Ailton Goncalves Tinoco
  • 0
Novo na comunidade

Como me tornar um corretor de plano de saúde?

  • 0

Pretendo ser um corretor de plano de saúde.

Perguntas relacionadas

2 Respostas

  1. Boa tarde Ailton, trabalhar com vendas de plano pode ser uma ótima opção para conseguir um dinheiro extra no fim do mês.  Contudo, ser um corretor de plano de saúde exige que a pessoa saiba tudo sobre o que será oferecido ao cliente.

    1- Quem pode vender plano de saúde?

    É importante explicar que somente os profissionais capacitados por meio de uma certificação podem comercializar planos de saúde. Para que isso seja possível, é preciso seguir duas regras. A primeira é ter cadastro na Superintendência de Seguros Privados (Susep)órgão responsável por regulamentar a profissão de corretores de seguros.

    Já o segundo passo é realizar um curso de formação de corretores de seguros privados. Após a conclusão das duas etapas, uma carteirinha comprovando que a pessoa está apta para vender plano de saúde será emitida. A seguir, veja como é feito o trabalho de um corretor.

    2- Quais as funções de um corretor?

    A rotina de um corretor de plano de saúde pode variar conforme a demanda de clientes que ele tem no dia. Por isso, é essencial que esse profissional tenha organização para conseguir atender todas as pessoas.

    Isso porque quanto mais clientes um corretor atender, maior será o número de vendas. Outra vantagem de ser um corretor de planos é que o atendimento pode ser realizado tanto na casa do cliente como em locais públicos. As assinaturas do contrato também são feitas dessa forma: o corretor indo até o cliente.

    3- E quais as dicas para vender plano de saúde?

    Se deseja ter sucesso nas suas vendas, então esteja familiarizado com o produto que você quer vender para os seus clientes. Além disso, estude sobre o mercado de seguros. Desta maneira, você se torna uma autoridade para o consumidor e acaba se destacando dos concorrentes.

    Normalmente, as pessoas costumam fechar negócio com alguém que elas já conhecem. Então, por que não fazer a prospecção dos primeiros clientes com amigos e família?

    Não basta só você comunicar que está vendendo plano de saúde. É necessário ter bons argumentos sobre o produto. Por isso, trabalhe as perspectivas em relação ao que as pessoas querem. E faça com que elas sejam capazes de terem decisões inteligentes.

    O boca a boca é importante, mas a internet também pode ser uma grande aliada. Portanto, não hesite: use as redes sociais para falar sobre planos de saúde. Você pode, inclusive, fazer conteúdos bem interessantes, como uma postagem explicando a importância de adquirir um plano de saúde e, logo em seguida, apresentar o que vende.

    4- Como aumentar as vendas de plano de saúde?

    Busque ser confiante: quando os clientes percebem que você se sente seguro ao apresentar um plano de saúde, eles se sentem mais confiantes para realizar a compra;

    Identifique o perfil do cliente: esse fator vai ajudar na hora de apresentar o plano ao cliente. Isso porque você conseguirá indicar o produto que mais se adéqua à necessidade dele.

    Faça um atendimento de qualidade: ao entrar em contato com um cliente seja atencioso e escute o que ele precisa. Ter um atendimento de qualidade pode ser um diferencial na hora da pessoa realizar a compra do plano com você.

    Fonte: https://financeone.com.br/como-vender-plano-de-saude/

    • 0
  2. Abri um negócio próprio requer busca de informações necessárias para análise e decisão para implantar, e faz-se necessário a elaboração de um bom plano de negócio. O qual permitirá analisar pontos fundamentais para sua implantação, e busca do sucesso desejado com este negócio, vejamos alguns pontos do planejamento.

    Definição do negócio – escolha do produto ou serviço a ser executado, fundamentalmente pesquisar como esta atividade funciona, se você se identifica com este produto/serviço, gostar de fazer, se tem perfil.

    Pesquisar – pesquisa e organização informações do mercado que ira atuar, na sua cidade/região, tais como: localização, concorrentes, fornecedores, investimento e capital necessário para investir, capital próprio ou de terceiros “bancos”, marketing, custo de manutenção, capital de giro, clientes e volumes de clientes, retorno do investimento.

    Estes pontos e outros necessários, são elementos para montagem do plano de negócio, o qual terá também escolha e definição que tipo de empresa será aberta, como exemplo: Sociedade Ltda, EIRELI, Empresário Individual ou Microempreendedor Individual. Órgãos envolvidos no processo de abertura de sua empresa, custo/taxas para abertura, tempo hábil e documentos necessários.

    Busque uma capacitação, cartilhas, guias de informações, e outros para que tenha informações/roteiro para elaboração de um plano de negócio, e analise a viabilidade ou não de seu negócio.

    A sistemática de abertura de empresa ocorre de forma sincronizada, ou seja, registro nos diversos órgãos que a empresa deverá ter seu registro, como exemplo e de forma órgão a órgão: Junta Comercial, Receita Federal do Brasil, Secretária de Estado da Fazenda, Secretaria Municipal de Fazenda, Vigilância Sanitária, Bombeiros e entidade de classe, sendo que os três últimos são de acordo com tipo de atividade.

    Quanto ao Alvará de funcionamento e para as empresas na condição de Microempreendedor Individual – MEI, o Certificado de Microempreendedor Individual é considerado também como um alvará provisório com validade de 180 (cento e oitenta) dias. Devendo o proprietário solicitar o definitivo dentro deste prazo. Com o advento da Lei de Liberdade Econômica, as empresas com atividade de baixo risco, estão desobrigadas de ter o Alvará de funcionamento. Para tanto deverá ver com a prefeitura de seu Município quais são as atividades consideradas de baixo risco, e verificar se a sua está na relação, para que goze deste benefício.

    • 0

Deixe uma resposta

Você precisa se logar para responder