CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

SGC avançam em Minas e no Rio de Janeiro

SGC avançam em Minas e no Rio de Janeiro

Ronaldo de Moura
Enviado especial do Blog PNF na Costa Rica

O encontro da comitiva brasileira na Costa Rica, realizado ontem (7), também foi importante para destacar as iniciativas para a criação das SGC na Região Sudeste. As entidades que representam as micro e pequenas empresas de Minas Gerais começaram a discutir o assunto em 2004. De lá para cá muitos passos foram dados, conforme relatou Alessandro Flávio Barbosa, gerente de Acesso a Serviços Financeiros do Sebrae MG. “Já percorremos um longo de caminho para mobilizar as entidades empresariais e firmar parcerias com os poderes públicos no estado. Nosso desafio agora é alavancar recursos para ‘colocarmos o bloco na rua’ no próximo ano”.

Os representantes das SGC dos Vales e do Alto do Paranaíba prometem que esse “bloco” será colocado na rua nos próximos meses. “Estamos trabalhando para que a nossa SGC seja inaugurada ainda neste ano. O fundo já foi criado e estamos na fase de contratação de um executivo”, assegurou Hoberg Dutra Leocádio, presidente da SGC dos Vales. Ele confessou ter ficado impressionado com o nível de convergência das entidades empresariais e dos gestores públicos em torno da proposta de se criar uma entidade de garantia de crédito na região.

Daniel Resende, presidente da SGC Alto do Paranaíba, também informou que o Ministério da Justiça deve conceder o registro de sociedade civil de interesse público (Oscip) para a entidade ainda em setembro e anunciou a inauguração até dezembro. “Estamos recebendo um apoio expressivo de todas as entidades empresariais da região e a prefeitura de Araxá está sinalizando com um aporte de R$ 2 milhões para a criação do nosso fundo”, comemorou.

O primeiro contato das micro e pequenas empresas do Rio de Janeiro com o tema se deu durante o XII Fórum Iberoamericano de Sistemas de Garantias e Financiamento para as Micro e Pequenas Empresas realizado no Chile, em 2007, resgatou Marcelo Webber, gerente de Acesso a Mercados e Serviços Financeiros do Sebrae/RJ. “Avançamos bastante nos últimos quatro anos e estamos apostando na criação de primeira SGC do estado nos próximos meses”.

A entidade pioneira será a Garantenorte, na região de Macaé e da Bacia de Campos, que aglutinam mais de 5 mil micro e pequenas empresas da cadeia produtiva de petróleo e gás. “As prefeituras de Macaé e de Campos estão convencidas de que os mecanismos de garantia de crédito são extremamente importantes para alavancar a economia local. É por essa razão que estamos apostanto, inclusive com o aporte de recursos financeiros, para criar a Garantenorte”, relatou Francisco Navega, presidente do Fundo Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social de Macaé (Fundec).

Nordeste entra em cena

A reunião promovida pelo Sebrae Nacional contou, ainda, com a presença de uma delegação da Paraíba. As lideranças das micro e pequenas estados estão trabalhando para criar a SGC CGCred, na região de Campina Grande, que abriga um importante pólo tecnológico estadual. “Apesar de não possuirmos uma tradição associativista profunda, estamos quebrando as resistências dos empresários locais”, afirmou Ricardo José Castro, diretor do Sebrae PB.

Além do Sicoob, a proposta de organizar uma entidade de garantia de crédito no estado conta com o apoio das associações comerciais, da federação da indústria, de prefeituras municipais e do Fundo do Parque Tecnológico Estadual. “Estamos desenvolvendo uma ação desbravadora. Se tudo der certo pretendemos inaugurar a SGC CGCred nas festividades de São João do próximo ano”, convidou Paulo Cesar Almeida Santos, do Sicoob/PB.

O diretor Técnico do Sebrae Nacional, Carlos Alberto dos Santos, reiterou o compromisso da entidade para consolidar e ampliar as SGC do Paraná e do Rio Grande do Sul e garantiu apoio total às iniciativas pioneiras nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Paraíba. “As SGC estão adquirindo uma dimensão sistêmica no País. Esse é um caminho sem volta”, projetou.

Carlos Alberto dos Santos também anunciou que os manuais de operações serão aprimorados e unificados e que será lançado, nos próximos meses, um plano de comunicação para disseminar informações sobre as boas práticas de garantia de crédito para a sociedade e os formadores de opinião. “O processo para reproduzir no Brasil as experiências que existem há várias décadas na Europa e na América do Norte não será fácil e, tampouco, curto. Porém, o importante é que estamos dando passos consistentes para construir uma vigorosa rede de sociedades de garantia de crédito, que será determinante para fortalecer as micro e pequenas empresas brasileiras”, concluiu.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae