Cadastrar

Entrar

Esqueceu a senha?

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por e-mail.

Desculpe!, Você precisa se logar para perguntar.

Você precisa se logar para postar no Blog

Pesquisa revela bancos que mais atendem os empreendedores individuais

CabeleireiroA pesquisa Perfil do Microempreendedor Individual 2013, realizada pelo Sebrae Nacional, apresenta uma série de dados relevantes para compreender o universo do microempreendedor brasileiro.

Escolaridade, classe social, localização do negócio e impactos da formalização são alguns dos dados apresentados pelo estudo que permitem analisar o perfil dos mais de três milhões de microempreendedores individuais existentes no Brasil até agosto de 2013.

Alguns dos dados mais interessantes são os que revelam a relação entre essa categoria de empreendedores e o acesso a crédito. Entre 2012 e 2013 saltou de 5,2% para 12,5% o percentual daqueles que efetivamente buscaram empréstimos após se formalizarem e conseguiram.

Instituições mais procuradas
A instituição financeira mais citada no levantamento foi a Caixa Econômica Federal, onde 34,5% dos microempreendedores buscaram empréstimo. O Banco do Brasil foi procurado por 26,8% deles, o Bradesco por 8,6%, o Itaú/Unibanco por 6,8%, o “Banco do Povo” – nome fantasia para diversos programas estaduais de microcrédito – por outros 6,4%, o Banco Santander por 5,8%, o Banco do Nordeste por 5,6%; 17,6% buscaram empréstimos em outras fontes.

Fazendo uma análise quanto à natureza da fonte de empréstimo que o microempreendedor buscou, foi possível dividi-las em seis categorias:

  • instituições públicas;
  • instituições privadas;
  • cooperativas de crédito;
  • fontes particulares e outros (abrange amigos, familiares, agiota, etc);
  • banco do povo;
  • organizações da sociedade civil de interesse público (OSCIP).

De todos os microempreendedores individuais que buscaram empréstimo para sua empresa, 68,8% foram às instituições financeiras públicas; 22,4% para instituições privadas; 10% buscaram em fontes particulares e diversas; 6,4% banco do povo; 2,30% cooperativas e 2,2% OSCIP.

Sucesso na obtenção do empréstimo
Ao cruzar os dados dos microempreendedores que buscaram empréstimos e conseguiram e os que buscaram empréstimos e não conseguiram com as instituições com as quais negociaram foi possível identificar quais instituições têm o maior percentual de aprovação de empréstimos.

Enquanto que em nível geral 46,6% dos que buscaram empréstimos conseguiram, no Sicoob e Cooperativa de Crédito este percentual sobe para 66,7% e no Banco Santander é de 65,8%, sendo estes as três instituições com maior percentual de aprovação de empréstimos.

Por outro lado, agiotas (0,0%), Itaú/Unibanco (22,1%) e Banco da Amazônica (33,0%), são aquelas instituições com menor percentual de sucesso nos empréstimos.

Já entre as três instituições mais procuradas para obtenção de empréstimos, a Caixa Econômica Federal, o Banco do Brasil e o Bradesco, tiveram como taxa de sucesso, respectivamente, 47,6%, 41,1% e 54,2%.

Para saber mais, acesse a íntegra da pesquisa.

You must login to add a comment.

Posts relacionados