Cadastrar

Entrar

Esqueceu a senha?

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por e-mail.

Desculpe!, Você precisa se logar para perguntar.

Você precisa se logar para postar no Blog

Sua empresa está adequada à LGPD?

Sua empresa está adequada à LGPD?

Muitas companhias não se adaptaram à nova lei, surgindo a necessidade, imediata, de adequações, para evitar implicações jurídicas. Mas quais são estes serviços e como aplicá-los?

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que passou a vigorar em 2020, trouxe diversas mudanças na forma com que as empresas públicas e privadas lidam no tratamento de informações de clientes; exigindo, portanto, um conjunto de adequações, para ficarem em conformidade com a nova legislação.

Este assunto ainda vem causando polêmica e complexidade no entendimento das novas regras. Existem muitas empresas que não conseguiram se adaptar à nova lei, mas este processo deve ser encarado de forma aproveitável, pois as normas podem ser consideradas como um momento inovador; para evoluir as estratégias e reconhecer as preferências de cada cliente e de seus colaboradores, melhorando a governança corporativa.

Por conta disso, surge a necessidade de contratar uma empresa especializada, que ofereça essa orientação, dando suporte e subsídio, para estar em conformidade com a lei, evitando os riscos das implicações administrativas ou jurídicas.

Empresas especializadas no ramo de privacidade e proteção de dados passaram a oferecer serviços especializados de adaptação e ajustamento à LGPD. Mas quais são estes serviços e como aplicá-los?

Empresas como a PrivaMax, por exemplo, apresenta soluções por uma perspectiva bem informada, multifacetada, personalizada e projetada especificamente para atender às necessidades individuais de privacidade e proteção de dados dos clientes. Com o Encarregado de Proteção de Dados (DPO), a empresa oferece medidas administrativas e técnicas, apresentando uma abordagem holística, com soluções rápidas e responsáveis, para diferentes solicitações em diversas áreas.

O CEO da PrivaMax, Alex Rabello explica que, com um programa de conscientização de segurança, a empresa apresenta as etapas necessárias de treinamento e gerenciamento, direcionados ao propósito de preparar quem atua nas esferas do serviço público ou privado, amparado pela LGPD, GDPR e ISO´s.

Em resumo, a proposta é que as companhias adquiram métodos mais coerentes e fundamentados, para alcançar os consumidores e tratarem seus colaboradores de maneira adequada, sendo possível a coleta de informações de forma legal e apropriada, estabelecendo um vínculo de confiança de todas as partes.

“Oferecemos todo o suporte de acompanhamento a distância, mentoria exclusiva e amparo de ferramentas práticas de utilização imediata, para que as empresas estejam atentas às quais dados estão sendo coletados, se possuem o consentimento dos usuários e, se suas políticas de privacidade e termos de uso estão de acordo com as exigências”, destacou Rabello.

Para ele, as empresas que não estiverem adequadas à LGPD, não ganharão credibilidade e, consequentemente, estarão fora do mercado, pois os contratantes se relacionam com organizações que estão em conformidade com a lei.

Renan Tolentino

Renan Tolentino

Boas respostas
Sólida experiência em gestão de contratos, convênios e termos de parceria governamental. Atuação estratégica no desenvolvimento e monitoramento de projetos no âmbito das políticas públicas tangentes às TICs, com foco na inclusão digital. Formação em Tecnologia de Redes de Comunicação.

You must login to add a comment.

Posts relacionados