CADASTRAR

Entrar

Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Enviar mensagem

Adicionar pergunta

Entrar

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Boletim- Mobiliário Acessível

Para muitas pessoas, acessibilidade e desenho universal são assuntos relativamente novos, porém a  necessidade de acesso a espaços e equipamentos sempre existiu para pessoas com deficiência motora ou sensorial, pessoas com mobilidade reduzida (como idosos, obesos ou acidentados) e pessoas com necessidades especiais  temporárias ou permanentes (como gestantes, pessoas de baixa estatura, deficientes visuais). No Brasil, a norma técnica ABNT NBR 9050 (acessibilidade a edificações mobiliário, espaços e equipamentos urbanos) determina parâmetros de adaptação dos ambientes e estudos das necessidades de seus usuários para serem adotados por escolas e profissionais das diversas áreas de projetos (arquitetura, engenharia, design, dentre outros). O conceito de Design Universal surgiu na área de ...

Ler mais ou responder
Boletim- Acessibilidade no Varejo- Parte 2

Os constrangimentos que podem surgir dentro de uma loja quando  não há condições plenas para orientação e mobilidade vão muito além do  aborrecimento causado ao usuário. Problemas de acessibilidade podem causar lesões e acidentes graves às pessoas se não forem tomadas as medidas corretas para solucioná-los. Adaptar os balcões em sua loja pode custar muito pouco. Por isso, faça um orçamento e confira as possibilidades de alteração e de tempo de execução.  Quanto às gôndolas em minimercados, essas devem permitir a disposição longitudinal dos produtos e devem dispor de um espaço inferior para facilitar a aproximação frontal e lateral da cadeira de rodas. Gôndolas para frutas ...

Ler mais ou responder
Boletim- Acessibilidade no Varejo – Parte 1

Acessibilidade é a possibilidade e condição de alcance, percepção e entendimento para a utilização com segurança e autonomia de edificações, espaço, mobiliário, equipamento urbano e elementos. Ao pensar em adequar o seu espaço é preciso, em primeiro lugar, considerar tanto os usuários com deficiências, quanto também os usuários com  restrições. Nem toda pessoa que apresenta uma deficiência sofre restrição. Se uma pessoa com cadeira de rodas puder alcançar peças de vestuário em  uma arara, esta pessoa não sofre restrição de uso e tem autonomia para manusear os produtos de sua escolha. Já um adulto que não apresente deficiência pode apresentar dificuldades de orientação no espaço, devido à falta de informação visual consistente, por exemplo. Nesse caso, o ambiente faz ...

Ler mais ou responder
RELATÓRIO INTELIGÊNCIA – Turismo acessível

No Relatório de Inteligência de fevereiro, apresentamos o perfil do turista que necessita de acessibilidade e como o setor deve se preparar para atendê-lo com eficiência. "Com a proximidade do início dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, estamos planejando apoiar os eventos e realizar ações conjuntas com o governo local. Adaptar o seu negócio para pessoas com deficiência é melhorar o empreendimento para todo tipo de turista. Intervenções como rampas e qualificação de atendimento, além de seguir os preceitos legais e viabilizar os direitos das pessoas com deficiência, atende ao público geral e resulta em um diferencial competitivo para a empresa." Alexandre Togeiro Torres, coordenador do Programa Turismo Acessível, ...

Ler mais ou responder
Moda inclusiva: mercado e acessibilidade

As questões sobre pessoas com deficiência não estão ligadas somente à mobilidade em diferentes ambientes. Os pequenos negócios de vestuário também podem e devem começar a pensar em criar oportunidades para esse público, desenvolvendo modelos específicos e ampliando a capacidade de inclusão deles. Pensando nisso, o Sebrae/SC elaborou um relatório de inteligência competitiva que apresenta um pouco sobre moda inclusiva e discorre sobre como ela abre caminho para um ambiente novo e cheio de oportunidades. Números do mercado De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), existem 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência no Brasil, sendo 25 milhões de mulheres. A maior parte dessas pessoas (67,7%) possuem 65 anos ...

Ler mais ou responder
Turismo Acessível: estudo revela oportunidades de melhoria

O recente Estudo que revelou o comportamento de consumo e lazer de pessoas com deficiência trouxe valiosas contribuições para o trade turístico brasileiro. Dessas contribuições, duas se destacam por apontar elevada oportunidade de melhoria no que tange os estabelecimentos privados. São elas: A carência de comunicação e informações específicas; e  O despreparo estrutural para receber e atender. Carência de comunicação e informações específicas A grande maioria dos pesquisados pontua a escassez de informações específicas. Entre elas estão a existência de quartos e banheiros adaptados em hotéis ou a de banheiros e dimensões espaciais para circulação em restaurantes; além da disponibilidade de cardápios em braile para surdos e intérpretes para comunicação em libras para mudos. Além da escassez ...

Ler mais ou responder
Comportamento de consumo e lazer das pessoas com deficiência

O Estudo do Perfil de Turistas – Pessoas com Deficiência – cujo documento técnico foi divulgado em 2013 mostra que a grande maioria das pessoas com deficiência física tem uma vida bastante ativa. Contextualizando dados do IBGE (2010), que apontam para uma grande parcela da população brasileira com algum tipo de deficiência, o objetivo do estudo foi identificar as características, comportamentos de consumo e necessidades dos turistas (reais e potenciais) com deficiência. A partir dos resultados coletados, o que se propõem é que este conhecimento sensibilize a cadeia produtiva do turismo para a adequação dos serviços oferecidos. Foram pesquisados dois grupos distintos de pessoas com deficiência: os chamados turistas “reais” e turistas “potenciais”, ...

Ler mais ou responder
Por um turismo mais acessível

O Ministério do Turismo vai lançar, na próxima semana, a campanha Turismo Acessível – Um Brasil onde todos podem viajar. A ação é realizada em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e o Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade). O objetivo é sensibilizar o setor turístico para adaptar e qualificar seus produtos e serviços para o atendimento às pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. As peças da campanha serão veiculadas em jornais, revistas, rádios, internet e redes sociais. O MTur também está criando um aplicativo para tablets e celular, onde os turistas que têm algum tipo de deficiência física vão poder avaliar a acessibilidade dos ...

Ler mais ou responder