CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Você ainda acha caro ser verde?

Por Luciana Pecegueiro

A realidade das micro e pequenas empresas muitas vezes impõe a priorização de gastos devido aos recursos escassos. Adequar as empresas para um mundo mais sustentável às vezes parece caro.

Contudo, soluções baratas podem ser um grande passo. Uma delas diz respeito ao mais simples: a embalagem plástica. Apesar de ser tida como a grande vilã, muitas embalagens plásticas podem ser recicladas. O problema: muitas vezes os recicladores não conseguem distinguir os plásticos. Os polímeros utilizados podem ser:

a) termoplásticos, como de Polipropileno (PP), Polietileno de Alta Densidade (PEAD), Polietileno de Baixa densidade (PEBD), Polietilenotereftalato (PET), Poliestireno (PS), Policloreto de Vinila (PVC).

b) termofixos: baquelite, Poliuretanos (PU) e Poliacetato de Etileno Vinil (EVA), poliésteres, resinas fenólicas.

Os termofixos, no entanto, não podem reciclados. E para efeitos de reciclagem pode ser extremamente difícil diferenciar as matérias-primas recicláveis.

Assim, a sua empresa pode começar a fazer a diferença solicitando que seu fornecedor insira essas informações nas sacolas ou embalagens plásticas individuais dos produtos. Apenas citar siglas podem fazer diferença entre a reciclagem e a decomposição centenária no meio ambiente.

Fiquei surpresa ao participar neste ano de um evento de embalagens que fazia um apelo às empresas participantes: que constem nos plástico utilizados do que cada um se constitui!

A adoção de lixeiras coloridas para depósito dos diferentes lixos secos também é simples e passa por um processo de educação.

Há outras soluções. Neste blog expomos como servir água em jarras pode ser atraente.

Outra solução: copos recicláveis. Para isso, surpreendi-me em casa mesmo: minha mãe adquiriu copos de papel e rapidamente distribuiu o produto para o consultório de sua dentista e outras pequenas empresas que frequenta.

Os copos ocupam reduzido espaço, são 100% recicláveis e diminuem a quantidade de lixo. Com grande facilidade o produto chegou em nossa casa por meio de uma caixa remetida por meio do PAC dos Correios, a qual possui 4.000 copos. Um suporte de plástico Faça um pergunta sobre o seu negócio em Sebrae Respostas.Faça um pergunta sobre o seu negócio em Sebrae Respostas.com um ímã pode ser inserido em quaisquer superfícies metálicas. As instruções de uso estão disponíveis no site da empresa e por meio de vídeo.

Ainda acha distante adotar um programa de eficiência energética, adaptar sua produção? Comece pelo mais simples, mas não deixe de avaliar o custo/benefício de decisões mais ambiciosas… pelo bem do planeta e do seu mercado.

Luciana Pecegueiro Furtado, da Unidade de Acesso a Mercados do Sebrae

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae