CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar


CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Saiba o que fazer antes de abrir o próprio negócio

Saiba o que fazer antes de abrir o próprio negócio

Vivemos em um mundo onde cada vez mais as pessoas estão buscando abrir o próprio negócio. Uma prova disso é que ao menos 77% dos brasileiros pensam, ou já pensando, em ser donos da própria empresa e, com isso, se livrar dos chefes.

Mas não ache que concretizar esse sonho seja uma tarefa fácil, viu? A realidade é quem montar um negócio lucrativo não é nada simples. Apesar disso, é fundamental que você não desista caso seja realmente algo que deseje. Muitos começam como uma figura empresarial denominada MEI (Microempreendedor Individual).

Antes de iniciar o artigo, é importante que tenha em mente que escolher um segmento para abrir precisa ser uma ação tomada depois de ter pensado bem em outros pontos importantes. São eles: o conhecimento dos seus talentos, habilidades e gostos. 

Vamos ser sinceros: não é nada interessante ou positivo trabalhar com um segmento que não te agrada. O resultado possivelmente será o fracasso do empreendimento.

 Calma, eu não estou querendo dizer que você deva correr para iniciar um negócio apenas naquilo que você se interessa. É importante que seja feito, antes de mais nada, um bom estudo de mercado. Às vezes o segmento que gosta não tem um mercado interessante para se trabalhar no momento.

De modo geral, o que estou querendo dizer é que é necessário que empreenda naquilo que você conhece e não necessariamente no seu hobby. Abrir um negócio naquilo que você não conhece é não saber comprar, precificar, vender e até produzir.

Pensando nisso, produzimos um artigo bem interessante sobre o que fazer antes de abrir o próprio negócio. Está preparado? Então vamos nessa.

Trabalhe sempre anotando suas ideias

É certo que quando pensamos em virar empreendedor, diversas ideias surgem à cabeça. Esse é o momento de anotar tudo, mesmo que, futuramente, as ideias não sejam utilizadas ou até mesmo não façam sentido. 

Muitas vezes são nesses momentos que surgem novos produtos e novidades que podem ser testados e até mesmo virar uma marca do seu negócio. Além disso, as ideias podem ser utilizadas para verificar quais os melhores segmentos para investir. Tudo é válido nesse momento.

Pense que quando uma ideia vem em mente e não é anotada, possivelmente você não lembre depois e ela se perca por aí. Pode até ser que ela não seja relevante, mas dentre tantas ideias, ao menos uma pode ser o diferencial.

O mais interessante ao anotar é que você pode, ao passo que escreve, ir analisando e refletindo sobre cada ideia. O legal é você pensar como um cliente: se eu adotasse isso, iria me interessar? Até porque o papel que escreve aceita tudo, seus futuros clientes, não!

É necessário pesquisar e estudar seu mercado

A verdade é que não existe a mínima possibilidade de entender o mercado, assim como o segmento que vai trabalhar, sem que você faça uma pesquisa aprofundada de mercado. 

Para que saiba fazer isso da melhor forma, e ter os melhores resultados, o indicado é que faça, ao menos, um curso sobre empreendedorismo. Ter uma capacitação básica  é importante para que você tenha total controle do que está fazendo.

Após isso, é necessário analisar o setor e seu público com cuidado. Se você pretende prestar serviços de galvanização a fogo, por exemplo, veja se há demanda no mercado e quais são os fatores externos que influenciam esse segmento, como concorrência, fornecedores, situação da economia, entre outros.

Agora, a partir do momento que já tenha bem definido o segmento definido, é o momento certo de buscar contatos em outras empresas do setor, frequentando eventos da área e nutrindo sua rede profissional. Fique tranquilo que essa atividade pode ser feita online, com o auxílio das redes sociais.

Nesse cenário, é interessante você sempre estar conectado com a leitura. quanto maior seu nível de informação, mais preparado está para enfrentar qualquer tipo de situação. Por esse motivo, leia jornais de economia, sites e revistas especializadas. Mas também busque leituras menos sóbrias, que tragam boas inspirações.

É fundamental escolher um bom local para abrir o estabelecimento

Bom, depois de ter identificado qual o perfil do seu público-alvo e saber, com clareza, quais as estratégias para atingi-los, chegou o momento importante de delimitar o espaço que seu empreendimento irá atender. 

É fundamental que você saiba como seus clientes – esses mesmos que você identificou –  vão chegar até sua empresa. Você pode utilizar a pesquisa de público alvo para delimitar esse local, viu?

Pensa comigo: quando você faz o levantamento, você estuda em qual região, predominantemente, se encontram essas pessoas. Esse dado já é o suficiente para estudar um bom lugar para atender seus clientes.

Se você pretende prestar serviços de manutenção de elevador, por exemplo, veja como será sua sede física, a capacidade de funcionários, quais as rotas que os clientes precisarão tomar até chegar ao local, entre outros.

Por fim, é possível afirmar que a escolha de um bom local para se estabelecer, assim como, em casos de empresas online, um bom domínio para registrar podem ser fatores determinantes. Ser encontrado facilmente com certeza facilita o crescimento rápido dos negócios.

Chegou o momento de registrar a empresa

Chegou aquele momento mais esperado por todos que desejam ter seu próprio negócio: é a hora de tirar tudo do papel e começar a colocá-las em prática. Mas olha só, é preciso seguir algumas exigências para que você possa se tornar um empreendedor e entrar, de vez, no mercado de trabalho.

A parte burocrática pode ser bem cansativa e estressante, mas é o momento mais importante na abertura de um negócio.

Vale destacar que, atualmente, existem alternativas mais simples para empreendedores que estão começando um negócio, como o registro de Microempreendedor Individual (MEI). 

Dentro desse cenário, é possível realizar uma simulação, por exemplo, para escolher o melhor regime de tributação para o seu negócio. Independente da decisão, há uma lista de tarefas a cumprir e você precisa ficar atento a tudo.

Além disso, se você quer registrar uma empresa de aluguel de compressor, por exemplo, verifique todos os detalhes com um contador qualificado ou uma empresa especializada em abertura e registro de empresa. Dessa forma, é possível ter um serviço com mais segurança e qualidade! Gostou do post? Conta pra gente!

Este artigo foi produzido por Iago Martins, criador de conteúdo da Soluções Industriais.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Luna BugattiEspecialista


Me siga