Cadastrar

Entrar

Esqueceu a senha?

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por e-mail.

Desculpe!, Você precisa se logar para perguntar.

Você precisa se logar para postar no Blog

Tendências no padrão de consumo de destilados

Tendências no padrão de consumo de destilados

Cachaca3Em 2011, impulsionado pelas vendas de vodka, os destilados brancos tiveram seu melhor desempenho, registrando um aumento de 10% no volume total e de 19% no valor. O  resultado positivo atraiu produtores de outras categorias.

O mercado de alimentação fora do lar, representado principalmente por bares e restaurantes, é o principal canal de distribuição de destilados no País. Essa performance está diretamente ligada à venda de caipirinha e outras variações como caipirosca e saquerinha.

O consumo de cachaça pura e rum (cuba libre) também se destacou, acompanhado pela tendência de consumo de energéticos com vodca e whisky. Apesar da queda no volume, o preço unitário médio aumentou em 2011. Parcialmente, em função da inflação, do aumento dos custos de operação e da carga tributária, além da crescente demanda por marcas premium.

A categoria de whisky cresceu 7% em volume e 20% em valor, em 2011. A valorização do real frente ao dólar incentivou a importação de whisky escocês, com vendas realizadas principalmente por meio de lojas especializadas, supermercados e hipermercados.

O bom desempenho da vodca no mercado brasileiro se deve principalmente ao consumo dos jovens e adultos. As bebidas aromatizadas, de vários sabores, atingiram um pico de crescimento, com destaque para a diferenciada Absolut ou as tradicionais Smirnoff e Orloff (com 41% do total).

Para saber mais, acesse o documento Cachaça artesanal: série estudos mercadológicos (em pdf).

1 comentário

You must login to add a comment.

Posts relacionados