CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Mundo digital: grande aliado do varejo

Mundo digital: grande aliado do varejo

9302746260_ee8b2b1f25_o

As discussões realizadas na feira National Retail Federation 2015, realizada este mês em Nova York, mostram aos comerciantes algumas tendências para o segmento de Varejo em 2015. Apontam que o Varejo Online é uma realidade em expansão e que pode ser um grande aliado para as lojas físicas, sobretudo porque não há mais “distâncias” entre e-commerce e comércio físico.

Confira as tendências:

– Comércio eletrônico parceiro da loja física
Ficou claro no evento que o omni-channel reina no mercado, ou seja, o cliente verifica pessoalmente o produto em uma loja e faz depois a sua compra pela internet ou, ao contrário, ele conhece o produto pela internet e compra fisicamente na loja. Os lojistas deve tirar proveito disso, tanto mantendo uma loja física atrativa, quanto divulgando os produtos na internet, e até viabilizando a compra no mundo virtual.

– Canais de vendas agregados entre si
Outro conceito muito abordado no evento foi o de cross channel, que nada mais é do que os diversos canais de contato e venda das lojas com o consumidor. Isso inclui lojas físicas, venda porta a porta, e-commerce, mobile commerce, tv commerce, social commerce etc. A multiplicidade de canais de venda agregados entre si segue como tendência e o varejista deve ter essa consciência.

– Lojas físicas indo para o virtual e vice-versa
As lojas físicas estão ganhando mais atrativos e redes de comércio virtual. Esse é o caso da Zappos. Gigante no mundo virtual, a loja está abrindo grandes estruturas empresariais, passando a atuar no mundo offline.

A rede de shoppings norte-americana Westfield tem feito diversas experiências online. O diretor da área digital do grupo, Kevin McKenzie, conta que a palavra de ordem é o “phigital” (algo como “figital”: físico + digital). O grupo criou uma empresa, a Westfield Labs, que serve de laboratório para testes de experiências que unem os comércios online e físico.

– Prestação de serviço do varejo via celular
A Westfield Labs tem aplicado bilhões de dólares na criação de aplicativos que ajudem a melhorar o relacionamento com os clientes. É o caso do aplicativo que ajuda o cliente a não perder tempo procurando vaga para estacionar no shopping. O cliente faz o download do programa no seu celular, e por meio do app pode, de onde estiver, reservar uma vaga no estacionamento do shopping. Um serviço semelhante está sendo utilizado também por restaurantes, para evitar filas de espera.

– Compras por celular
Há quem aposte apenas em um mundo virtual. A Wanelo, loja virtual focada no público feminino, criou um botão de venda para facilitar as compras pelo celular. Com isso, a compra está, literalmente, a um clique do consumidor na tela do smartphone.

A plataforma reúne dezenas de lojas em uma comunidade online em parceria com o eBay. São marcas como Zara e Forever 21. Apesar da Wanelo realmente seduzir o público consumidor feminino, estas lojas parceiras continuam lotadas e com planos de ampliação física.

Com informações do jornal O Povo.

Imagem: Daniel Iversen/Flickr

Edição: Fernanda Peregrino, da FC Comunicação.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae

Esse é o perfil institucional do Sebrae nessa comunidade. Quer saber mais sobre o Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas? Acesse: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/canais_adicionais/o_que_fazemos

Me siga