CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

20 anos de E-commerce: o segredo do sucesso

20 anos de E-commerce: o segredo do sucesso

Esse ano, o comércio eletrônico completa 20 anos no Brasil. Durante
esse tempo, muita coisa mudou na internet, na vida das pessoas e nos hábitos
dos consumidores. Os equipamentos de 20 anos atrás (computador, celular, palme
top), hoje estão todos concentrados em um único local: o celular. Além do mais,
metade da população global tem acesso à internet.
No Brasil, só em 2014 o comércio eletrônico cresceu 24% e
atingiu faturamento de 35,8 bilhões de reais. Esses números atraem o empreendedor,
que está cada vez mais atento a essa mudança de hábito nas vendas e quer também
se inserir nesse mercado.
Pedro Guasti, diretor executivo da E-bit, empresa brasileira
que estuda e certifica as empresas virtuais, participou de uma videoconferência
no Sebrae, em que pode expor para gestores do Brasil alguns dados do mercado,
dar dicas e tirar dúvidas.
Dados do E-bit mostram que o Brasil possui 141milhões de usuários
de celular, o que representa 69% da população. Já 165 milhões de brasileiros
tem acesso à internet banda larga, seja que alguns usuários são contados mais
de uma vez por possuírem internet em casa e no celular. Além disso, 27% dos
brasileiros consumem conteúdo da TV e da internet ao mesmo tempo, o que pode
ser obervado pelos empresários como uma oportunidade. Isso porque 51% dos
consumidores fazem uma busca após serem impactados com um anúncio na TV e 71%
das buscas ocorrem quando o usuário está acompanhando o comercial.
Os empresários já estão mais atentos a essa mudança de
hábito dos consumidores e, por isso, pensando em estratégias para este mercado.
Confira algumas dicas:
Faça marketing online
Hoje, o consumidor pesquisa, compara, pensa e depois confia.
Nos Estados Unidos há uma estimativa que 48% das compras do varejo offline
tiveram alguma influencia da web, como por exemplo, o consumidor pesquisou
preço na internet antes de comprar na loja física. Isso mostra que, mesmo que o
empresário não tenha um portal para vender online, é importante que ele
pratique marketing digital, para que a imagem de empresa esteja bem posicionada
na internet.
Comece pelos estados que
estão em alta
Pesquisa do E-bit mostra que o estado brasileiro que possui
o maior volume de pedido de compras online é São Paulo, seguido do Rio de
Janeiro e Minas Gerais. Os três estados juntos representam 66% do volume de
pedido, logo, é uma estratégia para o empreendedor começar o negócio nestes
estados.
Fique atento aos
segmentos do comércio que estão crescendo
Quando o e-commerce surgiu, os produtos mais vendidos eram
livros, CDs e DVDs. Depois de um tempo, as pessoas passaram a comprar produtos
mais caros e hoje, elas chegam a comprar celulares e TVs pela internet, pois a
confiança no serviço online aumentou.  No
Brasil, a categoria que mais chama atenção pelo seu crescimento de demanda é
moda e acessórios. Em 2007, o segmento estava na 26ª posição de maior procura,
em 2010 subiu para 6º lugar, em 2011 para 5º, em 2012 esteve em 2º lugar e em
2013 e 2014 se tornou líder nas compras online. Logo, é um segmento para deixar
o empreendedor atento. Outra estratégia é atuar em nichos.

Para saber mais sobre o assunto, confira a revista
E-commerce Brasil que também comemorou os 20 anos do comércio virtual. Leia aqui.  
Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae