CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Planejamento financeiro para o e-commerce

Planejamento financeiro para o e-commerce

e-commerce e finanças

Não é porque sua loja está situada no ambiente virtual que ela não precisa ser planejada como uma loja física comum. Veja itens que não devem ser esquecidos nessa etapa do seu e-commerce.

Muitos empreendedores, incentivados por uma enorme vontade de ter seu próprio negócio, não atentam para os eventuais problemas e desafios que podem aparecer no futuro.

Outros, também de forma inadequada, investem grandes quantidades em estoques, com produtos que possivelmente nunca serão vendidos por não estarem de acordo com o interesse dos consumidores, ou por serem supérfluos, canalizando dessa forma os recursos tão importantes e fundamentais para a empresa, no seu giro operacional.

Todo empreendedor, ao implantar seu próprio negócio, seja físico ou virtual, deverá antes de qualquer decisão, levantar informações precisas e confiáveis quanto às possibilidades do seu empreendimento. Esquecem, porém, que os recursos gastos farão falta posteriormente, pois, de forma inadequada, estão gastando o capital de giro, tão importante e necessário para o desenvolvimento e sobrevivência da empresa. As necessidades de recursos estarão diretamente atreladas ao seu ciclo operacional e financeiro. Uma perfeita adequação destes dois ciclos possibilitará um perfeito gerenciamento do seu capital de giro.

O ciclo operacional constitui-se no intervalo de tempo gasto pela empresa para executar todas as suas atividades operacionais: produção dos produtos, armazenagem, envio, processos de pagamentos, etc.

O ciclo operacional constitui-se então pelo prazo total iniciado pela aquisição da matéria-prima e termina com o recebimento dos créditos gerados pela venda da mercadoria.

Por outro lado, o ciclo financeiro é o espaço de tempo decorrido desde o pagamento ao fornecedor e o recebimento dos créditos gerados pela venda da mercadoria. Constitui-se então o período em que a empresa utiliza-se de recursos próprios ou de terceiros para poder exercer as suas atividades.

Vejamos outro exemplo para um melhor entendimento: Uma determinada empresa que comercializa determinado produto efetua sua compra com um prazo de pagamento de 30 dias. O produto fica depositado em seu estoque por mais 20 dias, e decorrido este prazo, é vendido a um determinado cliente, com um prazo de 30 dias.

 

O Ciclo operacional se compõe então do seguinte prazo:

 

1- 30 dias de prazo concedido pelo fornecedor;

2- 20 dias além desse prazo mantendo em estoque;

3- 30 dias de prazo concedidos ao cliente.

4- Totalizando assim 80 dias.

 

O Ciclo financeiro decorre da data de pagamento ao fornecedor até o recebimento dos créditos gerados pela venda ao cliente final, ou seja:

 

1- 20 dias de estocagem;

2- 30 dias de prazo ao cliente.

3- Totalizando assim 50 dias.

Durante estes 50 dias a empresa deverá possuir recursos do seu capital de giro para poder manter as suas condições operacionais. Muitas empresas, não possuindo os recursos de capital de giro necessários para a operacionalização de seu ciclo financeiro buscam em outras fontes, elevando substancialmente seus custos operacionais e financeiros transferindo boa parte de seus resultados aos seus financiadores, bancos, etc.

É fundamental que toda empresa, seja qual for o seu ramo de negócio, indústria, comércio ou prestação de serviços, que utilize canais de venda online ou não, procure ajustar o seu ciclo operacional e financeiro para que suas necessidades de recursos sejam cobertas com um menor custo possível.

A redução dos prazos e financiamentos aos clientes e o aumento do prazo de pagamento aos fornecedores são algumas das alternativas que poderão ajudar neste ajuste possibilitando uma menor dependência de recursos.

Realizar a implantação de um negócio próprio é o sonho de muitos, porém de forma segura e apropriada, deverá ser efetuada uma análise prévia dos investimentos a serem efetuados, os custos operacionais e o ponto de equilíbrio, analisando assim a viabilidade do negócio e trazendo uma maior segurança quanto à lucratividade e a rentabilidade desejada.

Uma ferramenta essencial a ser utilizada é o plano de negócios. Nesta ferramenta o empreendedor encontrará meios de antecipadamente analisar a viabilidade de seu futuro negócio, das eventuais contingências que enfrentará bem como dos investimentos que serão necessários.

Acesse o site do Sebrae para obter mais informações sobre um “planejamento de sucesso para seu ecommerce”.

Acesse mais matérias e informações como essa em nossa seção “E-commerce”.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae