CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

SGCs: Paraná ganha instrumento efetivo de desenvolvimento econômico local

SGCs: Paraná ganha instrumento efetivo de desenvolvimento econômico local

Sebrae PR lançou esta semana três Sociedades Garantidoras de Crédito, entidades que facilitarão o acesso de MPEs ao crédito

“As Sociedades de Garantidoras de Crédito (SGC) têm a pretensão de serem mais eficientes e melhores do que os fundos garantidores. Isso é extremamente pretensioso!”, afirmou o diretor Técnico do Sebrae Nacional, Carlos Alberto dos Santos, no jantar de lançamento das SGCs do Paraná. “Como vamos conseguir isso? De uma forma muito simples: por meio do consignado pessoa jurídica (PJ). Vamos reunir, nas SGCs, várias PJs associadas para negociar melhores condições de acesso, simplificação e redução de custo com os agentes financeiros. A SGC transforma a força do associativismo numa alavancagem de mercado.”, explicou Carlos Alberto nesta segunda-feira (22), em Foz do Iguaçu.

O Sebrae PR lançou três SGCs que vão atender donos de micro e pequenos negócios paranaenses: GarantiOeste, GarantiSudoeste e a Noroeste Garantias. Com o lançamento dessas SGCs, as empresas brasileiras passam a contar com quatro entidades garantidoras do gênero em funcionamento. As SGCs facilitam o acesso de MPEs ao crédito em condições diferenciadas.

“Infelizmente, o Paraná tem 130 municípios com o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) abaixo da média nacional. É justamente nessas cidades que as SGCs podem fazer a diferença, fortalecendo a economia local ao fazer o dinheiro circular ali e retendo a poupança na região”, destacou o diretor Técnico do Sebrae Nacional.

Segundo o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae PR, Jefferson Nogaroli, as SGCs lançadas esta semana “vão fazer com que as pequenas empresas dos pequenos municípios tenham acesso a crédito de qualidade. Com ajuda dos prefeitos, das associações comerciais e das federações, estamos construindo uma vantagem competitiva para as micro e  empresas paranaenses.”

O presidente do Sebrae PR, Allan Costa, reforça a opinião de Nogaroli. “O Estado do Paraná passa a dispor de um dos mais efetivos instrumentos indutores de desenvolvimento econômico a partir da constituição e do lançamento dessas nossas sociedades garantidoras de crédito”, enfatiza.

A SGC GarantiOeste já está em funcionamento desde maio deste ano. Concede cartas de garantia de crédito para MPEs contratarem financiamento de no máximo R$ 70 mil. Até agora já concedeu R$ 500 mil de contragarantia. Até o final do ano espera conceder R$ 4 milhões em garantias de crédito, possibilitando cerca de 8 milhões de operações na região oeste do Paraná.

Fundo garantidor

A cooperativa de crédito Sicoob foi a primeira instituição a aportar recurso no fundo das SGCs paranaenses, antes mesmo de o Sebrae Nacional autorizar o seu aporte de R$ 2 milhões.

O desafio agora é criar mecanismos de retroalimentação dos fundos das sociedades garantidoras. Para isso, o Sebrae PR e o Nacional estão buscando parceiros para investir nos fundos. A Prefeitura de Maringá apostou na ideia e será o primeiro município a aportar recurso no Fundo Garantidor das Sociedades Garantidoras de Crédito do Paraná.

“Estamos aqui avalizando uma iniciativa com probabilidade zero de dar errado. A Prefeitura de Maringá não é tão ousada quanto vocês pensam, apenas tem como política de desenvolvimento colocar à disposição das empresas da cidade os mecanismos de captação de investimento. Queremos dar espaço e oportunidade para aqueles que querem fazer a cidade de Maringá um lugar melhor.”, afirmou o prefeito do município, Sílvio Barros, durante o lançamento das SGCs paranaenses.

Confira os depoimentos das SGCs paranaenses GarantiOeste e GarantiSudoeste:

SGCs

As Sociedades de Garantia de Crédito são formadas por empresários, entidades públicas e demais apoiadoras, em formato mutualista. São destinadas à promoção da competitividade e desenvolvimento empresarial de suas associadas, por meio da cooperação financeira e facilitando o acesso ao crédito. As SGCs prestam garantias complementares aos seus associados, conforme exigência dos agentes financeiros.

Também prestam avais técnicos e comerciais e oferecem assessoria financeira para seus sócios na obtenção de crédito, contribuindo para a melhoria das informações junto às instituições financeiras.
A SGC gerencia recursos privados e públicos e, a partir daí, realiza os serviços de análise e de concessão das garantias pleiteadas pelos associados. Assume eventuais inadimplências das operações
e se encarrega diretamente da atividade de recuperação das perdas.

Após ter integralizado suas cotas na sociedade, o empresário poderá contar com o complemento das garantias exigidas, ao contratar uma operação de crédito. Mas para isso, seu projeto deve apresentar condições de pagamento do empréstimo. A cada transação realizada, o empresário pagará determinada quantia para a utilização do aval da SGC.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae