CADASTRAR

Entrar

Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Estampar camisetas como oportunidade de negócio

Estampar camisetas como oportunidade de negócio

Estampar camisetas como oportunidade de negócio

Quem nunca quis uma camiseta estampada com o personagem favorito da TV ou do cinema? Na busca por produtos que reflitam personalidade, gosto pessoal ou ideologias, as camisetas têm a preferência, principalmente entre os jovens. A facilidade da internet tem atraído para esse mercado empreendedores atentos à praticidade e à abrangência do comércio virtual, fatores que, aliados ao baixo investimento inicial, tornaram s camisetas estampadas um nicho de negócio.

Criada a partir do hobby de seu idealizador, a Siamese – empresa sediada em Jundiaí, no interior de São Paulo – nasceu há três anos e hoje conta com mais de 30 opções no catálogo.

São imagens baseadas em temas da cultura pop, em séries de TV e em fenômenos da internet. “Comecei a criar estampas para uso próprio, mas os pedidos de amigos me motivaram a transformar a ideia em marca”, afirma o idealizador do negócio, Henrique West.

A empresa vende em torno de 1,2 mil peças/mês pelo e-commerce e por revendedores distribuídos em seis Estados.

Na web, o tíquete médio é de R$ 110 e o faturamento em 2013 ficou em R$ 200 mil. O plano é triplicar o valor neste ano, consolidar a marca na internet e partir para o modelo de franquias em 2015.

O investimento inicial para entrar no setor de camisetas estampadas é baixo, mas a área tem algumas exigências: criatividade para a criação das imagens; fornecedores confiáveis; equipamento para estampar ou empresas terceirizadas que façam o trabalho; e um bom relacionamento com os clientes. Para a criação da Siamese, West investiu R$ 12 mil para a abertura da empresa, o registro da marca e a produção das primeiras 800 peças. “O empreendedor que pretende entrar nesse ramo deve ter, antes de tudo, planejamento. Deve-se analisar muito bem o mercado e definir quem pretende atingir, assim como as camisetas que serão fabricadas e como os produtos serão vendidos; e conferir se o negócio é rentável”, afirma o consultor de marketing do Sebrae-SP, José Carmo Vieira de Oliveira. Ele destaca ainda a importância de precificar muito bem o produto, levando em conta todos os gastos com logística e maquinário.

Os empreendedores devem se preocupar com a qualidade dos produtos para fidelizar os clientes. “Acredito que a qualidade é o maior desafio do setor, desde a compra do tecido, à modelagem e a busca por bons fornecedores de costura e estamparia que aceitem pequenas empresas”, destaca West. Apesar de buscarem o melhor preço (como em qualquer outro setor), os clientes se preocupam com a qualidade e a durabilidade das camisetas.

Acompanhe mais matérias como essa no Sebrae Mercados.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosNovo na comunidade