CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Primeira loja 100% RFID do Brasil será inaugurada em junho

Escrito por Thiago Borges

A informação foi concedida à reportagem de NOVAREJO na última segunda-feira (09/05) por Cláudio Landsberg, diretor da Linx Prevenção de Perdas, especializado em atender o varejo.

A empresa é responsável pela implementação da loja com RFID de ponta a ponta, o que permitirá maior controle dos SKUs comercializados, quebras operacionais, entre outras funções feitas manualmente ou sem integração com um software de gestão. Os produtos serão monitorados desde o fabricante até sua chegada ao centro de distribuição, a ida para as lojas e a venda efetiva ao consumidor final.

O lançamento faz parte de uma estratégia do Grupo Linx para liderar o movimento pelo RFID no Brasil. Nos últimos três anos, a empresa investiu pelo menos US$ 500 mil em estudos e testes. Landsberg calcula que, em no máximo três anos, metade dos varejistas têxteis do Brasil (considerado um dos setores mais fáceis para implementar a tecnologia) serão automatizados com RFID. Bruno Calaça, gerente de projetos sobre o assunto na Linx, ressalta que o objetivo não é vender equipamentos, e sim a solução – desde uma consultoria prévia para detectar as necessidades de cada cliente até a implementação e o suporte. “Temos capacidade de fornecer 300 milhões de etiquetas nos próximos cinco anos”, aponta. A ideia é controlar itens de valor agregado, isto é, com preço mínimo de R$ 30, a um preço médio inicial de R$ 0,75 por peça – considerando uma operação que movimente 3 milhões de peças ao ano. Entre os benefícios da adoção da tecnologia, Calaça aponta:- 99,9% de acuracidade das informações sobre estoques- cinco vezes mais produtividade na área de recebimento e expedição- 0% de erros na expedição- rápida resposta a anomalias- maior volume de informações na cadeia de suprimentos- e redução do custo de implementaçãoFonte: NoVarejo

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae