CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar


CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Sebrae recebe 19 propostas de novas sociedades garantidoras de crédito

Lançada em março de 2008, iniciativa visa apoiar financeira e tecnicamente projetos de constituição de sociedades de garantia de crédito, as chamadas SGC

Por Regina Xeyla

Termina nesta terça-feira (30) o processo de chamada pública lançado pelo Sebrae em março de 2008 para apoiar financeira e tecnicamente projetos de constituição de sociedades de garantia de crédito, as chamadas SGC. São entidades mutualistas, administradas pelo setor privado, criadas para resolver uma das principais dificuldades dos pequenos negócios referentes ao acesso do crédito: a falta de garantias reais.
O edital permitiu o recebimento de 19 propostas. Destas, seis projetos já estão em avançado estágio de implantação, devendo a fase operacional iniciar-se ainda no primeiro semestre. Essas iniciativas terão sede em cidades pólos do sudoeste e do oeste do Paraná, como também do leste, Alto Paranaíba, e do sul de Minas Gerais. O sexto, já em vias de funcionamento, é integrado por empresários de pequenos negócios da Bacia de Gás e Petróleo do Rio de Janeiro.
“O número e a qualidade de propostas entregues demonstra, de forma muito satisfatória, que as lideranças empresariais e públicas receberam bem o conceito e o formato de funcionamento das SGC”, ressalta o diretor técnico do Sebrae, Carlos Alberto dos Santos.“As instituições financeiras, públicas, privadas e cooperativas de crédito também demonstraram grande interesse no modelo e há perspectiva de se tornarem agentes financeiros das SGC constituídas”.
As SGC que já entregaram a carta-consulta são: Alto Paranaíba, em Minas Gerais; Salvador e Recôncavo, na Bahia; Campina Grande, na Paraíba; Manaus e região do entorno, no Amazonas; Goiânia e região metropolitana, em Goiás; Vale dos Sinos, no Rio Grande do Sul; Região Metropolitana de Cuiabá, Mato Grosso; Sul Fluminense, no Rio de Janeiro; Belo Horizonte; Norte do Paraná; União dos Empreendimentos e Cooperativas Solidárias (Unisol), nacional; e Associação Brasileira de Franquias Postais (Abrapost), esta de abrangência nacional.
O Sebrae promoveu diversos encontros e seminários para disseminar a chamada pública junto às lideranças políticas e empresariais dos estados e municípios. “As dificuldades que enfrentamos foram inerentes a qualquer processo de implementação de um mecanismo inovador como é o das SGC. Disseminamos não só o conceito, mas metodologia proposta e como a entidade poderia suprir as necessidades de seus usuários”, Roberto Marinho, analista de acesso a serviços financeiros do Sebrae e coordenador nacional do projeto.
O coordenador explica que as vantagens percebidas concentram-se fortemente em três eixos fundamentais. Pela ótica dos empresários, os grandes diferenciais das SGC são: acesso ao crédito, assessoria empresarial e possibilidade de redução das taxas de juros, tarifas e alongamento de prazos dos financiamentos. Pela ótica das instituições financeiras: possibilidade de ampliação da carteira de clientes e de redução do risco embutido nas operações de crédito. E pela das entidades públicas: fortalecimento das empresas dos municípios com conseqüente aumento da geração de emprego e renda.
Próximos passos – Por parte do Sebrae, os esforços estão concentrados no desenvolvimento e aprimoramento de ferramentas operacionais voltadas à operacionalização das SGC, como as de análise da viabilidade econômica financeira dos projetos, os manuais de operação, os modelos de estatutos e também dos convênios com instituições financeiras e clientes. Por parte das lideranças empresariais, há grande esforço para viabilizar os recursos complementares necessários à operação da entidade, avalia Roberto Marinho.
Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae

Esse é o perfil institucional do Sebrae nessa comunidade. Quer saber mais sobre o Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas? Acesse: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/canais_adicionais/o_que_fazemos

Me siga