CADASTRAR

Entrar

Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Enviar mensagem

Adicionar pergunta

Entrar

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Quais são as oportunidades de negócio na cadeia produtiva de sorvete e alimentos gelados?

O Brasil apresenta potencial de crescimento da demanda e consequentemente da produção de sorvete. Segundo dados do Sebrae/MG, a taxa de crescimento da quantidade de sorvete produzido no Brasil fica apenas atrás da China (2003-2008). Além disso, entre 2003 e 2014, somando os três principais produtos (massa, picolé e soft), a produção apresentou um crescimento de 89,95%. Sendo assim, o Sebrae/MS elaborou uma cartilha que aborda dados estatísticos e informações importantes relacionadas a cadeia produtiva do sorvete e de alimentos gelados no Mato Grosso do Sul. Acesse aqui ...

Ler mais ou responder
Quais são as oportunidades de negócio na cadeia produtiva de sorvete e alimentos gelados?

O Brasil apresenta potencial de crescimento da demanda e consequentemente da produção de sorvete. Segundo dados do Sebrae/MG, a taxa de crescimento da quantidade de sorvete produzido no Brasil fica apenas atrás da China (2003-2008). Além disso, entre 2003 e 2014, somando os três principais produtos (massa, picolé e soft), a produção apresentou um crescimento de 89,95%. Sendo assim, o Sebrae/MS elaborou uma cartilha que aborda dados estatísticos e informações importantes relacionadas a cadeia produtiva do sorvete e de alimentos gelados no Mato Grosso do Sul. Acesse aqui ...

Ler mais ou responder

O empreendedorismo nunca atraiu tanta gente no Brasil. Segundo dados da última pesquisa GEM (Global Entrepreneurship Monitor), de 2013, ter o negócio próprio é um dos principais sonhos do brasileiro, superado apenas pelo desejo da compra da casa própria e o de viajar pelo País. Apesar desse sentimento tão forte, será que as pessoas estão preparadas? “Antigamente, em épocas de crise, o empreendedorismo era a única saída para quem perdia o emprego. Mas o Brasil melhorou economicamente e, hoje, o principal motor do empreendedorismo é a oportunidade”, explica o consultor da área de Atendimento Setorial do Sebrae‑SP, Reinaldo Messias.

Ler mais ou responder

Não basta ser dono da empresa, é preciso saber liderar. Essa máxima vale para negócios de qualquer setor e porte, pois o líder influencia (e muito) o desempenho do empreendimento. Um comando eficiente, portanto, é fundamental para se atingir o sucesso. “Não existe equipe sem líder, é ele que monta, mantém, incentiva, avalia e desenvolve o grupo, pois os integrantes recorrerão a ele sempre que houver um problema ou dificuldade. O papel da liderança é demonstrar compromisso pessoal, prover competências, administrar conflitos, definir prioridades, alterar rotas, criar oportunidades e promover feedback”, afirma ...

Ler mais ou responder
As redes sociais fazendo a diferença no seu negócio

A internet e as redes sociais, em especial o Facebook, cada vez mais fazem a diferença para o dono de uma micro ou pequena empresa. O caso de João Rafhael Torres é um bom exemplo. Quando ficou desempregado em 2012, decidiu investir o dinheiro que recebeu do Fundo de Garantia em um negócio próprio. Iniciou uma pesquisa no mercado e, em uma feira de negócios em São Paulo, se deparou com uma máquina de impressões personalizadas em canecas de porcelana. Apostou na novidade e assim nasceu a empresa virtual Canecas Inteligentes. A ideia do morador de Aparecida, no interior ...

Ler mais ou responder

Desenhos animados e filmes de Hollywood ajudaram a fazer da figura do inventor uma das mais curiosas da sociedade. Longe da ficção, porém, a presença desse profissional é mais comum do que se imagina. Mas quem conhece o mercado avisa: existe um longo caminho entre a construção do projeto e o consumidor final. Saber fazer a gestão desse desafio pode ser a chave do sucesso. “Existem no Brasil diversos inventores com projetos interessantíssimos que muitas vezes não sabem o que fazer. Nem para proteger a ideia e nem como se apresentar diante do mercado”, explica Carlos Mazzei, ...

Ler mais ou responder

São muitas as atividades que podem ser classificadas como hobby. É comum encontrar pessoas que têm talento para o artesanato, para preparar doces em conserva ou trufas, criar e montar bijuterias, entre outros, e que acabam sendo consumidos e, de certa forma, testados por familiares e amigos, quando poderiam estar no mercado. “Ganhar dinheiro fazendo aquilo que dá prazer é a maior realização do empreendedor” – afirma o consultor do Sebrae-SP, Reinaldo Messias. Ele destaca que com persistência e dedicação é possível transformar em realidade o que parece um ...

Ler mais ou responder

Uma das bebidas preferidas do brasileiro, a cerveja vem ganhando uma infinidade de variações. O movimento é liderado pelas microcervejarias, responsáveis pelo número cada vez maior de bebidas artesanais que ganham as gôndolas e prateleiras dos supermercados e lojas especializadas. Para ser considerada uma microcervejaria, a empresa deve produzir até 200 mil litros por mês, segundo a definição da Escola Superior de Cerveja e Malte. Em geral, os produtores de cervejas artesanais não alcançam esse número, mas o ritmo de crescimento do setor vem aumentando consideravelmente nos últimos anos. As cervejas especiais representavam 8% do mercado nacional ...

Ler mais ou responder