Cadastrar

Entrar

Esqueceu a senha?

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por e-mail.

Desculpe!, Você precisa se logar para perguntar.

Você precisa se logar para postar no Blog

Como diferentes técnicas de irrigação podem contribuir para o aumento da produção?

Que a irrigação é fundamental para aumentar a produtividade, isso não é novidade alguma, o que precisa ser considerado, no entanto, é a melhor técnica a ser utilizada. É preciso saber que existem diferentes técnicas de irrigação, as quais devem considerar tanto a cultura, o solo como o tamanho da topografia da área, justamente, para garantir o aumento da produção. 

Ou seja, não basta adquirir qualquer sistema de irrigação para aumentar a produtividade, é fundamental que ele seja o mais adequado. 

Porém, outros fatores, como capacitação tecnológica e a disponibilidade de recursos financeiros do produtor também acabam pesando na hora da escolha da técnica a ser implantada. 

No mais, é preciso considerar que a escolha do método adequado vai garantir não só o aumento da produtividade, mas a redução de perdas na produção e ainda ajudar na aplicação de insumos. 

Diferentes técnicas

Apesar de todas terem um mesmo objetivo, cada técnica visa atender diferentes necessidades. 

No Brasil, por exemplo, as técnicas mais populares, que se adaptam melhor às nossas necessidades, são as técnicas de Irrigação Localizada e Irrigação por Aspersão. A irrigação localizada consiste na aplicação da água diretamente nas raízes das plantas, formando um círculo molhado numa faixa úmida. 

Muito aplicada na produção de frutíferas e em áreas mais secas. O baixo custo de energia e de água estão entre suas vantagens, isso sem falar na facilidade de adaptação aos mais variados solos. 

Por outro lado, como desvantagem, essa técnica tem um alto custo de implantação e traz mais riscos de entupimento das mangueiras. 

Já, a Irrigação por Aspersão, simula uma chuva artificial, onde um aspersor expele água para o ar, se transformando em pequenas gotículas de água que caem sobre o solo e as plantas. Se adaptar a diferentes culturas e topografias estão entre as principais vantagens. 

Por outro lado, como desvantagem, em alguns casos, essa técnica pode exigir um gasto maior de energia, sem falar que é preciso saber lidar corretamente com a irrigação por aspersão, para evitar problemas como doenças causadas por folhagens úmidas, por exemplo.

No mais, ela atende bem, até mesmo, solos inclinados, sem exigir grandes preparos técnicos.

Como podemos ver até aqui, não é tão simples escolher o sistema de irrigação adequado, por isso, a importância de contar com a ajuda de profissionais capacitados que saberão analisar e indicar a melhor solução, considerando o tipo de cultura, de solo e a estrutura do local.

 

O que considerar ao escolher o tipo de Irrigação

. Clima 

A técnica deve ser escolhida, basicamente, se baseando pelo clima, já que os fatores climáticos que vão apontar para o melhor sistema, que devem considerar se a região tem altos índices pluviais, ausência de chuva. 

. Planta 

É preciso ainda, antes de escolher a técnica de irrigação, considerar o tipo de cultura à qual será destinada, já sabendo que, por exemplo, para culturas como feijão ou milho, o sistema mais adequado é aspersão, já no caso de arroz, a melhor opção é irrigação por superfície. 

. Características do solo 

É preciso ter em mente que a característica que mais diferencia os solos é a velocidade de infiltração, nesse sentido, por exemplo, em regiões com velocidade alta de infiltração, o método indicado é a aspersão, já lugares com velocidade média, praticamente, todos os sistemas atendem bem a cultura, enquanto naqueles locais de baixa velocidade, a irrigação localizada é a mais indicada. 

Também vale considerar a topografia da área irrigada, pois dependendo da inclinação e relevo, pode ser inviável o custo para a implementação de um determinado sistema. 

. Água 

Vale saber que a água tem grande influência na escolha do tipo ideal de irrigação, sendo determinante no método a ser escolhido, para atender de forma mais eficaz determinada cultura. Ou seja, é preciso considerar fatores como vazão e disponibilidade de água, justamente para saber a quantidade de recursos hídricos que dispõe e, a partir daí, escolher a melhor técnica de irrigação. 

Como vimos, as técnicas de irrigação são muitas e, se bem escolhidas, podem ser de enorme contribuição para a produtividade, porém, sempre considerando alguns aspectos que podem influenciar nos resultados. 

Por isso, é extremamente importante contar com profissionais experientes que saberão dar o devido suporte e apresentar a melhor solução para cada caso.

You must login to add a comment.

Posts relacionados