CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Sustentabilidade dos Negócios de Varejo – O que pensa o consumidor?

Sustentabilidade dos Negócios de Varejo – O que pensa o consumidor?

Por Newton Figueiredo
Em artigos passados, já abordamos questões como produtos verdes, sustentabilidade no dia a dia, como comunicar a sustentabilidade, certificações ambientais, entre outros temas. Mas, agora, vamos falar sobre o que as pesquisas indicam sobre o que pensa o consumidor a respeito da sustentabilidade de produtos. Aspecto importante não apenas para compreender e atender as expectativas, mas, principalmente, para que as ações e estratégias possam ser percebidas como valor pelo consumidor.
Pesquisas nacionais e internacionais mostram que os consumidores brasileiros têm características muito peculiares, sendo a principal delas a alta disposição de contribuir para um mundo melhor, mesmo pagando mais caro por isso. Pesquisa Penn, Schoen & Berland Associates (PSB), de 2010, apontava que 73% dos brasileiros gastariam mais consumindo produtos ecologicamente corretos. Outro levantamento realizado pelo grupo francês Havas., em outubro de 2009, indicava que 48% dos brasileiros estavam dispostos a pagar 10% a mais por um produto sustentável.
Agora, porém, cabe perguntarmos: se temos a população mais preocupada do mundo com as consequências do aquecimento global e disposta a contribuir para um mundo melhor, mesmo pagando um pouco mais, por que o mercado de produtos e serviços verdes ainda não disparou? A resposta é simples: porque ainda há muita maquiagem verde, isto é, informações falsas, confundindo o consumidor e inibindo uma ação positiva de aquisição de produtos sustentáveis, segundo pesquisa da National Geographic – GlobeScan, realizada ano passado. Outro fato decorrente dessa maquiagem verde resulta em que mais da metade dos consumidores no Brasil acredita que as marcas só se envolvem com sustentabilidade para melhorar a imagem.
Um dos caminhos para que o consumidor possa identificar genuinidade na responsabilidade socioambiental da empresa é a chamada rotulagem de sustentabilidade dos produtos por ela produzidos. O instituto de pesquisas Market Analysis detectou, em 2010, que 36% dos consumidores brasileiros já associavam produto com selo de responsabilidade ao melhor exemplo de cidadania corporativa. Há casos, como o do Selo Procel, em que o consumidor já demonstra preferir produtos com selo e pagar até 10% mais, mesmo que de marcas desconhecidas.
Que ações um lojista pode ter para começar a se diferenciar perante seus clientes no que se refere à sua contribuição para um mundo mais responsável socioambientalmente? Em primeiro lugar, demonstrando de forma clara e transparente para os seus clientes os critérios que tem para a escolha de seus fornecedores. Em segundo lugar, o trabalho que desenvolve para estimular seus fornecedores a desenvolverem produtos com mais salubridade e qualidade. Em terceiro, a preferência que dá para fornecedores que demonstrem elevado grau de sustentabilidade em seus negócios incluindo a produção de produtos certificados por terceiras partes.
Os consumidores esperam ética na comunicação, transparência nas atitudes e responsabilidade socioambiental na seleção dos produtos que lhes são oferecidos. Parece simples, mas esses são os diferenciais que levarão à admiração e fidelização de marca.
Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae