Cadastrar

Entrar

Esqueceu a senha?

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por e-mail.

Desculpe!, Você precisa se logar para perguntar.

Você precisa se logar para postar no Blog

Como controlar os custos de uma cafeteria?

Como controlar os custos de uma cafeteria?

Se você pretende empreender, precisa descobrir como controlar os custos de uma cafeteria. Afinal de contas, negócios como uma cafeteria, majoritariamente abertos ao público e com ticket-médio muito baixo (ao redor dos R$50, no máximo), precisam de uma grande gestão empresarial e de custos para poder ter lucros. Se não for assim, a empresa está fadada ao fracasso.

Para se ter uma noção do quão importante é aprender a controlar custos, 60% de todas as empresas brasileiras fecham as portas em 5 anos de atividade, muitas delas falindo por não conseguir controlar os custos do negócio e, portanto, ficarem sem dinheiro após um tempo. Isso é especialmente verdadeiro e sério em um mercado de consumo de comida, como é o caso de uma cafeteria.

Quer aprender como controlar os custos de uma cafeteria? Então siga a leitura do artigo abaixo!

Como controlar os custos de uma cafeteria: 5 pontos

1. Escolha um regime tributário adequado

Normalmente, quando se fala de gestão de custos, os empreendedores entendem os custos únicos de produção de cada item ou produto que a empresa tem para vender – e, de certa forma, é isso mesmo.

No entanto, é importante compreender que existem custos indiretos que são aplicados à empresa, como os impostos que ela deve pagar. É vital entender esse lado tributário, pois ele pode representar uma redução drástica da sua margem de lucro e, portanto, complicar a saúde financeira da empresa.

Por isso, se você não sabe quais são os impostos pagos pela sua empresa, é importante começar a pesquisar para entender quais são os gastos que você terá de arcar. Por exemplo, saiba o que é ISS neste artigo de um escritório de contabilidade baseado na cidade de São Paulo.

2. Controle os custos de cada item no menu

Uma cafeteria tem vários tipos de itens em um menu, desde cafés diferentes até pães e muito mais. Cada um desses itens tem um custo específico, individual e que pode variar de acordo com o tempo (veremos a seguir mais sobre isso).

Com base nisso, é importante que você entenda o custo de produção de cada um desses itens, controlado ao centavo mesmo. Por exemplo, suponha que você compre um saco de 5kg de café e seja capaz de produzir 500 xícaras com esse saco. Considerando que o custo do saco foi de R$50,00, isso significa que cada xícara feita custou R$0,10. Some a isso o custo com o açúcar e outros ingredientes e você tem o valor de produção do café.

Assim, você sabe qual é o preço mínimo aceitável para vender a bebida e como calcular um valor adequado com base na demanda, valor médio do mercado e outros elementos específicos. Isso ajudará a ter uma melhor administração financeira e melhores resultados.

3. Entenda os fatores que afetam seus custos

Você entende quais são os fatores econômicos que afetam os seus custos e, portanto, podem atrapalhar ou melhorar os seus preços? Por exemplo, uma cafeteria precisa receber açúcar e o transporte é feito com base em gasolina. Portanto, quando o preço do combustível dispara para R$7,00 o litro, o açúcar vai aumentar de preço.

O mesmo vale para o trigo, que é parcialmente importado aqui no Brasil. Se o dólar sobe (como tem subido), o trigo fica mais caro, a farinha sobe de preço e todos os pães precisam ser reajustados por causa disso.

Ao entender os fatores que afetam o seu custo de produção, você pode adotar uma estratégia dinâmica de preços, controlando os valores com base na oferta e demanda da região, na sua margem de lucro e em outros elementos.

4. Calcule o seu ponto de equilíbrio

Outro elemento a ter atenção é sobre o seu ponto de equilíbrio. Trata-se de um conceito financeiro que significa o mínimo possível de vendas que a sua empresa precisa ter até chegar a pagar todos os seus custos diretos e indiretos. Ou seja, é a quantidade de vendas necessárias até “fechar no zero”, sem prejuízo.

O ideal é que o ponto de equilíbrio seja alcançado mais ou menos no meio do mês ou até antes, permitindo que o restante das vendas seja de lucros.

5. Use softwares para fazer cálculos avançados

Por fim, entenda que o controle de custos de uma empresa exige o uso de softwares avançados para poder fazer todos esses cálculos. Um programa de gestão pode ajudar nisso, facilitando a contabilidade e o controle de cada custo com base em cada estoque e nos ingredientes básicos usados.

Pronto! Agora que você já sabe como controlar os custos de uma cafeteria, é hora de colocar essas dicas em ação para conseguir os melhores resultados possíveis no seu negócio. Lembre-se de que os seus custos precisam ser os menores possíveis para aumentar sua margem de lucro e permitir que você tenha preços competitivos para apresentar ao seu público consumidor, especialmente no começo da sua atividade.

Gostou do conteúdo? Então comente abaixo com a sua opinião sobre o assunto!

You must login to add a comment.

Posts relacionados