CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Como registrar e legalizar minha empresa?

Como registrar e legalizar minha empresa?

Depois de definir o seu produto e o seu modelo de negócio, um empreendedor precisa passar por algumas etapas para que consiga abrir efetivamente a sua empresa. E é nessa fase que ele encontra dificuldades e muitas vezes acaba desistindo de legalizar o seu negócio.

Para ajudá-lo a passar por esse processo, reunimos aqui todas as etapas necessárias para você legalizar a sua empresa e operar sem problemas com a Receita Federal:

1 – Escolha sua Natureza Jurídica

Antes de mais nada, você precisa enquadrar a sua natureza jurídica, que é basicamente o enquadramento do seu CNPJ de acordo com as características que ele terá. Hoje a legislação brasileira contempla várias opções de natureza jurídica, as três mais utilizadas são:

Empresário: é constituída por apenas uma pessoa que se responsabiliza individualmente pelo negócio. A desvantagem é que a pessoa física e a pessoa jurídica se confundem aos olhos da lei, ou seja, a pessoa responde legalmente até com o patrimônio pessoal pelas obrigações da empresa.

Sociedade por Responsabilidade Ltda.: deve ser constituída por, no mínimo, duas pessoas físicas ou jurídicas, que solidariamente se responsabilizam (de acordo com o que for estabelecido em contrato) pelo negócio.

Sociedade Simples: é constituída por, no mínimo, duas pessoas físicas, que exercem profissão intelectual, de natureza científica, literária ou artística e pertencem à mesma categoria de profissionais liberais.

Além da natureza jurídica, há também a escolha do regime tributário. Por sua vez, eles definem como será a forma de tributação da empresa, determinando o processo de impostos conforme o faturamento, atividade ou lucro líquido.

 

Atualmente, os três regimes de tributação são o Simples Nacional, Lucro Presumido e o Lucro Real. Se você deseja montar uma empresa de tratamento de efluentes, é importante analisar qual desses regimes escolher para ter mais otimização no recolhimento de tributos.

2 – Busca do nome e marca

Para você registrar sua empresa, também é essencial que escolha um nome que ainda não tenha sido registrado. Essa busca deve ser feita juntamente a Junta Comercial, ou Cartório (no caso de Sociedade Simples) e Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI).

Documentação necessária: Formulário próprio (Junta Comercial) preenchido com três opções de nome. Para verificação da marca no INPI, podê-se fazer a consulta pela internet no site INPI.

3 – Consulta comercial

Aqui você averigua com a Prefeitura Municipal da cidade de funcionamento da empresa a aprovação para abertura do seu negócio. Para isso é verificado a conformidade, em termos legais, das atividades a serem desenvolvidas com a área (bairro, rua, avenida) onde a empresa será instalada.

Esta etapa é muito importante para o empreendedor não ter aflitos futuros com os órgãos regulamentadores. Se você está prestes a montar uma loja de deck de madeira, a consulta comercial confirmará se o endereço para estabelecer o negócio é realmente passível de instalação ou não.

Documentação necessária: cópia do carnê de IPTU do local pretendido.

Informações a serem concedidas: área do estabelecimento em m² e atividade a ser desenvolvida no local.

4 – Declaração de Empresa Individual / Arquivamento do contrato social

Esse passo é para registar o contrato social. É verificado os antecedentes dos sócios ou empresários junto à Receita Federal, através de pesquisas do CPF. Esse registro deve ser feito na Junta Comercial ou no Cartório (no caso de Sociedade Simples).

Documentação necessária: Contrato Social ou Declaração de Empresa Individual – assinado em 3 vias; Cópia autenticada do RG e CPF dos sócios; Requerimento Padrão (Capa da Junta) em 1 via; Cópia autenticada do RG do elaborador do contrato, quando microempresa; Cópia autenticada da OAB, quando necessário e Pagamento das guias através de GRP e DARF.

5 – Solicitação do CNPJ

Nessa etapa, é feito a inclusão da empresa no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas, a solicitação deve ser feita junto à Receita Federal.

Documentação necessária: Deve ser preenchido um formulário de CNPJ, via internet, disponível no site da Receita Federal e enviado à mesma, após, deverá ser impresso, assinado pelo administrador e reconhecido firma do DBE (documento básico de entrada) que anexado a uma cópia do contrato social autenticado deverá ser entregue à Receita Federal, para obtenção do CNPJ.

6 – Inscrição Estadual

É obrigatória a inscrição no ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços -, apenas para empresas dos setores do comércio, indústrias, como as que produzem rachador de lenha, entre outros, além dos e serviços de transporte intermunicipal e interestadual. Também estão incluídos os serviços de comunicação e energia. Você deve obter junto a Receita Estadual.

Documentação necessária:  Comprovante de endereços dos sócios, cópia autenticada ou original; Cópia autenticada do contrato de locação do imóvel ou escritura pública do imóvel – quando for o caso; Cópia do contrato social; Cópia do CNPJ; Certidão de casamento e cópia autenticada do RG e CPF do cônjuge e filhos menores; Cópia do alvará de licença e RG e CPF dos sócios.

7 – Alvará de licença e Registro na Secretária Municipal de Fazenda

Aqui você consegue seu licenciamento para desenvolver as atividades no local pretendido e a liberação da inscrição municipal (ISS), a solicitação deve ser feita na Prefeitura Municipal ou na Secretária Municipal da Fazenda.

 

Documentação necessária: Preenchimento do formulário próprio (Prefeitura); Consulta comercial aprovada; Cópia do CNPJ; Cópia do Contrato Social; Laudo do corpo de bombeiros, quando for o caso; Laudo da vigilância sanitária, quando for o caso e outros documentos específicos pedidos na consulta comercial, quando necessário.

8 – Licença Sanitária

A Licença Sanitária comprova que a empresa está em condições de funcionar dentro dos padrões de higiene e saúde, a licença deve ser solicitada juntamente a Prefeitura Municipal.

Documentação necessária: Cópia do contrato social; Cópia do CNPJ e Cópia do atestado de viabilidade, aprovado na consulta comercial.

Esses são os oito passos básicos para você registrar e legalizar a sua empresa. Porém, dependendo da atividade a ser desenvolvida, haverá necessidade, ainda, de requerer laudos de outros órgãos municipais, tais como:

  • Secretaria de Meio Ambiente
  • Secretaria de Desenvolvimento Urbano
  • Corpo de Bombeiros
  • Secretaria de Vigilância Sanitária

Cada estado pode ter particularidades não citadas anteriormente. Além disso, é importante consultar a legislação a respeito ao seu negócio para verificar quais os procedimentos necessários e se existe algum órgão público que exige autorização para funcionamento.

Você pode também solicitar auxílio ao SEBRAE caso se enquadre como Microempreendedor Individual. 

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Business ManagerEspecialista