CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Como aliar o trabalho de links patrocinados ao SEO?

Como aliar o trabalho de links patrocinados ao SEO?

Muitos empresários de pequenos negócios investem na Internet, mas não se perguntam como aliar o trabalho de links patrocinados ao SEO. Pelo contrário: pensam que deve-se trabalhar ou um ou outro.

A razão disso é fácil de entender: normalmente, o orçamento não consegue dar conta de ambos com tranquilidade e vive-se a velha dicotomia do “curto prazo vs. longo prazo”.

No entanto, não é preciso viver assim. Quem entende como aliar o trabalho de links patrocinados ao SEO, sabe que é possível trabalhar com os dois juntos. Na verdade, os resultados são até melhores assim

Ficou curioso? Então aprenda como aliar o trabalho de links patrocinados ao SEO do seu site sem dificuldades!

Como aliar o trabalho de links patrocinados ao SEO segundo Neil Patel?

Se você acompanha as novidades do Marketing Digital deve ter visto nas redes sociais há alguns anos a campanha “Quem é Neil Patel?”. Se não se lembra disso, podemos explicar.

Neil Patel é um dos maiores nomes do Marketing Digital no planeta. Especialista e consultor das maiores firmas do mundo, ele tem um dos blogs mais ricos e consultados sobre o assunto em inglês.

Há alguns anos, ele resolveu lançar a versão brasileira do seu site. Todo o seu conteúdo foi traduzido e o seu domínio foi mantido, de modo que ele pudesse conservar a autoridade obtida há anos.

Para celebrar o lançamento do seu site brasileiro, Patel fez uma campanha com dezenas de influenciadoras brasileiras, incluindo gente do quilate de Larissa Manoela.

Na campanha, as influencers iriam tirar uma foto com um papel escrito “Quem é Neil Patel?”.

Ideia era que as pessoas jogassem no Google essa pergunta e caíssem no site dele, explicando quem ele era.

No entanto, apesar de efetiva e de mover milhares de pessoas para o seu site, a campanha levantou uma série de dúvidas entre os grandes especialistas de Marketing. Afinal, por que pagar para influenciadoras direcionarem tráfego para o seu site se aquelas pessoas não eram o seu público-alvo? Qual o benefício disso?

Patel explicou a sua estratégia: “Quando você procura por ‘carro de luxo’ no Google, quem deve aparecer primeiro: a Mercedes-Benz ou a BMW? A resposta certa é quem tem mais visitantes”.

Ou seja: ao investir nas influenciadoras digitais, Patel conseguiu milhares de novos visitantes no seu site, todos eles do Brasil.

Isso informou ao Google que aquela página tinha uma audiência relevante no país e, por isso, merecia ser indicado nos resultados de busca.

Ou seja: o fluxo de visitantes pagos aumentou a relevância da página, que começou a ter destaque nas buscas orgânicas nacionais.

De certa forma, a campanha paga foi como uma espécie impulso necessário para que a estratégia dele pegasse no tranco.

O que você deve fazer no seu blog?

Agora você provavelmente já entendeu como aliar o trabalho de links patrocinados ao SEO. Afinal, a história de Neil Patel é um excelente exemplo de como usar a mídia paga para enaltecer a mídia orgânica.

O fato é que existe um ditado no meio do marketing que diz que “o melhor lugar do mundo para esconder um corpo é na segunda página do Google”.

Isso porque ninguém chega até a segunda página do Google. As estatísticas mostram que a vasta maioria dos cliques ficam apenas com os primeiros lugares. E, mesmo na primeira página, há uma diferença enorme entre os cliques dos 3 primeiros e os cliques dos outros.

Por isso, caso você não esteja na primeira página, terá muita dificuldade em obter tráfego para a sua estratégia digital.

No entanto, é possível mudar a situação investindo em links patrocinados para que eles possam ser aquele impulso necessário para o seu conteúdo orgânico.

O primeiro passo para isso, no entanto, é fazer uma análise SEO gratuita para entender se o seu site está com tudo no lugar certo e se ele já está otimizado.

Se tudo estiver bem-feito, o próximo foco é determinar quais artigos são os seus principais clusters de tráfego e usá-los como fonte para os links patrocinados.

Invista em algumas campanhas para que mais gente visite o seu site. Quanto mais gente visitar e tiver um bom desempenho (bom tempo de visita médio, pouca rejeição, etc.), mais o Google entenderá que aquele conteúdo é bom.

O resultado, depois da campanha, será o seu site subindo alguns lugares no Google por causa disso.

Como equilibrar os orçamentos?

Uma das grandes dificuldades de como aliar o trabalho de links patrocinados ao SEO é saber como equilibrar os respectivos orçamentos.

Os valores exatos dependem de cada contexto e cada empresa, claro, mas há uma lógica simples que pode ajudar.

Pense nos links patrocinados como os seus gastos mensais de casa. Eles são necessários para você sobreviver mês após mês.

Já o SEO é como uma poupança que você faz para poder se aposentar no futuro. Por isso, você deve construir os investimentos pouco a pouco para colher lá na frente.

Ao pensar nesses termos, ficará mais fácil saber como equilibrar esses valores no seu orçamento de Marketing.

E aí, aprendeu como aliar o trabalho de links patrocinados ao SEO? Então deixe um comentário abaixo com a sua opinião sobre o assunto!

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Diego BiniNovo na comunidade