CADASTRAR

Entrar

Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Enviar mensagem

Entrar

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Três dicas de como usar dados sobre os clientes para otimizar o lucro

Três dicas de como usar dados sobre os clientes para otimizar o lucro

analisando_dados_650x500

Confira três práticas que podem ajudar no faturamento do seu negócio

 

A nova arma não-tão-secreta dos varejistas é os dados sobre a clientela. A partir das informações deixadas pelos compradores na vendas online e mobile é possível otimizar os lucros do negócio. A consultoria WGSN revela três maneiras que as informações sobre os clientes estão transformando as vendas e a experiência do consumidor. Confira:

1. Personalize
Observe como os seus clientes usam o seu site e o personalize para ele, ofertando produtos que tenham a ver com aquilo que ele já pesquisou na sua página. A Very.co.uk acompanha de perto como a sua clientela navega em seu site, identificando os itens e promoções que mais estimulariam os consumidores a comprar deles. Além disso, sempre manda mensagens de agradecimento para os compradores regulares. A Shop Direct afirma que o faturamento terá um acréscimo de 20 milhões de libras após implementar iniciativas de personalização baseadas nos dados que mapeou sobre a sua clientela.

2. Reavaliando estratégias
A Topshop usou a acompanhou a conexão Wi-Fi ligada nos celulares dos clientes para rastrear se deveria continuar abrindo mais cedo do que outros varejistas em Oxford Circus, em Londres. Os resultados mostraram que a conversão (presença de clientes na loja) foi tão baixa na primeira hora que não compensaria estar aberta.

3. Mudanças de estilo de vida
A Dreams, loja inglesa de camas, tem utilizado os dados para identificar quando as pessoas estavam no mercado para comprar uma cama. No passado, acreditava-se que era quando as pessoas mudavam de casa, mas ao levantar os dados descobriu que sua estratégia de marketing estava atrasada. Aparentemente, na Inglaterra as pessoas preferem comprar camas novas antes de se mudar, de forma que os novos vizinhos não vejam seus colchões velhos e imundos. Ao mexer no marketing, as vendas aumentaram, e tudo isso graças à compreensão de quando os clientes estão dispostos a comprar os seus produtos.

Com informações da WGSN.
Edição: Fernanda Peregrino.
Imagem: Nicsa.org

Deixe um comentário

Sobre lorenaDeixa eu ver qual é