CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Fraudes em ambientes virtuais podem ser evitadas

Fraudes em ambientes virtuais podem ser evitadas

Escrito por Paula FurlanO comércio eletrônico é uma modalidade em ascensão, cada vez mais pessoas se sentem seguras para comprar em ambientes virtuais. Mas com o aumento das vendas, aumentam também as fraudes nas compras via Internet. Um estudo da consultoria americana CyberSource, especializada em pagamentos pela internet, revela que o prejuízo do e-commerce nos Estados Unidos e no Canadá com fraudes em 2010 foi de 2,7 bilhões de dólares. No Brasil, segundo a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, as operadoras de cartões de crédito estimam que as perdas cheguem a 4% do faturamento de uma loja virtual, dependendo do setor. Para otimizar compras via Internet, o sócio-diretor da ClearSale, Bernardo Lustosa, elaborou algumas dicas para as empresas: – A missão de um e-commerce é vender, mas ele também deve se preocupar com a dificuldade em ter a certeza de que a compra é autêntica, ou seja, se é realmente o dono do cartão de crédito quem está comprando, para garantir que o lucro da transação não se torne o prejuízo de uma fraude. – Em datas sazonais, onde a procura por determinados produtos é maior, as empresas precisam estar preparadas para atenderem e aprovarem com rapidez os pedidos. A ClearSale, por exemplo, direciona seus analistas nestas épocas para as operações das lojas com altas demandas. – Também é importante não criar empecilhos para a concretização da venda. Cada passo a mais significa mais cancelamentos. A imensa maioria dos clientes é boa e não deve se desgastar com burocracia para a finalização da compra. – Para não perderem boas compras, os empresas também precisam investir em uma ferramenta de gestão de risco assertiva. Quando optar por um fornecedor ou, ainda que vá tentar fazer internamente, escolha por quem possua inteligência artificial altamente assertiva. – Quanto mais difícil for separar automaticamente o bom do mal cliente, mais demora e cancelamentos existirão. Se você é pequeno, compartilhe a base, do contrário, não terá jamais capacidade de gerar modelos assertivos. – Outra coisa, tão importante quanto monitorar o índice de fraudes é monitorar os cancelamentos e reprovações. Uma reprovação de um bom cliente não é somente a perda de uma venda, é a perda de um (ou muitos) cliente(s). – Entregar rápido também é fundamental. Agilidade é o segundo maior valor do internauta. Entregue rápido, ainda que em momentos de altos volumes de vendas. A melhor forma de fazer isso é terceirizar o serviço e cobrar o SLA (tempo de reposta) acordado por contrato.Fonte: B2B Magazine

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae