Cadastrar

Esqueceu a senha?

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por e-mail.

Desculpe!, Você precisa se logar para perguntar.

Você precisa se logar para postar no Blog

Please briefly explain why you feel this question should be reported.

Explique brevemente por que você acha que essa resposta é inadequada ou abusiva.

Please briefly explain why you feel this user should be reported.

Sebrae Respostas Latest Articles

Relacionamento dos empreendedores individuais mineiros com o sistema financeiro

CifrãoPesquisa realizada pela Unidade de Inteligência Empresarial do Sebrae-MG traçou o retrato do relacionamento dos empreendedores individuais mineiros com o sistema financeiro.

O levantamento identificou, por exemplo, que apenas 5,8% dos empreendedores individuais do Estado participam de alguma associação. O número dos que participam de sindicatos é ainda menor: 2,8%. Já as cooperativas são frequentadas por apenas 0,8% dos empreendedores individuais de Minas Gerais.

Ainda com relação ao quesito associativismo, a pesquisa constatou que quem participa de associação não participa de sindicato e nem de cooperativa. E quem participa de cooperativa não participa de sindicato.

Já no aspecto dificuldades, o estudo constatou que 1 em cada 8 empreendedores individuais possuem dificuldade para adquirir os insumos necessários para sua atividade e possuem máquinas e equipamentos defasados. Destes, 64% têm dificuldade para obtenção de crédito / empréstimos bancários.

A inadimplência é outro desafio a ser superado pelos empreendedores individuais mineiros. De acordo com o levantamento, 42,5% deles enfrentam essa realidade no cotidiano dos seus negócios. Além disso, 35% apontaram dificuldades de obter crédito com os fornecedores.

No quesito relacionamento bancário, que verificou a modalidade da conta corrente e forma de movimentação bancária, a pesquisa constatou que a maior parte dos empreendedores individuais mistura as finanças pessoais e empresariais. Dentre todos os consultados, 88% afirmaram possuir pelo menos uma conta corrente, embora apenas 24% deles movimentem uma conta relativa à pessoa jurídica.

Quando a pesquisa quis saber quais produtos o empreendedor individual utiliza por tipo de conta bancária constatou que 27,5% fazem uso do cheque especial. Os que utilizam a cobrança bancária são 11,6%.

Os que fazem uso do cartão de crédito enquanto pessoa física representam 55% da parcela consultada. Dos que não utilizam, 58% declararam que não têm interesse em utilizá-lo. Quando o cenário é alterado para a utilização do cartão de crédito enquanto pessoa jurídica, o resultado indica que 87% dos empreendedores individuais de Minas Gerais não fazem uso do serviço e 50% desses não tem a intenção de fazê-lo.

Com relação ao cheque especial, o cenário não é muito distinto. Dos 66% que não o utilizam na pessoa física, 73% não pretendem passar a utilizá-lo. Já na pessoa jurídica, dos 89% que não utilizam esse serviço, 65% pretendem continuar como estão.

Ao avaliar o conhecimento de linhas de empréstimo bancário específicas para pessoa jurídica, a pesquisa constatou o seguinte:

  • 57% dos que possuem conhecimento de linhas de empréstimo específicas para pessoa jurídica possuem conta corrente de pessoa física.
  • 73% dos que possuem conta corrente de pessoa jurídica afirmaram não conhecer linhas de empréstimo específico para pessoa jurídica.
  • 72% dos que possuem conta corrente tanto de pessoa física quanto de pessoa jurídica afirmaram não conhecer linhas de empréstimo específico para pessoa jurídica.
  • 74% dos que já possuem empréstimos, não conhecem linhas de crédito específicas para pessoa jurídica.
  • 38% dos que já conhecem linhas de crédito específicas para pessoa jurídica afirmaram que não utilizam empréstimos e nem pretendem fazê-lo. Por outro lado, 41% desejam utilizar este serviço.

Para saber mais, consulte a apresentação (ppt) elaborada pela equipe do Sebrae-MG.

You must login to add a comment.

Posts relacionados