CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar


CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Sistema De Contas A Pagar E Receber

Para prever a margem de lucratividade em seu empreendimento, é necessário ter um sistema de contas a pagar e receber, isto é, o controle dos gastos e avaliação do saldo atual. Esse sistema é ideal para organizar e colaborar o crescimento da sua empresa pois por meio desse processo é possível estimar a situação financeira. Logo, obterá informações que auxilia na tomada de decisão, visto que, saberá se é possível fazer um investimento ou não. Como Escolher um Sistema de Contas a Pagar e Receber? O sistema tem como propósito calcular tanto o capital foi movimentado dentro da sua empresa quanto o que está ou irá movimentar. Basicamente, o software de contas a pagar e receber deve identificar todas as contas a pagar, dando prioridade nos prazos de ...

Ler mais ou responder

Pesquisa realizada pela Unidade de Inteligência Empresarial do Sebrae-MG traçou o retrato do relacionamento dos empreendedores individuais mineiros com o sistema financeiro. O levantamento identificou, por exemplo, que apenas 5,8% dos empreendedores individuais do Estado participam de alguma associação. O número dos que participam de sindicatos é ainda menor: 2,8%. Já as cooperativas são frequentadas por apenas 0,8% dos empreendedores individuais de Minas Gerais. Ainda com relação ao quesito associativismo, a pesquisa constatou que quem participa de associação não participa de sindicato e nem de cooperativa. E quem participa de cooperativa não participa de sindicato. Já no aspecto dificuldades, o estudo constatou que 1 em cada 8 empreendedores individuais possuem dificuldade para adquirir os ...

Ler mais ou responder

O Banco Central (BC) lançou no dia 19 de fevereiro de 2013, em Brasília (DF), o Programa OtimizaBC. A iniciativa tem como objetivo principal reduzir custos de observância e custos operacionais do Sistema Financeiro Nacional. O programa está segmentado em duas linhas de ação: a avaliação e tratamento de questões que tenham potencial para reduzir custos administrativos, operacionais e de processos tanto do BC quanto de todo Sistema Financeiro Nacional; e a adoção, por parte do banco, de um novo padrão de governança da informação. Para que os objetivos sejam atingidos, o OtimizaBC adota uma série de medidas, entre elas: dispensa do envio do documento "Informações Financeiras Trimestrais (IFT)" pelas instituições financeiras de desenvolvimento; redução ...

Ler mais ou responder

O ambiente no Brasil é cada vez mais propício ao empreendedorismo, principalmente no âmbito dos pequenos negócios. Algumas transformações favoráveis têm contribuído significativamente para a ampliação do acesso à atividade empresarial, além de favorecer a concretização de muitas ideias de negócios em reais oportunidades de negócios. Um grande ponto de atenção é a intensificação de mecanismos de garantias, com foco nos pequenos negócios, por meio de fundos de aval ou de instituições constituídas especificamente para esse fim, como instrumento de mitigação de riscos para os doadores de recursos e, consequentemente, ampliação do acesso ao crédito por parte das empresas de pequeno porte. Segundo a FEBRABAN, um dos principais fatores restritivos ...

Ler mais ou responder

Uma pesquisa realizada pelo Sebrae em julho deste ano apontou que os empreendedores individuais, figura jurídica que já chega ao relevante universo de 3 milhões de formalizados com CNPJ, ainda não estabeleceram com as instituições financeiras uma relação que possibilite utilizar os produtos e serviços bancários adequados para a sua condição de pessoa jurídica. É possível que, dentre os motivos desse distanciamento entre o empreendedor individual e os bancos, esteja o fato de que muitos dos formalizados tenham mantido o vínculo de pessoa física, adquirido com o banco de relacionamento ao longo dos anos. No entanto, como é comum ao segmento dos pequenos negócios, deve-se considerar também que esse empreendedor ...

Ler mais ou responder

O mundo todo discute a questão da inclusão financeira como instrumento de política pública de inclusão social. No caso brasileiro, são inegáveis os avanços de inclusão e mobilidade social ocorridos nos últimos anos, ao que se somou a redução dos desequilíbrios sociais, econômicos e regionais. Eles ainda existem, podem ser sanados, mas tem-se avançado de forma sustentável na busca de uma maior equidade. Os resultados do fortalecimento do mercado interno e a ascensão da nova classe média brasileira são concretos e geram oportunidades para negócios e inclusão financeira. Inclusão esta que vem sendo monitorada pelo Banco Central, instituição em que o aumento da “bancarização” e o maior ...

Ler mais ou responder

Diz a máxima que o ano, no Brasil, só começa depois do carnaval. É após a festa de momo que as pessoas e as instituições “pegam no tranco” e as coisas começam a acontecer. Coincidência à parte, parece que foi exatamente isso o que ocorreu no Sistema Financeiro Nacional, impactado, nos últimos dois meses, pela redução da taxa Selic por duas vezes (caiu de 10,50% a.a. para 9,00% a.a.) e, nas últimas semanas, pela redução das taxas de juros nos produtos e serviços bancários das principais instituições financeiras do país. Capitaneados pela redução das taxas de juros no Banco do Brasil e na Caixa Econômica, bancos regionais ...

Ler mais ou responder