CADASTRAR

Entrar

Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Tendências do SPFW para o Inverno 2016

[caption id="attachment_35142" align="alignleft" width="401"] Tendências do SPFW para o Inverno 2016[/caption] Com base na cobertura do site Fashion Forward (FFW), selecionamos 10 tendências para a moda feminina vistas nas passarelas do São Paulo Fashion Week Inverno 2016, realizada na capital paulista de 18 a 23/10. São características em comum vistas nos desfiles de Fernanda Yamamoto, PatBo, UMA, Animale, Glória Coelho, Helo Rocha, Osklen e Alexandre Herchcovitch, entre outros. Confira as tendências para a moda feminina no Inverno 2016: Feito à mão Nesta temporada, as rendas estarão em alta, bem como os detalhes artesanais. Na contramão do fast fashion, o objetivo é criar produtos de beleza única. Ronaldo Fraga aplicou casulos de seda em ...

Ler mais ou responder
Moda esportiva: produtos que aumentam a performance com conforto e estilo

[caption id="attachment_34213" align="alignright" width="347"] Investir em moda esportiva pode ser uma alternativa para os negócios[/caption] Cuidados com a saúde e o bem-estar são parte da rotina dos brasileiros. Todos os anos, cresce o número de praticantes de atividades físicas, o que movimenta o mercado de produtos esportivos. No Brasil, o segmento fatura cerca de R$ 65 bilhões ao ano, equivalente a 1,6% do PIB brasileiro. Com mais de 7 mil lojas especializadas em esportes e mais de 14 mil que vendem algum item esportivo, o faturamento anual do varejo de produtos esportivos chega a R$ 4,73 bilhões. Com base nessa realidade, investir em moda esportiva pode ser uma alternativa para os negócios. O País ...

Ler mais ou responder

Matéria publicada no portal G1 destaca o crescimento do mercado de brechós e de venda de produtos usados no Brasil. Segundo comerciantes e especialistas ouvidos pela reportagem, essa tendência é resultado da combinação entre o crescimento de consumidores mais consciente e menor preconceito em relação a itens de segunda mão. O resultado é que existem negócios que vão desde brechós com artigos de grife, como bolsa da Louis Vuitton a cerca de R$ 1,5 mil, a site para venda de produtos para bebês e crianças. Dados do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) mostram que as micro e pequenas empresas que comercializam artigos usados cresceram 210% em cinco anos. O número passou de 3.691 ...

Ler mais ou responder