CADASTRAR

Entrar

Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Enviar mensagem

Adicionar pergunta

Entrar

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Quais são as oportunidades de negócio na cadeia produtiva de sorvete e alimentos gelados?

O Brasil apresenta potencial de crescimento da demanda e consequentemente da produção de sorvete. Segundo dados do Sebrae/MG, a taxa de crescimento da quantidade de sorvete produzido no Brasil fica apenas atrás da China (2003-2008). Além disso, entre 2003 e 2014, somando os três principais produtos (massa, picolé e soft), a produção apresentou um crescimento de 89,95%. Sendo assim, o Sebrae/MS elaborou uma cartilha que aborda dados estatísticos e informações importantes relacionadas a cadeia produtiva do sorvete e de alimentos gelados no Mato Grosso do Sul. Acesse aqui ...

Ler mais ou responder
Boletim- Mercado de Sorvetes

O sorvete, um alimento considerado nutritivo, é consumido por todas as classes sociais e por pessoas de todas as idades. No Brasil, o consumo ainda é pequeno se comparado aos dois principais países consumidores, mas vem aumentando com o passar do tempo. O crescimento no consumo de sorvetes  se traduz em novas oportunidades para que as sorveterias ofereçam produtos diferenciados e de qualidade. Além de ser um mercado em expansão no Brasil, as sorveterias que se destacam no mercado e alcançam o sucesso possuem características e diferenciais como qualidade, sabores e atendimento personalizado, que atendem diversos costumes e necessidades dos clientes. Para saber mais sobre o assunto, clique

Ler mais ou responder
Fornecimento de produtos para as refeições fora do lar: carnes

Levantamento realizado pelo Sebrae Nacional com apoio da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) identificou oportunidades no fornecimento de produtos do agronegócio no segmento de refeições fora do lar. O estudo foi realizado com base em uma amostra de 336 estabelecimentos espalhados em todos os Estados brasileiros, sendo: 64,6% restaurantes. 23,2% bares. 12,2% outros (padarias, sorveterias, lanchonetes etc). Para todos os tipos de carnes, a pesquisa constatou que os estabelecimentos mais buscados na hora de efetuar a compra são os atacadistas. Eles chegam a ser responsáveis por 63,1% das vendas de aves e 59,8% das vendas de carne bovina, apesar do preço alto e dos atrasos ...

Ler mais ou responder
Fornecimento de produtos para as refeições fora do lar: hortifruti

Se o local preferido pelos bares, restaurantes e outros estabelecimentos dedicados à alimentação fora do lar para comprar carnes é o atacadista, o cenário muda quando os itens avaliados são verduras, frutas, legumes e tubérculos. Para estes produtos, o local de compra preferido é a Ceasa. A constatação faz parte de levantamento realizado pelo Sebrae Nacional, com apoio da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), que identificou oportunidades no fornecimento de produtos do agronegócio no segmento de refeições fora do lar. Em todos os casos, entre os produtos pesquisados, a preferência pela Ceasa fica em torno de 40%, seguida pelo atacadista com média de 25%. O levantamento também constatou que, com relação às ...

Ler mais ou responder
Fornecimento de produtos para as refeições fora do lar: bebidas

A Pesquisa sobre Oportunidades no Fornecimento de Produtos do Agronegócio no Segmento de Refeições Fora do Lar, já mencionada aqui no blog, também quis saber qual é o perfil das compras dos bares e restaurantes com relação às bebidas. Com as bebidas divididas em cinco categorias (cachaça; vinhos e espumantes; licores; sucos e concentrados; leite e derivados), o levantamento mais uma vez constatou a preferência dos estabelecimentos que servem refeições por adquirir os produtos de que necessitam nos atacadistas, com destaque para os leites e derivados (62,2%) e sucos e concentrados (65,5%). É interessante notar que leites e derivados têm um bom quantitativo de compras direto com o produtor. O ...

Ler mais ou responder
Picolé recheado é nova febre de empreendedores

Depois dos cupcakes, frozen yogurt e bolos caseiros, é hora das paleterias mexicanas virarem febre entre os novos negócios. Essa é a aposta de matéria publicada no site Exame.com. De acordo com o texto, elas podem ser de morango com leite condensado, doce de leite, abacaxi, goiaba ou chocolate. "Até pouco tempo, quase ninguém conhecia as paletas, esses picolés, geralmente recheados, que são famosos no México e caíram no gosto do consumidor brasileiro. Com quase o dobro do tamanho de um picolé tradicional, eles têm, em média, 120 gramas e ganharam um empurrãozinho das altas temperaturas neste verão para virar tendência de negócio". Segundo José Carmo Vieira de Oliveira, ...

Ler mais ou responder
Oportunidades no mercado de milho e derivados

No Brasil é hábito comum consumir milho cozido em quase todas as grandes cidades brasileiras, inclusive nas praias. Os carrinhos de ambulantes, bem como a comercialização da pamonha no porta a porta são comuns, assim como as broas de milho nas padarias, os sucos nas lanchonetes. Já nos interiores as festas do milho na safra também atraem muitas pessoas. Para o aproveitamento de grande parte das oportunidades desse mercado, o empresário tem que estar atento aos reajustes no preço do milho verde, pois a oferta do produto sofre com fatores como entressafra, período de seca e alterações cambiais, já que ele está vinculado à exportação brasileira de grãos. O ...

Ler mais ou responder

As oportunidades da fruticultura brasileira provenientes da Copa do Mundo FIFA 2014 precisam ser vistas como entrada em novos e promissores mercados tanto por empresários que estão no campo e quanto pelos que estão além do campo. Para os pequenos produtores, uma das janelas de oportunidades da fruticultura brasileira proveniente da Copa do Mundo foi objeto de consenso no Fórum Internacional da Fruticultura realizado ano passado em Mossoró, no Rio Grande do Norte.  Promovido pelo Sebrae local, o fórum destacou a perspectiva de fornecimento para os setores hoteleiro e gastronômico, considerando-os como principais nichos de mercado a serem explorados no período de realização da competição. Outra janela evidenciada no Fórum é ...

Ler mais ou responder