CADASTRAR

Entrar

Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Saber liderar para obter os melhores resultados

Saber liderar para obter os melhores resultados

Não basta ser dono da empresa, é preciso saber liderar. Essa máxima vale para negócios de qualquer setor e porte, pois o líder influencia (e muito) o desempenho do empreendimento.

Um comando eficiente, portanto, é fundamental para se atingir o sucesso. “Não existe equipe sem líder, é ele que monta, mantém, incentiva, avalia e desenvolve o grupo, pois os integrantes recorrerão a ele sempre que houver um problema ou dificuldade.

O papel da liderança é demonstrar compromisso pessoal, prover competências, administrar conflitos, definir prioridades, alterar rotas, criar oportunidades e promover feedback”, afirma a consultora de administração do Escritório Regional do Sebrae-SP em Barretos, Ariadne Hoiara Zanin.

Tecnicamente, o líder é a pessoa que, de forma ética, orienta, conduz e induz outras pessoas para alcançar os resultados desejados, seja individual ou coletivamente.

É responsabilidade do líder tomar em tempo hábil as decisões necessárias para garantir a formação, capacitação e continuidade do trabalho da equipe. De acordo com a consultora do Sebrae-SP, o grupo deposita expectativa total na liderança do superior.

Ariadne explica que a liderança é a arte de influenciar pessoas por meio de um processo de comunicação.

Segundo ela, há diferentes estilos de liderança: o autocrático, aquele que centraliza totalmente a autoridade e as decisões; o democrático, extremamente comunicativo, encoraja a participação das pessoas e se preocupa igualmente com o trabalho e com o grupo; e o liberal, que permite total liberdade para a tomada de decisões individuais ou grupais, participando delas apenas quando solicitado pelo grupo.

“Todos os tipos de lideranças se complementam. O líder deve agir no ambiente de trabalho, considerando o estilo de liderança mais adequado para o momento e levando em conta a maturidade da equipe, situação e resultado esperado”, diz Ariadne.

O líder deve ter uma mente aberta e ouvir dos colaboradores sugestões e críticas a respeito das ações dentro da empresa. Para motivar um grupo é preciso conhecê-los, promover a empatia e saber se posicionar no lugar do outro.

Da sala de aula para o restaurante para Renata Roncaratti, uma das principais funções do líder é encontrar a pessoa certa para o cargo certo e saber tirar do profissional o seu melhor. Ela, que era professora, há sete anos comanda ao lado do marido e chef de cozinha, Sérgio Roncaratti, os restaurantes Capim e Braquiara, em Barretos. “Eu, como líder, preciso saber contratar. Por isso, antes analiso bem o perfil do colaborador para saber se ele se encaixa na minha empresa”, diz Renata.

Ela concorda que existem vários tipos de liderança e seu estilo está mais próximo do democrático. “Toda empresa precisa de regras para sobreviver, mas a liderança deve ser suave, não precisa ser um líder tipo ‘mandão’ ou general. Tenho amizade com os meus 22 funcionários, mas mantenho um distanciamento.

Porém o meu papel é de liderar e cobrar as metas mensais e anuais, mas isso é feito de forma amigável, além de ser compartilhado com o meu marido”, conta.

Ela ainda afirma que o fato de o comando ser dividido entre marido e mulher não atrapalha, pois tudo é tratado profissionalmente. “Somos pessoas totalmente diferentes, mas antes de tomarmos qualquer decisão nas empresas, sentamos e conversamos os dois sobre os pontos fortes e fracos do que vai ser realizado, só assim passamos para nossa equipe”, ressalta.

Renata explica que atua como gerente administrativa e o marido é o gerente operacional. “Administramos em conjunto os dois restaurantes, cada um no seu departamento, pois não vimos viabilidade de fazer isso separadamente.

Ele faz as compras dos produtos e elabora o cardápio das duas empresas, eu faço a parte de gestão administrativa; já a contagem do estoque dos estabelecimentos fazemos juntos. E todas as decisões referentes aos funcionários são conversadas entre os dois, como também as melhorias das empresas entre outros aspectos”, explica a empresária.

O restaurante Capim está há sete anos no mercado, e o Braquiara há três anos. Este último começou como um bar, mas depois que o casal participou do Empretec – programa do Sebrae que trabalha o comportamento empreendedor – eles resolveram transformá-los em um restaurante. O Braquiara hoje funciona como restaurante self-service de dia e pizzaria à noite. Além do Empretec, Renata e Sérgio já fizeram diversos cursos do Sebrae-SP como gestão de qualidade, alimentação fora do lar, gestão de pessoas e equipes assim como palestras e consultorias.

Ao que tudo indica, o empenho do casal pela boa liderança tem dado resultado: 70% do quadro de funcionários é o mesmo desde a inauguração dos dois estabelecimentos.

Acompanhe outros conteúdos como esse no site do Sebrae Mercados.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosNovo na comunidade