CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

RELATÓRIO INTELIGÊNCIA – Comércio justo

Comércio justo é a modalidade comercial baseada no diálogo, transparência e respeito, que busca promover o desenvolvimento econômico, social e sustentável, por meio de práticas de negociação que facilitem e fortaleçam a cooperação e a parceria entre produtores, comerciantes e varejistas. A estruturação da cadeia comercial é formada por produtores, importadores, licenciados e lojas de vendas credenciadas, sendo que os importadores não cuidam somente da importação e da distribuição dos produtos para as lojas de vendas. Muitos mantêm lojas próprias ou sites, e ajudam de forma eficiente a promover os produtos, como também todo o movimento. Tenha acesso ao conteúdo completo se cadastrando e fazendo o download

Ler mais ou responder

Mais do que a venda de produtos, o comércio justo provoca uma transformação na qualidade de vida dos envolvidos. Esse é um movimento internacional que estabelece preços justos, opera respeitando questões sociais e ambientais, além de incentivar uma produção responsável e o consumo ético. Respeito à legislação trabalhista, sustentabilidade, igualdade de gênero, combate ao trabalho infantil, redução de atravessadores, empreendedorismo com vínculos na comunidade, segurança no ambiente profissional e produção orgânica compõem o conjunto de práticas dessa forma de pensar as relações de mercado. Um regime que tem raízes fortes na cultura da cooperação e do associativismo, quando empresários se unem e se fortalecem para atuar de forma competitiva.     O Sistema ...

Ler mais ou responder
Mundo sem Fronteiras para o Artesanato

Artesão, dificuldades para acessar mercados externos não podem representar uma barreira intransponível nos dias de hoje. De um lado, não faltam estímulos para comercializar suas criações para fora do País: a Itália se destaca no interesse pelo segmento. A França idem. A Holanda também demostrou vivo propósito em estreitar as relações com produtores brasileiros. De outro lado, existem soluções que minimizam os desafios para o artesanato. É o Comércio Justo e Solidário eliminando fronteiras comerciais dentro e fora do Brasil. O objetivo maior do Comércio Justo é garantir condições justas aos pequenos produtores. Para isso, é estabelecido o contato direto entre o produtor e o comprador. Essa relação tira o ...

Ler mais ou responder
Comércio justo muda realidade de pequenos negócios

Fonte:  ASN/ Faces do Brasil Entende-se por comércio justo e solidário “o fluxo comercial diferenciado, baseado no cumprimento de critérios de justiça e solidariedade nas relações comerciais que resulte no protagonismo dos Empreendimentos Econômicos e Solidários (EES) por meio da participação ativa e do reconhecimento da sua autonomia”. Mais do que a venda de produtos, o comércio justo provoca uma transformação na qualidade de vida dos envolvidos. Respeito à legislação trabalhista, sustentabilidade, igualdade de gênero, combate ao trabalho ...

Ler mais ou responder

Por João Augusto Pérsico* [caption id="attachment_1279" align="alignleft" width="276" caption="Paulo Alvim: produtos e serviços podem ter valor agregado através da estratégia de produção justa e solidária (Foto: André Telles)"][/caption] Os consumidores demandam, cada vez mais, produtos que estejam em concordância com o conceito de Comércio Justo e Solidário. Mas o que isso significa? Significa que um determinado produto ou serviço que se quer consumir obedeceu aos seguintes princípios e critérios: 1. Erradicação do trabalho infantil e do trabalho escravo; 2. Eliminação das descriminações de raça, gênero e religião; 3. Preservação da saúde das pessoas e do meio ambiente; 4. Eliminação da intermediação comercial especulativa; 5. Garantia de pagamento de preços justos aos pequenos produtores; 6. Respeito aos ...

Ler mais ou responder

Se falarmos de negócios verdes, deve lhe vir à mente produtos orgânicos, energia limpa, recicláveis, dentre outros. Pois bem, a idéia está ampliando seus rumos e fazendo surgir negócios, e quando me refiro a negócios considero um mercado de US$ 500 bilhões anuais nos EUA. Em Nova York, a meca de negócios inusitados, surgiram vários negócios que usam o selo verde em segmentos tradicionais como academias de ginástica a fazendas no alto de prédios que produzem legumes e verduras orgânicos. Este e outros foram mostrados no Programa Mundo S/A de 25/10: Fazendas urbanas: fazendas orgânicas com fins comerciais que funcionam no alto de prédios. ...

Ler mais ou responder