CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar


CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Conheça as fontes de recursos para o seu negócio

Com o fortalecimento das instituições que compõem o sistema financeiro nacional, cada vez mais se apresentam aos seus usuários um portfólio de produtos e serviços financeiros que atendam suas demandas, seja nas áreas de gestão financeira, de gestão de pessoas, de contas a receber, de contas a pagar e de acesso ao crédito.Nesse cenário, é importante o empresário perceber que o simples fato de contratar um serviço de pagamento eletrônico de salários ou de cobrança bancária, por exemplo, fortalece o relacionamento entre a empresa e a instituição financeira e amplia suas possibilidades de acesso a serviços financeiros de maior complexidade, como por exemplo, as linhas de empréstimos e financiamentos.Além disso, no que tange ao acesso ao ...

Ler mais ou responder

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou ontem (16) medidas para estimular a abertura de capital de pequenas e médias empresas em bolsa e a maior participação de investidores pessoas físicas nesse mercado. A principal delas é a isenção do Imposto de Renda sobre ganhos de capital com ações de empresas que tenham valor de mercado abaixo de R$ 700 milhões e receita bruta inferior a R$ 500 milhões no exercício anterior à oferta pública inicial (IPO). O imposto atualmente é de 15% nessas operações. “Muitas empresas de menor porte querem alçar voos mais altos”, disse o ministro. “Isso é possível ao criarmos condições para que tenham capital mais barato e realizem novos ...

Ler mais ou responder

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, apresentou hoje a evolução do crédito no país. De acordo com ele, o mercado de capitais evoluiu muito nos últimos anos e a bolsa de valores brasileira está entre as dez maiores do mundo em volume de recursos e investimento. Durante a reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), o ministro disse ainda que a composição do crédito direcionado pelos bancos públicos, que vai para a agricultura e a indústria, por exemplo, tem volume forte para manter a economia em níveis aceitáveis, principalmente em momentos de crise. “Estamos com uma taxa de juros reais, que era mais alta no passado, caindo ao longo do ...

Ler mais ou responder

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) criou um programa para estimular investimentos em inovação e aumentar a competitividade das companhias de menor porte. Com dotação orçamentária de R$ 500 milhões, o Programa BNDES de Apoio à Micro, Pequena e Média Empresa Inovadora (BNDES MPME Inovadora) já está operando, e sua vigência (prazo para que os pedidos de financiamento deem entrada no Banco) segue até 31 de dezembro de 2015. Poderão solicitar apoio — por meio da rede de agentes financeiros credenciados ao BNDES (na qual se incluem bancos comerciais públicos e privados e agências de desenvolvimento) — empresas com faturamento anual de até R$ 90 milhões que tenham, a partir ...

Ler mais ou responder

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) desembolsou R$ 28,5 bilhões no primeiro bimestre deste ano, com alta de 35% na comparação com igual período do ano passado. O resultado foi impulsionado pelo setor de infraestrutura, com liberações de R$ 9,8 bilhões, 82% maiores que as de janeiro/fevereiro de 2013. Também destaca-se o comportamento das Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPMEs), às quais o BNDES destinou R$ 11,5 bilhões no primeiro bimestre, com a realização de 165,8 mil operações. Desse modo, as MPMEs responderam, em valor, por 41% das liberações totais do Banco. Foi importante, ainda, a expansão de 38,2% nas liberações da linha BNDES Finame, com desembolsos de R$ 14,1 ...

Ler mais ou responder
Novo Programa financia Design em 13 cadeias produtivas

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) lançou no final de 2013 um programa de apoio a investimentos em design, moda e fortalecimento de marcas para atender a treze cadeias produtivas: Têxtil e Confecções; Calçadista; Moveleira; Higiene Pessoal; Perfumaria e Cosméticos; Utilidades domésticas; Brinquedos; Joias; Relojoeira; Embalagens; Eletrodomésticos; Revestimentos Cerâmicos. O BNDES Prodesign, com vigência até 31/12/2015 e orçamento de R$ 500 milhões, que, de acordo com o Banco, tem um dos mais baixos custos de crédito, financia: Despesas relacionadas à pesquisa, desenvolvimento e aperfeiçoamento de produtos, embalagens, processos e serviços, modelagem, prototipagem, desenho industrial e design de moda, inclusive mão-de-obra e materiais necessários, associados à ergonomia, concepção, conforto e estilo; Aquisição de softwares desenvolvidos no país e serviços correlatos, obedecidos aos critérios estabelecidos no programa BNDES Prosoft Comercialização.; Despesas ...

Ler mais ou responder

A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil foram as instituições financeiras públicas que mais financiaram o mercado de turismo em 2013. Juntos, foram responsáveis por 85% do volume de crédito liberado para as empresas do setor, o que representa R$ 11,45 bilhões. No total, os empréstimos somaram R$ 13,5 bilhões no ano passado, considerando também as operações realizadas pelo Banco Nordeste e Banco da Amazônia e parte das computadas pelo BNDES. Foram beneficiados vários setores da indústria do turismo como hotéis, restaurantes, empresas de transportes e agências de viagens. A Caixa, que oferece também linha de crédito para o consumidor final, fechou 2013 com R$ 7,16 bilhões em financiamentos para o ...

Ler mais ou responder
Como aproveitar as oportunidades de financiamento para os fornecedores do governo?

Para o empresário que deseja ampliar seu negócio através de financiamento, o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social possui linhas de crédito diversificadas. O objetivo do BNDES é financiar empreendimentos que contribuam para o desenvolvimento sustentável do Brasil, com incentivo à inovação, ao desenvolvimento local e regional e a preservação do meio ambiente. Assim, este objetivo conceitual se aplica no desafio de apoiar as micro e pequenas empresas e existem duas formas de apoiar as MPE. Contratar linhas de crédito através de operações: Diretas: diretamente com o BNDES Indiretas: com instituições financeiras credenciadas pelo BNDES. Antes de contratar um empréstimo é preciso analisar sua viabilidade e real necessidade. Para isso você encontra dicas importantes no ...

Ler mais ou responder

[caption id="attachment_2700" align="alignright" width="300"] Paraty (RJ)[/caption] Os financiamentos concedidos às empresas do setor de turismo tiveram aumento de 17%, de janeiro a setembro de 2013 em relação ao mesmo período do ano passado. Os investimentos subiram de R$ 7,8 bilhões para R$ 9,2 bilhões no período. Em 2012, os empréstimos dos bancos somaram R$ 11,2 bilhões. Os empréstimos foram concedidos a empresas aéreas, hotéis, parques, transportadores, bares, restaurantes, locadoras de automóveis e agências de turismo pelo Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco do Nordeste e Banco da Amazônia. “Entre as razões que explicam o crescimento estão o aumento da interlocução entre os setores público e privado do ...

Ler mais ou responder

Existem atualmente inúmeras fontes de acesso a serviços financeiros que permitem viabilizar projetos de expansão de mercado para as empresas brasileiras. Alguns desses serviços ofertados colocam o foco exatamente nos negócios que buscam meios para se apropriarem das oportunidades provenientes da Copa. Outros não são tão específicos. Mas o fato é que micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) estão tomando empréstimos para financiar seus projetos empresariais. Prova disso é que somente no primeiro quadrimestre de 2013 (jan/abr) empresas enquadradas nesses portes receberam R$ 21,3 bilhões do BNDES. Com isso, essas responderam por 39% das liberações totais do Banco até abril deste ano. Para o setor de franquias, o BNDES (Banco Nacional ...

Ler mais ou responder

A edição de maio do Boletim de Serviços Financeiros tem como foco o Cartão BNDES, lançado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em 2002, como alternativa de financiamento às micro, pequenas e médias empresas, na forma de crédito rotativo pré-aprovado para aquisição de bens e insumos. No seu primeiro ano de existência, essa modalidade de empréstimo atingiu o montante de R$ 44,4 milhões em créditos e 2.160 cartões emitidos. Em dez anos de operação, os números saltaram para mais de 550 mil cartões emitidos, contando com cerca de 46 mil fornecedores credenciados e 207 mil produtos cadastrados. Com esse desempenho, o cartão passou a representar 70% do número ...

Ler mais ou responder

A relação do crescimento de um negócio com o crédito é direta, porém exige uma análise criteriosa de quem quer o recurso e também de que vai emprestar. Do lado do empresário, é importante perceber que o crédito por si só não gera esse movimento, porém, em muitos casos, o empresário se preocupa primeiro em pegar o dinheiro – se endividar – para depois decidir o que fazer com ele. Por isso ter em mente que o crédito não cria as oportunidades e sim torna possível viabilizá-las, desde que adequadamente planejadas, é o primeiro passo para seguir nesse caminho. Nesse contexto, o empresário deve resistir a tentação de buscar dinheiro nos ...

Ler mais ou responder