CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Rede para competitividade: central de negócios (parte I)

Por Wang Ching

O país vive expectativas otimistas com o cenário econômico de crescimento somado aos grandes eventos da Copa 2014 e Olimpíadas 2016. É o momento quando grandes oportunidades se abrem e todos se perguntam como podem se preparar. É neste contexto que acontece o Encontro Nacional de Centrais de Negócios promovido pelo Sebrae, no Hotel Othon, em Salvador. Temas como os grandes desafios das pequenas empresas relacionados aos fatores de competitividade são apresentados e debatidos. Em palestra inaugural, Jorge Verschoore mostra, através de números, as tendências mundiais crescentes das pequenas mas também grandes empresas de se integrarem por meio de centrais de negócios. Um exemplos é a ANCECO, uma central de centrais em Barcelona (Espanha), que reúne mais de 30 mil pequenas e médias empresas, 150 mil pessoas e 22 setores, de alimentícios a hospedagem, desde 1998.

Por razões diversas, as pequenas empresas precisarão cada vez mais ser capazes de se unir e integrar redes para se tornarem mais competitivas, superando muitas vezes questões inerentes ao porte do empreendimento, como escala, logística, capacidade de negociação nas compras, custos de campanhas promocionais e treinamento de equipes.

As oportunidades que se vislumbram no futuro do Brasil já estão atraindo interesse não somente no país, mas em todo o mundo. A concorrência tende a se acirrar com as oportunidades sendo aproveitadas pelas empresas melhor preparadas.

E muito mais do que aproveitar oportunidades, estamos falando de real e imediata necessidade para a sobrevivência das pequenas empresas, em cenário de concorrência crescente. Como uma pequena empresa pode ser competitiva, ser lembrada e fidelizar seus clientes?

Os desafios são muitos para que empresas se reúnam em centrais, partindo de bases necessárias de confiança para se realizar negócios juntos, mas os resultados, em negócios, podem ser compensadores quando se vê os exemplos apresentados neste encontro. Se você é uma pequena empresa, vale uma reflexão: o que você está fazendo para permanecer e competir neste cenário?

Encontre mais um post sobre o evento aqui.

Wang Ching, ex-gerente da Unidade de Acesso a Mercados do Sebrae.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae