CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar


CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Tendências do setor de restaurantes para 2020: tudo o que você precisa saber

Tendências do setor de restaurantes para 2020: tudo o que você precisa saber

Com a virada da década se aproximando, vale a pena ficar atento às tendências do setor de restaurantes.

Pensando nisso, a Goomer selecionou e compilou as principais tendências do setor de restaurantes para 2020. Do mundo para o seu restaurante. Aproveite para se antecipar frente a  sua concorrência agora!

Principais tendências do setor de restaurantes para 2020

O cenário gastronômico muda todos os dias. E isso tanto no âmbito mundial, quanto aqui no Brasil. Todos os dias novos pratos são criados, novas necessidades são descobertas ou ainda grandes inovações surgem.

E não é nenhuma novidade que, em meio a tudo isso, os restaurantes também precisam se moldar em função dos novos anseios dos consumidores ou exigências do mercado.

Então, se você tem um bar, restaurante, padaria – ou independente do seu tipo de negócio no ramo de alimentação, precisa acompanhar o que dizem os grandes especialistas.

Cozinhas abertas

tendências do setor de restaurantes 2020

Tendência mundial: os restaurantes continuarão adotando designs de conceito aberto que mostram aos clientes como estão preparando a comida. Os clientes querem se sentir parte da experiência, do início ao fim (ou o quanto puderem).

Cenário no Brasil: embora ainda menos promissora por aqui, alguns restaurantes já têm aderido a essa tendência. Além dos restaurantes de comida japonesa, outros estilos estão inovando neste sentido. O Epicerie, do Chef Fred de Maeyer, no Rio de Janeiro é um bom exemplo.

Implicações: reestruturação ou redesign do layout operacional.

Como preparar seu restaurante: o primeiro ponto é, sem dúvida, avaliar se vale o investimento. Outra consideração importante a se fazer é que nem todos os estilos operacionais comportam esse modelo. Muitas vezes, essa experiência pode ser adaptada de outra forma, como montagem ou toque final do prato na mesa, aos olhos dos clientes.

Cardápios infantis adaptados

Tendência mundial:  no próximo ano, os cardápios infantis deverão apresentar mais disponibilidade de itens saudáveis ​​que permitirão que as crianças explorem novos sabores. Dos sabores convencionais aos globais.

Cenário no Brasil: muito além dos famosos combos convencionais dos fast-foods, alguns restaurantes têm disponibilizado seus menus tradicionais e permitido que os pais ou acompanhantes customizem os pratos para as crianças. Isso inclui pratos com menos temperos, produtos alternativos ou com maior valor nutricional.

Implicações: cardápios que apresentem variedade para servir as crianças e apresentações divertidas podem fazer a diferença. Bebidas e sobremesas também entram nesse pacote.

Como preparar seu restaurante: um dos pontos de atenção é que, a balança nutricional de uma criança é muito diferente dos adultos – e isso pode exigir uma assessoria nutricional profissional para elaboração de um cardápio só para os “baixinhos”. Mas antes de adaptar o seu cardápio, vale entender também quem é o público frequentador do seu restaurante.

Embora óbvio, nem sempre todas essas alterações vão se traduzir em benefícios claros para quem efetivamente paga as contas.

Bebidas fermentadas e não alcoólicas

Tendência mundial: as bebidas fermentadas e não alcoólicas vão se tornar cada vez mais um item básico no happy hour.

Cenário no Brasil: o perfil dos consumidores dos happy hours está mudando. Essa categoria atingiu 17,1% de participação em faturamento, em 2017 e vem crescendo a ano a ano. Outra tendência que tem despontado é a do kumbucha, receita milenar à base de chá fermentado (servido em um happy hour exclusivo de bar de Pinheiros, em São Paulo). Vinhos e saquês japonêses podem aparecer em maior volume.

Implicações: bebidas fermentadas e não alcoolicas vão ser incorporadas aos cardápios dos bares e restaurantes. Perfis de consumidores diferentes vão exigir novas combinações e opções de bebidas variadas.

Como se preparar: uma boa forma de validar essa tendência é testar a demanda. Fazer pequenos lançamentos para avaliar se há mercado consumidor no seu restaurante.

Mistura de carnes e plantas

Tendência mundial: dados da Nielsen e Plant Based Foods Association, revelam que as vendas de alternativas de carne à base de plantas cresceram 24% entre junho de 2017 e junho de 2018, totalizando US$ 670 milhões em vendas nos EUA.

Cenário no Brasil: aqui no Brasil já se vê um pouco dessa tendência. A rede de fast food Burger King já disponibilizou três opções novo hambúrguer vegetal que parecem ter tomado o gosto de algumas pessoas. A representatividade em termos de vendas, está crescendo ao poucos.

Implicações: com novos adeptos, alguns pratos podem ser customizados ou novos menus podem ser criados para satisfazer esse novo paladar.

Como preparar seu restaurante: assim como o nicho dos vegetarianos e dos veganos levaram um tempo para ganhar espaço no mercado e na cozinha, os consumidores dessa “comida alternativa” podem, num primeiro momento, buscar pratos diferenciados.

Uma boa sugestão neste sentido é agregar essa opção no cardápio e avaliar o volume de saída. Se o investimento valer, talvez valha a pena especializar linhas ou o próprio restaurante.

Zero desperdício em toda a cadeia

Tendência mundial: o movimento de desperdício zero influenciará a indústria de alimentos e restaurantes no mundo todo, influenciando toda a cadeia.

Cenário no Brasil: o aumento da preocupação com o uso de embalagens e com o desperdício de alimentos tem feito o restaurantes repensarem o conceito de sustentabilidade.

Implicações: para lutar contra o desperdício, os restaurantes darão prioridade à embalagens alternativas e que possam ser reaproveitadas. Outro sinal dessa tendência do setor de restaurantes para o próximo ano é a preocupação com produção na medida certa, quando a gestão de pedidos é 100% focado apenas na demanda e não exige grandes estoques de alimentos ou produtos.

Como preparar seu restaurante: um bom exercício é entender em que pontos o restaurante poderia ser mais eficiente e pensar na redução de custo e entrega de valor para os clientes. Nem sempre usar esse conceito apenas como marketing fará sentido.

Os consumidores estão cada vez mais atentos à empresas que respeitem e assumam verdadeiramente causas sociais, ambientais e econômicas.

Kits de refeições caseiras

Tendência mundial: a popularidade dos kits de refeições caseiras com ingredientes pré-medidos continuará a crescer em 2020.

Cenário no Brasil: de alimentos congelados aos pré-preparados, essa tendência parece ter ganhado o gosto dos brasileiros. Pratos low carb, para dietas específicas ou ainda do dia a dia estão tomando as geladeiras e dispensas dos consumidores. Programas de assinatura como os da empresa Cheftime, permitem redescobrir o prazer de cozinhar em casa.

Implicações: uma verdade é certa! Mesmo em casa, as pessoas querem refeições com qualidade de restaurante.

Como preparar seu restaurante: essa é uma das tendências do setor de restaurantes para 2020 que faz, num primeiro momento, possa ser encarada como uma grande ameaça. Por outro lado, pode representar uma grande oportunidade. Pratos assinados por chefs para serem preparados no conforto do lar, sem necessariamente perder a essência do restaurante, podem ser um produto novo e bem lucrativo.

Opções do menu no Delivery

Tendência mundial: os restaurantes expandirão as opções de menu para viagem e entrega, trazendo ainda mais comodidade para seus clientes.

Cenário no Brasil: o mercado de aplicativos de entregas e delivery cresce exponencialmente, só no Brasil esse crescimento anual é em média de 20%. Segundo pesquisa da Abrasel o delivery já movimenta R$11 bilhões por ano. Vale lembrar que essa é uma tendência em alta para bares e restaurantes dos últimos anos.

Implicações: muito além das pizzas e fast foods, em 2020 os restaurantes terão novas opções para disponibilizar seus produtos aos clientes. Ao combinar essa tendências com algumas das anteriores, o que se vê é um consumo de qualidade a um preço acessíveis e a criação de nossos serviços que possam agregar valor ao restaurante.

Como preparar seu restaurante: antes de investir em uma nova operação (já que o delivery pode exigir uma estrutura adicional) é preciso entender se o saldo dessa conta é positivo. Cozinhas descentralizadas ou compartilhadas com serviços de entrega podem ser uma solução mais rápida e efetiva.

Experiências sociais únicas

Tendência mundial: a alimentação fora do lar ainda representará boa parte dos gastos dos consumidores. Não apenas pela conveniência, mas também por sua função social.

Cenário no Brasil: o ticket médio gasto com alimentação fora do lar está na casa dos R$ 14, segundo o Instituto Foodservice Brasil (IFB). No entanto,  o setor de alimentação fora do lar movimentou R$ 205 bilhões somente em 2018.

Implicações: embora a tendência de longo prazo dos restaurantes se aproximarem dos clientes pareça anular a ida até um bar ou restaurante, pelo contrário, as pessoas ainda desejam estar em um local físico e próximas de outras pessoas e essa atmosfera dificilmente pode ser replicada.

Como preparar seu restaurante: a palavra da vez é experiência. Com produtos, preços e qualidade semelhante muitas vezes, o que irá diferenciar um restaurante do outro será o atendimento, o serviço, a experiência total que é dada aos clientes. E isso não se restringe apenas à elaboração do cardápio, a seleção de bons profissionais, ao uso de itens de qualidade.

Repensar a experiência dentro dos restaurantes é uma tendência que veio para ficar. Ao olhar para a sua operação tente identificar como surpreender positivamente seus clientes. Pense em maneiras de tornar sua experiência única, desde a forma como você apresenta seu cardápio, à forma de servir e cobrar. Não esqueça que o que conta é sempre a experiência total.

Com certeza 2020 promete ser um ano de muitas novidades e seu restaurante não pode ficar fora dessa! Para acompanhar outras tendências ou saber o que os restaurantes de sucesso estão fazendo se inscreva em nossa newsletter. Receba informações relevantes sobre um dos mercado que mais cresce no mundo todo e repense seu restaurante.

Fontes: AbraselBrandwatchInsider,  NilsenPlant Based Foods Association.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre GoomerNovo na comunidade

A Goomer é uma empresa especializada em soluções para autoatendimento no segmento de Food Service. Atuamos com cardápios digitais e totens de autoatendimento nos melhores bares e restaurantes do país.

Me siga