CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Como aumentar o faturamento do seu delivery?

Os gastos com delivery cresceram 149% em 2020, segundo levantamento da Mobills, startup de gestão financeira, que analisou dados dos usuários entre os principais aplicativos de entrega. A praticidade e o conforto de receber a comida – e agora também as compras de mercado – em casa, apenas alguns minutos depois de solicitar pelo celular, são alguns dos motivos para este nicho render para além da quarentena.  Com as medidas necessárias para conter a pandemia impossibilitando muitas portas de ficarem abertas, o delivery é uma salvação para o faturamento neste momento. Os pequenos e médios negócios também contam com a ajuda da população na hora da divulgação dos seus produtos.  Atualmente, existem campanhas nas redes sociais pedindo para que os consumidores priorizem ...

Ler mais ou responder
5 setores que dominaram o e-commerce durante a pandemia

A pandemia do Covid-19 afetou diretamente o hábito dos consumidores. Com as pessoas passando a maior parte do seu tempo em casa e com o fechamento das lojas físicas, devido às medidas de isolamento social, o comércio eletrônico ganhou um espaço ainda maior. Muitos setores foram obrigados a se reinventar e adotar uma abordagem totalmente focada no ambiente virtual, o que não só foi essencial para se manter no mercado como também foi muito benéfico. O e-commerce já faz parte da vida de muitos brasileiros, mas, ainda assim, vários setores não tinham uma presença tão dominante virtualmente quanto tinham presencialmente, como é o caso daqueles voltados para alimentação, educação e saúde. Nem todos estavam preparados para esta mudança, e aqueles que ...

Ler mais ou responder
Reabertura do comércio na pandemia exige cuidados importantes

A pandemia forçou a reformulação de modelos de negócio no mundo inteiro. Mas, como uma série de limitações impede que todos consigam aderir ao comércio online e o número de contágios e mortos pela Covid-19 ainda está alto, é preciso adotar medidas para manter o atendimento presencial com segurança. Não apenas a saúde dos consumidores deve ser priorizada, mas também a de profissionais e gestores. Para isso, é importante que as empresas criem um ambiente o mais seguro possível. Isso inclui organizar escalas de trabalho e manter a capacidade máxima de pessoas reduzida, para evitar aglomerações, além do distanciamento de, aproximadamente, dois metros entre atendentes e clientes.  Os cuidados devem começar antes mesmo da abertura do estabelecimento. Locais de maior contato como ...

Ler mais ou responder
Pandemia: conheça 5 iniciativas de apoio à mulher e saiba como ajudar

Mais de um ano inteiro se passou desde que a pandemia começou. De lá para cá, as desigualdades acabaram sendo evidenciadas, afetando principalmente a população feminina brasileira.    Segundo dados do IBGE, colhidos na Pnad Contínua, a taxa de participação das mulheres na força de trabalho no terceiro trimestre de 2020 ficou em 45%, 14% a menos do que em 2019. De quebra, a maioria dos postos de trabalho que foram reabertos tiveram ocupação majoritariamente masculina.    Desemprego, sobrecarga de trabalho doméstico, fadiga pandêmica: mais da metade das mulheres do país passou a cuidar de alguém na pandemia, conforme levantamento da da Sempreviva Organização Feminista (SOF) e da Gênero e Número. Por conta desses fatores, muitas acabaram tendo suas rendas comprometidas e precisam de ...

Ler mais ou responder
3 dicas para evitar o desgaste emocional dos colaboradores durante a pandemia

A pandemia e o aumento considerável do regime de home office fez com que muita gente sofresse com a adaptação. Para além do ambiente de trabalho, desempenhar as atividades profissionais em casa fez também com que o psicológico das pessoas ficasse ainda mais abalado pela diferença na produtividade. No entanto, fora a adaptação, as reclamações mais frequentes dizem respeito ao acúmulo de horas extras. Assim, são comuns as queixas sobre pedidos fora do período de jornada de trabalho, que levam ao desgaste. Entre os inúmeros problemas – inclusive, judiciais – causados pelo trabalho em excesso, estão também as doenças psicológicas causadas pelo estresse. Nesta nova perspectiva de trabalho, as empresas têm pensado em maneiras de regularizar a jornada dos trabalhadores em meio ...

Ler mais ou responder
Estamos mais digitais do que nunca! E agora?

2021 chegou e, com ele, a continuação das muitas mudanças que ocorreram no absolutamente atípico 2020 que se foi. Historicamente, economicamente, emocionalmente e em tantas outras frentes, o ano passado foi um marco na vida de milhões e milhões de pessoas em todo o planeta, nos forçando a mudar e transformar nossos hábitos e visões em um espaço curtíssimo de tempo. A pandemia nos distanciou fisicamente das pessoas, e lá fomos nós em busca de uma nova forma possível de viver e conviver: o espaço digital.  A internet já mostrava seu poder e seu crescimento nos anos anteriores, com a ascensão do comércio eletrônico, a expansão dos profissionais influenciadores digitais, o aumento da oferta no ensino online, e tantas outras possibilidades ...

Ler mais ou responder
Natal da pandemia: vendas online crescem 44,6% no período festivo

O faturamento do varejo online foi de R$ 3,8 bilhões entre os dias 10 e 24 de dezembro, intervalo de tempo em que normalmente são feitas as compras específicas para o Natal, segundo a Ebit|Nielsen. No comparativo com o mesmo período de 2019 – com R$ 2,6 bilhões registrados –, a alta foi de 44,6%. O cenário concretizado supera, inclusive, a projeção feita pela Nielsen, fixada em uma alta de 30% no faturamento de compras online. Assim, no ambiente digital, as vendas para o Natal superaram o registrado na Black Friday, que obteve um crescimento de 26,4% em 2020 – o melhor desempenho desde 2014. O valor total apresentado até o dia 24 de dezembro foi alcançado por meio de dois fatores ...

Ler mais ou responder
Com auxílio emergencial, varejo de vestuário apresenta aumento na receita

Menos de um ano se passou desde que o primeiro infectado pelo novo coronavírus foi diagnosticado no Brasil e fez a roda da economia travar. A rotina diária teve de ser adaptada para obedecer às medidas necessárias e conter o número de contaminados pela doença, resultando no isolamento social e no aumento de pessoas trabalhando e estudando sem sair de casa. Por muitos meses, qualquer peça de roupa mais formal foi substituída por peças casuais e de maior mobilidade, como calça jeans feminina e masculina e os conjuntos de moletom, que antes não eram muito bem vistos e agora são cobiçados, vendidos em praticamente todas as lojas virtuais do país.  Esse setor teve uma recuperação acelerada logo no início da quarentena ...

Ler mais ou responder
Economia cresce 7,7% no 3º trimestre em meio à incerteza

O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil cresceu 7,7% no 3º trimestre em comparação com os três meses anteriores, quando atingiu uma queda de 9,7%, segundo dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). No acumulado do ano até o fim de setembro, o PIB caiu 5% em relação a igual período de 2019, colocando a economia do país no mesmo patamar de 2017. Em relação aos meses isolados de 2019, os valores apresentados em 2020 ainda estão abaixo. O terceiro trimestre apresentou um recuo de 3,9% em relação ao mesmo período do ano anterior. A expectativa do mercado e do governo era alcançar um indicador de alta próximo de 8,5% entre julho e setembro. O principal fator que corrobora ...

Ler mais ou responder
Home office x pandemia: como manter a produtividade?

Com a evolução da pandemia do Brasil, algumas medidas têm sido adotadas para conter a contaminação do novo coronavírus (Covid-19). Diante de um cenário repleto de incertezas, uma das mudanças mais importantes foi a adaptação a um nova modalidade: o home office.  De acordo com as recomendações da Organização Mundial de Saúde, é fundamental evitar aglomerações e lomoções pelas cidades e, claro, manter o isolamento social. Por isso, as empresas têm ampliado as formas de fazer negócio e permitindo o trabalho remoto.  Embora o home office seja uma prática relativamente nova, ele não é uma novidade para muitos profissionais e empresas. Contudo, para grande parte dos empresários e colaboradores, trabalhar em home office e manter a produtividade é um um enorme desafio.  Pensando ...

Ler mais ou responder
Por que São Paulo foi reconhecido como destino seguro para o turismo?

O Plano São Paulo – estratégia criada pelo Governo do Estado de São Paulo que visa combater a Covid-19, baseando-se na ciência e na saúde – trouxe à população protocolos de segurança, visando a retomada das atividades econômicas de maneira consciente e faseada. Recentemente, estes protocolos foram reconhecidos pelo Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC, na sigla em inglês), que concedeu à São Paulo o selo de “Safe Travel”, garantindo que o Estado e as empresas contam com boas práticas de higiene e segurança sanitária.  “O WTTC acredita em um futuro de viagens que seja seguro, protegido e que forneça uma experiência autêntica e significativa ao viajante durante a viagem; um futuro que o turismo seja o sustento de milhões e ...

Ler mais ou responder
Conexão Alimentar

A pandemia tomou conta de todos os setores, fazendo as empresas se reinventarem e modificarem sua forma de pensar e agir em seus negócios. O Evento Open Food Innovation Summit 2020 trouxe uma tendência que está ganhando espaço no ramo alimentício – a Sustentabilidade. Na palestra da Julia Curan, consultora na WGSN Mindset LATAM, que lidera projetos customizados para empresas de diferentes segmentos do mercado, ela apresentou comportamentos e direções para as empresas do segmento de alimentos e bebidas. Em decorrência da pandemia, alguns comportamentos de consumo ficaram mais em evidência. As empresas precisaram oferecer um suporte maior para os seus clientes, foram citados, pela Julia Curan, alguns desses comportamentos: Bem-estar: o cliente quer consumir um produto que o faça se sentir bem, ...

Ler mais ou responder