade de seus produtores agregarem valor no sentido de destinar o ambiente produtivo também à exploração turística, com local apropriado de recepção e degustação, acompanhamento do processo produtivo, bem como venda de bebidas e suvenires.

Para saber mais acesse Ideias de Negócios para 2014 – Agronegócios

 

Fonte: http://www.sebrae2014.com.br/sebrae/sebrae%202014/Estudos%20e%20Pesquisas/id_neg_2014_agronegocios.pdf

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Comentário ( 1 )

  1. […] A cachaça é um produto tipicamente brasileiro muito valorizado no mercado exterior. Entretanto no Brasil, o consumo da cachaça industrial ainda está relacionado ao público de menor poder aquisitivo. […]

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae