CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Conheça as fontes de recursos para o seu negócio

Com o fortalecimento das instituições que compõem o sistema financeiro nacional, cada vez mais se apresentam aos seus usuários um portfólio de produtos e serviços financeiros que atendam suas demandas, seja nas áreas de gestão financeira, de gestão de pessoas, de contas a receber, de contas a pagar e de acesso ao crédito.Nesse cenário, é importante o empresário perceber que o simples fato de contratar um serviço de pagamento eletrônico de salários ou de cobrança bancária, por exemplo, fortalece o relacionamento entre a empresa e a instituição financeira e amplia suas possibilidades de acesso a serviços financeiros de maior complexidade, como por exemplo, as linhas de empréstimos e financiamentos.Além disso, no que tange ao ...

Ler mais ou responder

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou ontem (16) medidas para estimular a abertura de capital de pequenas e médias empresas em bolsa e a maior participação de investidores pessoas físicas nesse mercado. A principal delas é a isenção do Imposto de Renda sobre ganhos de capital com ações de empresas que tenham valor de mercado abaixo de R$ 700 milhões e receita bruta inferior a R$ 500 milhões no exercício anterior à oferta pública inicial (IPO). O imposto atualmente é de 15% nessas operações. “Muitas empresas de menor porte querem alçar voos mais altos”, disse o ministro. “Isso é possível ao criarmos condições para que tenham capital mais barato e realizem novos ...

Ler mais ou responder

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, apresentou hoje a evolução do crédito no país. De acordo com ele, o mercado de capitais evoluiu muito nos últimos anos e a bolsa de valores brasileira está entre as dez maiores do mundo em volume de recursos e investimento. Durante a reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), o ministro disse ainda que a composição do crédito direcionado pelos bancos públicos, que vai para a agricultura e a indústria, por exemplo, tem volume forte para manter a economia em níveis aceitáveis, principalmente em momentos de crise. “Estamos com uma taxa de juros reais, que era mais alta no passado, ...

Ler mais ou responder

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) criou um programa para estimular investimentos em inovação e aumentar a competitividade das companhias de menor porte. Com dotação orçamentária de R$ 500 milhões, o Programa BNDES de Apoio à Micro, Pequena e Média Empresa Inovadora (BNDES MPME Inovadora) já está operando, e sua vigência (prazo para que os pedidos de financiamento deem entrada no Banco) segue até 31 de dezembro de 2015. Poderão solicitar apoio — por meio da rede de agentes financeiros credenciados ao BNDES (na qual se incluem bancos comerciais públicos e privados e agências de desenvolvimento) — empresas com faturamento anual de até R$ 90 milhões que tenham, a partir ...

Ler mais ou responder

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) desembolsou R$ 28,5 bilhões no primeiro bimestre deste ano, com alta de 35% na comparação com igual período do ano passado. O resultado foi impulsionado pelo setor de infraestrutura, com liberações de R$ 9,8 bilhões, 82% maiores que as de janeiro/fevereiro de 2013. Também destaca-se o comportamento das Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPMEs), às quais o BNDES destinou R$ 11,5 bilhões no primeiro bimestre, com a realização de 165,8 mil operações. Desse modo, as MPMEs responderam, em valor, por 41% das liberações totais do Banco. Foi importante, ainda, a expansão de 38,2% nas liberações da linha BNDES Finame, com desembolsos de R$ 14,1 ...

Ler mais ou responder
Novo Programa financia Design em 13 cadeias produtivas

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) lançou no final de 2013 um programa de apoio a investimentos em design, moda e fortalecimento de marcas para atender a treze cadeias produtivas: Têxtil e Confecções; Calçadista; Moveleira; Higiene Pessoal; Perfumaria e Cosméticos; Utilidades domésticas; Brinquedos; Joias; Relojoeira; Embalagens; Eletrodomésticos; Revestimentos Cerâmicos. O BNDES Prodesign, com vigência até 31/12/2015 e orçamento de R$ 500 milhões, que, de acordo com o Banco, tem um dos mais baixos custos de crédito, financia: Despesas relacionadas à pesquisa, desenvolvimento e aperfeiçoamento de produtos, embalagens, processos e serviços, modelagem, prototipagem, desenho industrial e design de moda, inclusive mão-de-obra e materiais necessários, associados à ergonomia, concepção, conforto e estilo; Aquisição de softwares desenvolvidos no país e serviços correlatos, obedecidos aos critérios estabelecidos no programa BNDES Prosoft Comercialização

Ler mais ou responder

A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil foram as instituições financeiras públicas que mais financiaram o mercado de turismo em 2013. Juntos, foram responsáveis por 85% do volume de crédito liberado para as empresas do setor, o que representa R$ 11,45 bilhões. No total, os empréstimos somaram R$ 13,5 bilhões no ano passado, considerando também as operações realizadas pelo Banco Nordeste e Banco da Amazônia e parte das computadas pelo BNDES. Foram beneficiados vários setores da indústria do turismo como hotéis, restaurantes, empresas de transportes e agências de viagens. A Caixa, que oferece também linha de crédito para o consumidor final, fechou 2013 com R$ 7,16 bilhões em financiamentos para o ...

Ler mais ou responder
Como aproveitar as oportunidades de financiamento para os fornecedores do governo?

Para o empresário que deseja ampliar seu negócio através de financiamento, o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social possui linhas de crédito diversificadas. O objetivo do BNDES é financiar empreendimentos que contribuam para o desenvolvimento sustentável do Brasil, com incentivo à inovação, ao desenvolvimento local e regional e a preservação do meio ambiente. Assim, este objetivo conceitual se aplica no desafio de apoiar as micro e pequenas empresas e existem duas formas de apoiar as MPE. Contratar linhas de crédito através de operações: Diretas: diretamente com o BNDES Indiretas: com instituições financeiras credenciadas pelo BNDES. Antes de contratar um empréstimo é preciso analisar ...

Ler mais ou responder

[caption id="attachment_2700" align="alignright" width="300"] Paraty (RJ)[/caption] Os financiamentos concedidos às empresas do setor de turismo tiveram aumento de 17%, de janeiro a setembro de 2013 em relação ao mesmo período do ano passado. Os investimentos subiram de R$ 7,8 bilhões para R$ 9,2 bilhões no período. Em 2012, os empréstimos dos bancos somaram R$ 11,2 bilhões. Os empréstimos foram concedidos a empresas aéreas, hotéis, parques, transportadores, bares, restaurantes, locadoras de automóveis e agências de turismo pelo Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco do Nordeste e Banco da Amazônia. “Entre as razões que explicam o crescimento estão o aumento da interlocução entre os setores público e ...

Ler mais ou responder

Existem atualmente inúmeras fontes de acesso a serviços financeiros que permitem viabilizar projetos de expansão de mercado para as empresas brasileiras. Alguns desses serviços ofertados colocam o foco exatamente nos negócios que buscam meios para se apropriarem das oportunidades provenientes da Copa. Outros não são tão específicos. Mas o fato é que micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) estão tomando empréstimos para financiar seus projetos empresariais. Prova disso é que somente no primeiro quadrimestre de 2013 (jan/abr) empresas enquadradas nesses portes receberam R$ 21,3 bilhões do BNDES. Com isso, essas responderam por 39% das liberações totais do Banco até abril deste ano. Para o setor de franquias, o BNDES (Banco Nacional ...

Ler mais ou responder

A edição de maio do Boletim de Serviços Financeiros tem como foco o Cartão BNDES, lançado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em 2002, como alternativa de financiamento às micro, pequenas e médias empresas, na forma de crédito rotativo pré-aprovado para aquisição de bens e insumos. No seu primeiro ano de existência, essa modalidade de empréstimo atingiu o montante de R$ 44,4 milhões em créditos e 2.160 cartões emitidos. Em dez anos de operação, os números saltaram para mais de 550 mil cartões emitidos, contando com cerca de 46 mil fornecedores credenciados e 207 mil produtos cadastrados. Com esse desempenho, o cartão passou a representar 70% do número ...

Ler mais ou responder

A relação do crescimento de um negócio com o crédito é direta, porém exige uma análise criteriosa de quem quer o recurso e também de que vai emprestar. Do lado do empresário, é importante perceber que o crédito por si só não gera esse movimento, porém, em muitos casos, o empresário se preocupa primeiro em pegar o dinheiro – se endividar – para depois decidir o que fazer com ele. Por isso ter em mente que o crédito não cria as oportunidades e sim torna possível viabilizá-las, desde que adequadamente planejadas, é o primeiro passo para seguir nesse caminho. Nesse contexto, o empresário deve resistir a tentação de buscar dinheiro nos ...

Ler mais ou responder