CADASTRAR

Entrar

Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Enviar mensagem

Adicionar pergunta

Entrar

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Boletim- Impacto da Política Nacional de Resíduos Sólidos na cadeia produtiva de móveis e madeira

A Política Nacional de Resíduos Sólidos foi instituída pela Lei nº 12.305, de 02 de agosto de 2010, e contempla de  forma ampla as diretrizes para a gestão integrada e gerenciamento dos resíduos, as responsabilidades dos geradores, usuários, consumidores e serviços públicos. Resíduos sólido são qualquer material, substância, objeto ou bem  descartado resultante de atividades humanas em sociedade, nos estados sólido ou semissólido, bem como gases e líquidos cujas particularidades tornem inviável o seu lançamento na rede pública de esgotos. De acordo com  levantamento sobre a geração de resíduos proveniente da atividade madeireira, realizado em 2009 pelo Ministério do Meio Ambiente, estimava-se na época que eram gerados anualmente 30 milhões de toneladas de resíduos de madeira no Brasil, tendo como ...

Ler mais ou responder
Lixo é pontapé inicial para novo negócio

O casal Ana Paula Filetti, de 28 anos, e Danes Miguel de Morais, 34, tiraram do lixo o material necessário para começar o próprio negócio, a Filetti Decorações, em Goiânia (GO). Com seis anos de mercado, a empresa especializada em festa infantil já é referência para quem quer serviço criativo e de qualidade. Ana Paula começou o empreendimento após se interessar em trabalhar com balões. Em 2008, fez curso básico na Radical Festas, que foi o pontapé para sua vida empresarial. O primeiro trabalho foi na sala de casa, ao montar uma mesa decorada com balões para festa infantil, o que chamou a ...

Ler mais ou responder
Lixo é pontapé inicial para novo negócio

O casal Ana Paula Filetti, de 28 anos, e Danes Miguel de Morais, 34, tiraram do lixo o material necessário para começar o próprio negócio, a Filetti Decorações, em Goiânia (GO). Com seis anos de mercado, a empresa especializada em festa infantil já é referência para quem quer serviço criativo e de qualidade. Ana Paula começou o empreendimento após se interessar em trabalhar com balões. Em 2008, fez curso básico na Radical Festas, que foi o pontapé para sua vida empresarial. O primeiro trabalho foi na sala de casa, ao montar uma mesa decorada com balões para festa infantil, o que chamou a ...

Ler mais ou responder

É praticamente impossível imaginar que as organizações vivam sem o uso do papel. Ao mesmo tempo, é inimaginável que as empresas se eximam de incluir a redução de custos entre seus objetivos estratégicos. Uma política clara para redução do desperdício de papel, que insira a implementação adequada de sistemas de automação, o armazenamento digital e a destinação correta do papel pós-uso, além de produzir efeitos que reduzem os custos, ainda compromete menos o meio ambiente e alavanca oportunidades em outros segmentos. Embora não haja estudos específicos sobre quais medidas são adotadas para reduzir o uso de papel em ambientes corporativos do país, há indícios que sinalizam descaso para esse fator. Segundo a Associação ...

Ler mais ou responder

Compartilhamos os mesmos espaços e problemas, mas também as soluções. Por isso, é fundamental ter atitudes responsáveis, suprindo nossas necessidades sem comprometer as gerações futuras. Isso é possível diminuindo o consumo de recursos naturais, a geração de resíduos e a emissão de poluentes, além de ter atitudes que evitem desperdícios, produzindo mais e utilizando menos recursos. Na sua empresa, é possível adotar medidas como: Invista, trabalhe e se prepare para inserir práticas sustentáveis no atendimento que você faz ao seu cliente. Pratique, faça uso consciente dos recursos naturais, ou seja, economize água, energia elétrica e destine corretamente os resíduos. Para isso é preciso lembrar: reduzir, reutilizar e reciclar é lucro no final da ...

Ler mais ou responder

Reciclagem é mais atraente que produção primária Desde 2001, consecutivamente, a reciclagem da latinha de alumínio tem levado o Brasil à liderança mundial na atividade. Aproximadamente 97,9% da produção nacional de latas consumidas foi reciclada em 2012. Ano em que o País reciclou 248,7 mil toneladas de sucata, o que corresponde a 18,4 bilhões de unidades, ou 50,4 milhões por dia ou 2,1 milhões por hora. Segundo o Cempre (Compromisso Empresarial para Reciclagem), no ano de 2012, a reciclagem de latas de alumínio para bebidas movimentou R$ 1,8 bilhão na economia nacional. Somente a etapa de coleta (a compra das latas usadas) injetou R$ 645 milhões. Já o

Ler mais ou responder

Evidenciada pelo cenário atual e futuro para o setor no país, a “demanda latente por reciclados de alumínio mobiliza toda a cadeia produtiva”, revelando potenciais oportunidades para catadores e recicladores. O processo de reciclagem permite que o alumínio seja reutilizado em determinados produtos de diversos setores produtivos. Esse processo, que se resume no derretimento do metal, é bem menos dispendioso em termos de energia quando comparado ao sistema produtivo primário e produz o alumínio líquido, posteriormente solidificado e formando os lingotes. A reciclagem não danifica a estrutura do metal, que pode ainda ser reciclado infinitamente e reutilizado na produção de qualquer produto com o mesmo nível de qualidade ...

Ler mais ou responder
Ação empresarial pela redução do desperdício de embalagens

A Lei 12.305 de 2010, instituindo a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), regulamentada pelo Decreto 7.404 do mesmo ano, disciplina a gestão e o gerenciamento dos resíduos sólidos, tendo como principal foco o sistema de logística reversa. Esses sistemas serão implantados e operacionalizados mediante compromissos entre as três esferas do poder público, o setor privado e o terceiro setor, formalizados em Acordos Setoriais, que visam restituir os resíduos sólidos ao aos setores produtivos para o reaproveitamento no ciclo produtivo ou para a destinação final ambientalmente correta. Uma coalizão empresarial que une os segmentos de papel e papelão, plástico, alumínio, aço, vidro e embalagens longa vida apresentou, neste último mês ...

Ler mais ou responder
Invista em um mercado que tem apenas 1,4% do seu potencial explorado

A perspectiva é que 2014 seja um marco para o mercado de reciclagem no país. À medida que se aproxima o prazo para a eliminação dos lixões no Brasil, conforme rege a Lei 12.305/2010 instituindo a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), eleva-se a expectativa para que novos mercados ligados à indústria da reciclagem se desenvolvam. Para aumentar o percentual de reciclagem no país, insumos não faltam: o Brasil tem aproximadamente 2.906 lixões em atividade e produz 189 mil toneladas de resíduos sólidos por dia, das quais apenas 1,4% é reciclada. Apesar de apenas 27% das cidades brasileiras terem aterros sanitários e somente 14% dos municípios brasileiros fazerem coleta seletiva do lixo (

Ler mais ou responder
Resíduos de Madeira do Setor Moveleiro: Oportunidades em Coleta e Reciclagem

De acordo com levantamento sobre a geração de resíduos proveniente da atividade madeireira, realizado em 2009 pelo Ministério do Meio Ambiente, estimava-se na época que eram gerados anualmente 30 milhões de toneladas de resíduos de madeira no Brasil, tendo como principal fonte geradora a indústria madeireira. Os principais resíduos gerados pela indústria moveleira são: serragem, maravalhas e retalhos. Portanto, o empreendedor que optar pela coleta e revenda de resíduos de madeira provenientes da indústria moveleira, estará prestando os serviços de coleta, transporte, reciclagem e destinação final dos resíduos dessa indústria e ao mesmo tempo, terá serragem, maravalhas e retalhos como produtos a oferecer ao mercado. Além da prestação de serviços a ...

Ler mais ou responder