CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Pesquisa revela que brasileiros são os mais empreendedores

CORREIO DA BAHIA 27/4/2011

Por: Victor Albuquerque

O brasileiro é o povo mais empreendedor do G-20 (grupo das 20 maiores economias do mundo), revelou o levantamento da Global Entrepreneurship Monitor (GEM 2010), divulgado ontem pelo Sebrae. A Taxa de empreendedores em Estágio Inicial (TEA) foi de 17,5% da população adulta. Isso significa que, de cada 100 brasileiros de 18 a 64 anos, 17 estão tocando negócios com até três anos e meio de vida. Ao todo, são pouco mais de 21 milhões de empreendedores no país.
O resultado registrado em 2010 foi o melhor desempenho do Brasil nos 11 anos em que participa da pesquisa. Em relação a 2009, a TEA do país subiu 2,2%. A mostra mapeou a atividade empreendedora em 60 países. No ranking dos países que fazem parte do G-20, o Brasil ultrapassou Argentina, Austrália e Estados Unidos. Entre os países emergentes que compõem o chamado Bric, China e Rússia ficaram para trás. A Índia não participou do levantamento.
“Se fizermos uma análise comparativa, temos quase o equivalente à população da Austrália desenvolvendo alguma atividade empreendedora no Brasil”, destacou o presidente do Sebrae, Luiz Barretto.

Oportunidade

O levantamento global mostrou ainda que, além de empreender mais, os brasileiros avançaram quando o assunto foi o motivo para abrir o próprio negócio. Segundo a pesquisa, a cada empresário que empreende por necessidade, dois abrem um negócio por uma oportunidade.
Para o gerente da incubadora de negócios da Unifacs, Flávio Marinho, isso indica que mais gente está encontrando nichos de mercado para abrir novas empresas em vez de começar um negócio para sobreviver. “Isso é muito bom, tanto para a pessoa como para a economia local. Representa um grande ganho e é algo que está se tornando frequente”, ressalta.
A pesquisa do Sebrae constatou ainda que quanto maior a escolaridade e a renda, maiores as chances de que o empreendedor abra um negócio por oportunidade e não por necessidade. E os jovens de 25 a 34 anos estão mais propensos a esse movimento. Mais de 40% dos empreendedores por oportunidade abrem uma empresa para conseguir mais independência profissional, outros 35% buscam aumentar a renda e outros 18% querem manter a renda atual.
Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae