CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Frutas, verduras e legumes: cuidados com a mercadoria

A gestão de estoques no varejo é a procura do constante do equilíbrio entre a oferta e a demanda. Este equilíbrio deve ser sistematicamente aferido por meio de três importantes indicadores de desempenho. Giro dos estoques: o giro dos estoques é um indicador do número de vezes em que o capital investido em estoques é recuperado através das vendas. Usualmente é medido em base anual e tem a característica de representar o que aconteceu no passado. Cobertura dos estoques: o índice de cobertura dos estoques é a indicação do período de tempo que o estoque, em determinado momento, consegue cobrir as vendas futuras, sem que haja suprimento. Nível de serviço ao cliente: o indicador ...

Ler mais ou responder
Conheça os produtos minimamente processados

No Brasil, o processamento mínimo de frutas e hortaliças é recente, mas já se configura como um nicho de mercado que cresce e se consolida, segundo a opinião de muitos especialistas do setor. O aumento desse tipo de produto é um fenômeno de âmbito mundial, associado com fatores decorrentes das mudanças sociais, que impuseram novos hábitos, estilos e ritmos de vida à sociedade. Frutas e hortaliças minimamente processadas são vegetais que foram manipulados com o propósito de alterar a sua apresentação para consumo. O processamento mínimo ocasiona alterações físicas e fisiológicas que afetam a viabilidade e a qualidade do produto. Para continuar viáveis, os produtos processados devem ser mantidos frescos e com a ...

Ler mais ou responder
Eventos esportivos contribuirão para o consumo de hortifrutis

A realização da Copa do Mundo da FIFA 2014 certamente incidirá no aumento do consumo interno de hortifrutis. Grande parte da demanda será imediata, considerando-se a grande circulação de pessoas no país durante o evento. No entanto, outros benefícios para a área da horticultura decorrerão do evento e terão efeito contínuo após o término do mesmo, tais como o desenvolvimento da infraestrutura, a logística para distribuição dos produtos, o aproveitamento das tecnologias de produção e a divulgação para o mercado exterior com vistas a aumentar as exportações a médio e longo prazo. Oportunidades de crescimento após o evento Além da demanda momentânea durante o evento, é imprescindível que se atente para a oportunidade ...

Ler mais ou responder
Mercado interno de orgânicos deve crescer

A cada ano que passa, os brasileiros estão buscando mais uma forma de alimentação saudável. A busca por melhor qualidade de vida faz do nicho de alimentos orgânicos uma das tendências de bons negócios em 2014. Para atender essa crescente demanda, os produtores de pequenas propriedades rural devem estar preparados. Uma ação recomendada é que o produtor se una a alguma entidade de classe da sua região, que além de auxiliar os produtores em diversas questões de gestão, facilitam com que seus produtos atinjam os visitantes no período dos eventos esportivos, por meio de parcerias e ações de marketing. Outra oportunidade bem aplicável ao Mundial de Futebol é a preparação de alimentos orgânicos ...

Ler mais ou responder
Frutas secas vêm ganhando o paladar da população

O mercado de frutas secas, desidratadas ou cristalizadas tem um nicho de grande aceitação. Isso porque elas conservam as propriedades nutritivas das frutas originais e oferecem o benefício de serem menos perecíveis, possuem fácil manuseio e transporte. Além disso, têm um valor calórico adequado para quem se preocupa com alimentação saudável. Essas frutas vêm ganhando o paladar da população, em especial, para dietas e esportistas. Aquelas que passam pelo processo de desidratação são: abacaxi, banana, maçã, tomate, pêssego, uva, laranja, limão, ameixa, açaí, amora, damasco, goiaba, mamão, manga e morango. Segmento em expansão O consumo das frutas após os processos de desidratação e cristalização são úteis em várias outras fábricas, como chocolate, bolos, pães, ...

Ler mais ou responder

A comercialização de vegetais processados, frutas ou legumes vêm aumentando no mercado brasileiro, em função de diversos fatores. Especialmente, a melhoria da qualidade dos produtos ofertados, o maior número de mulheres trabalhando fora de casa e de pessoas morando sozinhas, bem como o aumento da renda e a maior facilidade para adquirir produtos já prontos para o consumo. Em alguns casos, esse aumento de consumo de alimentos preparados supera o de vegetais frescos. Para se conseguir uma comercialização exitosa, é necessário que o produtor tenha a consciência de que faz parte de uma cadeia produtiva. Com isto, deve estar atento ao mercado consumidor local e regional para direcionar seu foco de comercialização, sendo importante a divulgação, aliada à logística de distribuição. Parcerias Em ...

Ler mais ou responder
Sobremesas ao gosto dos brasileiros

Se você está no ramo de alimentação, certamente oferece sobremesas para seus consumidores. Então, esta informação poderá ajudá-lo na definição de um cardápio bem ao gosto dos brasileiros: uma pesquisa da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), em 2010, mapeou o perfil de consumo de sobremesas do brasileiro. Cerca de 70% não abre mão dos doces depois das principais refeições. As frutas lideram o ranking nacional com 26% da preferência e no segundo lugar está o chocolate, com 13%. A pesquisa revela algumas peculiaridades regionais. Em Santa Catarina é mais comum comer chocolate do que frutas. Em Minas Gerais uma em cada cinco pessoas tem o hábito de comer doce de leite após uma das refeições. O clima quente do cerrado estimula os ...

Ler mais ou responder
Maior consumo de frutas nos lares brasileiros

A biodiversidade brasileira gera incontáveis oportunidades na produção de alimentos para um contingente nacional que deverá atingir a marca de 209 milhões de pessoas em 2020. Para saber como as famílias brasileiras estão se alimentando hoje, analistas do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, avaliaram a evolução do consumo de frutas nos lares brasileiros com base na Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) – Edição 2009 – a mais recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com essa análise, entre 2002 e 2008, houve aumento médio de 4,38 quilos por pessoa, com a laranja e a banana se mantendo como as mais consumidas. Em todas ...

Ler mais ou responder

Pesquisas do Sebrae Nacional indicam ações estratégicas para empresários dos setores de fruticultura e higiene pessoal exportarem produtos para Europa e China [caption id="attachment_343" align="alignleft" width="286" caption="A divulgação dos benefícios das frutas para a saúde é estratégia para acessar mercado europeu"][/caption] A Unidade de Acesso a Mercados (UAM), do Sebrae Nacional, preparou duas pesquisas de mercado no final do ano passado. Os levantamentos tratam sobre a prospecção dos produtos brasileiros de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos na China e de frutas na Europa. Os estudos apresentam tendências para a venda desses produtos nos mercados chinês e europeu, e com isso os micro e pequenos empresários podem adotar estratégias para ingressar e competir nesses mercados. Frutas Na publicação Perfil de Mercado – Frutas, o Sebrae ...

Ler mais ou responder