CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar


CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

RFID: ela ainda vai seduzir o varejo

A tecnologia de Radio Frequency IDentification (RFID – Identificação por Radiofrequência), pela qual uma etiqueta é capaz de armazenar diversas informações sobre um item e ser lida por antenas, está substituindo o código de barras em vários segmentos: na cadeia produtiva, na identificação de pessoas, no controle de estoques e expedição de mercadorias, em pedágios, órgãos públicos, entrada e saída de shows, estádios e eventos.
Para chegar à boca do caixa do varejo, porém, a RFID ainda tem um caminho lento a percorrer. A diversidade de itens a serem controlados e o custo elevado em todas as etapas do rastreamento (em contraposição às apertadas margens de lucro do varejo) são as dificuldades apontadas pelo segmento. A NL Informática, especializada em software de gestão, lançou um projeto-piloto para mostrar a aplicação dessa tecnologia aos seus clientes do comércio. Criou uma loja conceito em Caxias do Sul (RS) com identificação por radiofrequência.
No showroom é simulada a venda de roupas em que as peças e embalagens são dotadas de tags inteligentes (com o chip de identificação) e lidas remotamente por antenas e coletores RFID nas mãos de funcionários. Essas informações seguem para um computador no caixa que confere a compra e fornece o preço, explica a gerente comercial da NL, Grasiela Tesser.

“Ao entrar na loja, o cliente escolhe o produto e uma antena faz a leitura da mercadoria de forma instantânea enviando as informações para o caixa para a emissão do cupom fiscal e pagamento”.
O software de gestão de vendas da NL (para check-out, retaguarda e pré-venda) está integrado à RFID da loja. Outra aplicação da tecnologia é auxiliar no inventário. Os produtos etiquetados são lidos pelos coletores ao serem aproximados da gôndola e contados de uma só vez, compondo o inventário. Dois clientes varejistas da NL (que ainda não podem ser revelados) estão testando a integração da RFID no seu inventário.
Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae