CADASTRAR

Entrar

Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Enviar mensagem

Adicionar pergunta

Entrar

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Turismo com um novo olhar empreendedor

Turismo com um novo olhar empreendedor

turismo

Para quem empreende ou quer empreender no segmento de turismo, buscar oportunidades de explorar novas opções de negócios dentro do setor pode ser uma escolha lucrativa. Inovar em roteiros, proporcionar experiências e desenvolver passeios em busca de demandas em potencial são algumas opções nesse mercado. É o caso do Pub Crawl Brasil Eventos, grupo responsável por passeios diferenciados com base em dois pontos fortes da capital paulista: a vida noturna e a gastronomia. O negócio nasceu há quatro anos apostando em um conceito de peso em grandes cidades internacionais, como Londres e Buenos Aires: o Pub Crawl. A ideia consiste em organizar um tour por diversos bares e festas em uma mesma noite, atraindo não só turistas estrangeiros, como também de outras cidades e os próprios paulistanos. A visão empreendedora do grupo deu origem a outro negócio há dois anos, o Savor São Paulo, que leva os turistas a várias docerias de São Paulo. O passeio, nomeado Sweet Flavor Tour, tem a proposta de oferecer uma imersão aos participantes em um lado mais doce da cidade. A sócia da Savor, Paula Castanho, comenta as apostas. “O grupo queria criar uma interação das pessoas com a cidade. Achamos duas portas para fazer isso, por meio dos cartões postais, que são a vida noturna e a gastronomia. São Paulo é tão dinâmica que não tinha como dar errado”, afirma.

A proposta condiz com uma tendência mundial, a “economia da experiência” – também conhecida como “sociedade dos sonhos”. Mais do que visitar pontos turísticos e conhecer novos lugares, o turista da atualidade quer fazer parte daquele contexto e, principalmente, ter uma vivência. Essa nova demanda do turista requer do mercado a oferta de opções criativas, como explica o consultor do Sebrae-SP Cássio Oliveira. “Fugir do tradicional é uma tendência de consumo desse setor. O turista não quer simplesmente ser um coadjuvante e participar do destino, ele quer ser ativo. É muito importante que os empreendedores que desenvolvem produtos levem em consideração essa necessidade”, comenta. Conquistar o público local, como fez o Grupo Pub Crawl, é uma oportunidade valiosa nesse ramo, assinala o consultor do Sebrae-SP. “Os próprios moradores geralmente não têm tempo livre para conhecer alguns lugares. Por isso, desenvolver produtos e serviços que não precisem de muito deslocamento e que o morador consiga consumir sua própria cidade pode ser uma grande oportunidade de negócio.” Para captar tal oportunidade, o consultor sugere alguns passos. “É preciso saber o que já existe e identificar quais possíveis inovações podem ser feitas para que o turista tenha uma experiência positiva. Além disso, é necessário planejar a atividade; entender o mercado e o público-alvo; e, com essas informações, desenvolver a proposta. Quanto mais o empreendedor conseguir ofertar a novidade de acordo com o desejo do consumidor, mais conseguirá minimizar os riscos do negócio e aumentar as possibilidades de sucesso.” A sócia do Savor São Paulo acredita que espaço não falta para novos negócios. “O turismo tradicional é muito engessado. Cada vez mais os jovens estão trazendo ideias para inovar nesse setor, fazendo crescer o segmento independente. Essa área é muito dinâmica e evolutiva. É preciso pensar mais fora da caixa”, diz Paula.

No turismo alternativo, além de ser necessário definir o público-alvo com precisão, o empresário encontra o desafio de transmitir a proposta com clareza para o consumidor, como conta a sócia do Savor São Paulo. “Quando começamos com o Pub Crawl, nosso principal problema era implantar o conceito. O mesmo aconteceu com o Savor, que não teve a proposta muito bem compreendida no início. Para fazer o público entender, usamos referências e fizemos uma divulgação bem detalhada e institucional, com base na experiência e na vivência”, comenta Paula. Além disso, é imprescindível pensar o turismo como um trabalho coletivo, como explica o consultor do Sebrae-SP. “Para empreender no turismo, não é preciso ter experiência prévia, mas conhecer um pouco o setor. O empreendedor precisa entender que esse é um trabalho multissetorial, que não é executado sozinho. Isso porque vários segmentos atuam juntos para atender a um único cliente”, assinala Oliveira. O Grupo Pub Crawl Brasil Eventos compreendeu bem essa característica do setor e, com esse pensamento coletivo, desenvolveu os serviços. “A maioria dos nossos parceiros está conosco desde o início. Além disso, vários estabelecimentos também querem participar dos nossos roteiros. Os locais visitados nos apoiam muito e querem receber os turistas”, explica Paula. Os resultados têm animado os sócios, que pretendem investir em mais opções, como dois novos roteiros gastronômicos por São Paulo, além de já estarem envolvidos na promoção de festas e clubes de rock. Segundo a empreendedora, investir no ramo vale a pena. “Quando começamos, nenhum sócio era exclusivo do grupo. Todos tinham outro emprego e dividíamos as atividades. Agora, dois sócios são exclusivos do Pub Crawl e do Savor São Paulo”, conclui.

Acompanhe mais matérias como essa na seção de Turismo.

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosDeixa eu ver qual é