Perguntas Frequentes
  • 0
Sebrae

Como crescer o meu negócio na crise?

  • 0

Perguntas relacionadas

1 Resposta

  1. A sua empresa está paralisada neste cenário de crise mundial? Imaginamos que você esteja totalmente preocupado com a situação atual, não sabendo que fazer nem como agir. Muitas vezes o medo te domina, você não acredita que conseguirá passar por tudo isso. Assista ao vídeo abaixo.

    📹 O que iremos contar para você nesse vídeo:

    Convidamos a Débora Santos para este vídeo. Ela é empresária, escritora e mentora de empreendedores, e vai te dar 7 dicas para que você cresça ao seu negócio durante a crise, mencionando algumas empresas que passaram pela mesma situação complicada e conseguiram se reerguer, que quase quebraram mas se reinventaram, e agora estão mais fortes do que nunca.

    ✅ PRIMEIRA DICA: Seja proativo e flexível. Esse não é mais o momento mais de chorar por algo que já está acontecendo e que você não tem mais o controle da situação, e sim o momento de pensar que isso vai passar, e projetar boas soluções. Seja forte, corajoso e se adapte!

    ✅ SEGUNDA DICA: Faça os ajustes necessários. Analise a sua planilha financeira, saiba exatamente todos os seus custos e despesas para que entenda se a sua receita atual será suficiente para pagar tudo. Reavalie os seus gastos, negocie com fornecedores, e tenha controle da situação. Nós não sabemos o tempo que esse cenário irá se manter, então é necessário que as ações sejam feitas agora para evitar problemas maiores depois.

    ✅ TERCEIRA DICA: Analise o seu mix de produtos. Pegue uma folha de papel e escreva todos os produtos e serviços que você oferece e analise se todos eles estão sendo rentáveis para sua empresa. Às vezes, temos uma grande diversidade, porém não temos tempo nem dinheiro suficiente para todos eles. Portanto, é importante rever o que você possui dentro da sua empresa, diminuir a quantidade de produtos e serviços que você oferece e focar para ser o melhor naquilo que você faz.

    ✅ QUARTA DICA: Tenha foco DO cliente e não NO cliente. Quando você tem um foco NO cliente, você quer oferecer e vender para aumentar seus lucros. Agora, quando você tem o foco DO cliente, você começa a enxergar como ele. É o que ele precisa e não que você quer oferecer para ele. Entenda o que ele precisa naquele momento e como pode ajudá-lo. Faça pesquisas e esteja próximo, independente se ele está ou não comprando com você, afinal é o relacionamento que vai fazer com que a parceria de vocês seja duradoura.

    ✅ QUINTA DICA: Enxergue novas oportunidades e aproveite. Algumas empresas já estavam no mercado online e outras não, estão simplesmente esperando passar, achando que tudo vai voltar ao normal. Mas será que vai? Comportamentos são totalmente ajustados e novos hábitos são adquiridos de acordo com os acontecimentos. Muitos estão gostando dessa vida online, de conteúdos virtuais, entregas por delivery, informações muito mais rápidas, e de ter mais opções. Então pense nas forma que você entrega hoje e como você pode fazer no futuro. É preciso se preparar e ter todas as opções disponíveis para os seus clientes.

    ✅ SEXTA DICA: Não deixe de investir no Marketing! Muitas empresas nessa crise já pensam logo em cortá-lo, vendo como um gasto. Porém, o marketing é um investimento. Como é que se corta uma das principais ferramentas para alavancar o seu negócio? Entendo que seja o momento que você não queira gastar muito dinheiro, então analise, limite um valor por menor que seja para que você continue investindo em patrocínios e anúncios. Esteja presente em todas as plataformas, nas redes sociais e no seu site, mesmo que você faça algo mais barato ou então até sem curso, de forma totalmente orgânica. Não fuja desse mercado e dessa nova ferramenta que hoje pode te ajudar muito.

    ✅ SÉTIMA DICA: Tenha uma visão horizontal, ou seja, a longo prazo. Em tempos de estabilidade financeira do país, para manter os seus negócios entre pé, as empresas costumam a ter estratégias que as ajudem em curto prazo. É por isso que acontece as demissões em massa ou então os congelamentos de qualquer tipo de investimento. Mas é preciso também pensar se as estratégias ou ações que serão tomadas hoje não vão impactar negativamente o seu negócio no futuro.

    • 0

Deixe uma resposta

Você precisa se logar para responder